quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Prêmio Jabuti desclassifica três dos finalistas anunciados na semana passada

Da:Folha de São Paulo

Três obras anunciadas na semana passada como finalistas do Prêmio Jabuti foram desclassificadas nesta terça-feira (24) após questionamentos sobre sua adequação ao regulamento. A decisão foi tomada em reunião do conselho curador do mais tradicional prêmio literário do país.
A infantil "A Pedra na Praça" (Rovelle), de Ana Sofia e Tatiana Mariz, foi desclassificada por ser uma adaptação de contos de Tolstói, quando o regulamento estipula que "somente as obras inéditas podem concorrer". Em seu lugar entre os finalistas na categoria, entrou "O Peixe e a Passarinha" (Companhia das Letras), de Blandina Franco e José Carlos Lollo.
Duas obras na categoria tradução foram desclassificadas após questionamento do jornal "O Globo". Uma delas foi a tradução de Henryk Siewierski para "Ficção Completa - Bruno Schulz" (Cosac Naify), também pela questão do ineditismo, já que trata-se de tradução parcialmente publicada em edição anterior.
"Não se pode considerá-la uma nova tradução, e sim uma tradução revista", informou o conselho. No lugar, entrou "O Comedido Fidalgo" (Benvirá), de Juan Eslava Gavan, na tradução de Josely Vianna Baptista.
A outra foi a tradução de Mamede Mustafa Jarouche para o "Livro das Mil e Uma Hoites - Vol. 4" (Globo), devido ao item do regulamento que determina que, "no caso de traduções, quando houver vários volumes, será considerada a data do último publicado, desde que nenhum dos demais volumes tenha sido inscrito em edições anteriores do Prêmio".
O primeiro livro da série de traduções já havia sido premiado no Jabuti, em 2006. O título foi substituído na lista por "Fora do Tempo" (Companhia das Letras), de David Grossman, na tradução de Paul Geiger.

Nenhum comentário: