sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Rapidinhas do Rock

Com início do Rock in Rio, vamos tentar colocar diariamente notinhas rápidas sobre o Festival que começa hoje na cidade maravilhosa. Sou fã de rock, mas o festival é de música, e atualmente acho que nenhuma das atrações me tiraria do conforto de minha casinha.:

*** Começa nesta sexta-feira, na Cidade Do Rock, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, a quinta edição brasileira do Rock in Rio. Até o dia 22 de setembro, mais de 160 artistas irão se apresentar em cinco espaços diferentes, divididos entre os sete dias de programação. Quase 600 mil pessoas estão sendo esperadas durante o festival, com uma média de 85 mil espectadores por dia.
A programação deste ano aposta em nomes já consagrados, sendo que a maioria dos artistas já se apresentou no país anteriormente. A escalação privilegia especialmente o pop, destaque do primeiro final de semana, e o heavy metal, destaque do segundo e último final de semana do evento.
A tenda eletrônica continua fazendo parte da programação do festival, e esse ano traz veteranos nacionais, como Anderson Noise e Mau Mau (ambos no dia 14), e Marky (22); e internacionais, como o pioneiro Paul Oakenfold (20), Vitalic (14) e Tiga (22). Entre as curiosidades está o Maximum Hedrum, projeto do vocalista do Sepultura Derrick Green, que toca no último dia (22).
Outras atrações do evento são a Rock Street, uma rua inspirada no bairro londrino de Camden Town que conta com bares, restaurantes e diversas atrações musicais que fazem referência ou prestam homenagem à clássicos do rock inglês como Beatles, Rolling Stones, The Who, Pink Floyd, David Bowie e Sex Pistols. Já o palco Street Dance conta com diversas apresentações de grupos de dança ao longo dos sete dias do evento.
Ocupando uma área de 150 mil metros quadrados, a Cidade do Rock irá oferecer ainda diversas lojas e restaurantes para o público, além de brinquedos para entreter aqueles que quiserem dar um intervalo de tantos shows.
O palco Mundo, o maior e principal, conta nesta sexta com as musas Beyoncé e Ivete Sangalo, o eletrônico David Guetta e um tributo à Cazuza reunindo diversos artistas nacionais.
(UOL)

*** Os menores de 15 anos que, a partir de hoje, forem ao Rock in Rio só entrarão se acompanhados de pais ou responsáveis legais. Quem quiser levar amigos dos filhos precisa de um termo de responsabilidade autorizando a entrada.
O termo pode ser impresso no site rockinrio.com e deve ser assinado pelos pais ou responsáveis. Basta clicar na aba “Ingresso”, no link “Termos e condições” e ir até o item 13, onde há um outro link para download.
Os responsáveis também precisam permanecer na Cidade do Rock enquanto o menor estiver presente. A organização alerta que todos os frequentadores, inclusive os menores, devem ter documento de identificação com foto, que pode ser solicitado pela organização ou pela polícia.
 (O Globo)

*** Na primeira edição do Rock in Rio, em janeiro de 1985, Evandro Oliveira, 25, de Caxias do Sul (RS), ainda nem era nascido. Agora, o empresário se prepara para o que considera o show de sua vida: a apresentação de Beyoncé no Rock in Rio 2013, amanhã.
Para ver a diva do pop, ele vendeu um apartamento. "Quando anunciaram o show, fiquei desesperado. Sou fã desde os seis anos, desde que vi uma revista sobre o Girl's Tyme [banda em que a cantora iniciou a carreira, aos 8 anos]".
Com o que recebeu da venda, Evandro comprou passagens e ingressos. O restante do dinheiro, diz, será usado para mais shows na Europa. 
Beyoncé foi a cantora mais votada em pesquisa feita pela produção do Rock in Rio para saber quem o público queria no palco este ano.
Aos 32, Beyoncé já recebeu 13 Grammys, além de outros três com o Destiny's Child, e vendeu mais de 75 milhões de discos ao redor do mundo.
Na nova turnê, ela desce do palco e anda por corredores pelo meio da multidão, além de ser içada por cabos de aço sobre o público. "Comprei o ingresso para ficar num canto onde sei que ela vai passar", diz Oliveira. 
(Folha de São Paulo)


*** Fiscais da Secretaria municipal de Transportes vão controlar, a partir das 14h, o funcionamento dos táxis durante o Rock in Rio. Serão três equipes no entorno do Terminal Alvorada, na Barra, para evitar que taxistas cobrem acima do permitido.
— Eles terão um ponto de desembarque e embarque junto ao Terminal Alvorada para que os passageiros façam a conexão com o shuttle (ônibus especial para a Cidade do Rock). Teremos fiscalização que vai trabalhar no entorno para coibir cobranças indevidas. As equipes vão operar também em algumas vias próximas, onde tivemos esse tipo de problema na edição passada. Teremos policiais à paisana — disse o secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osorio.
A fiscalização será feita também nos aeroportos Santos Dumont e do Galeão, além da Rodoviária Novo Rio. Nos aeroportos, haverá controladores de táxis uniformizados para orientar passageiros. Ao entrar no táxi, os usuários receberão formulários com a placa do veículo e instruções sobre como proceder no caso de reclamações (que poderão ser feitas pelo telefone 1746).
Na saída do evento, a partir de meia-noite, quem quiser pegar um táxi deverá retornar ao Alvorada, onde os veículos terão uma área especial, sinalizada. 
(O Globo)




*** Faltam menos de 24 horas para o início da quinta edição do Rock Rio em sua terra de origem. Nesta quinta-feira, enquanto o Palco Sunset terminava de ser montado e a Cidade do Rock passava pelos últimos ajustes, o som das guitarras já embalou o trabalho dos funcionários que desde junho modelam o local para receber 85 mil pessoas por dia. Os artistas e amigos que farão a homenagem a Cazuza no primeiro dia de festival se reuniram, nesta tarde, para fazer o último ensaio.
— Cazuza fez tantos hits que daria para fazermos horas de show nesta homenagem — diz Frejat, guitarrista do Barão Vermelho. — Convidei pessoas especiais para o Cazuza, como Ney Matogrosso e Bebel Gilberto, para participar, além de artistas da geração que o viu estourar, como Paulo Miklos, e da nova geração, como Maria Gadú e Jota Quest, que foram influenciados por ele.
Além dos cantores, Frejat convocou a formação clássica do Barão, com Guto Goffi, Maurício Barros e Dé. Ainda com Cazuza à frente, essa foi a banda que se apresentou como Barão Vermelho no primeiro Rock in Rio, em 1985.
— Nossa reunião nem é tão emblemática, porque volta e meia fazemos shows juntos. O mais importante é ser no Rock in Rio. Para celebrar a ocasião, vou usar as mesmas guitarras daquela apresentação de 28 anos atrás, que nunca vai sair da nossa memória.
(O Globo)



Nenhum comentário: