segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Novo sócio

Reforçando o espírito de equipe do Sociedade Blog, fui escolhido para anunciar a chegada de mais um "sócio" no nosso time. Trata-se do Quixote Goitacá.
Inspirado no tresloucado Quixote de La mancha, do genial Miguel de Cervantes, Quixote Goitacá surge no que podemos situar como versão civilizada deste legítimo Goitacá ou, se preferirem, versão indígena deste belíssimo personagem da literatura universal.
O fato é que Quixote Goitacá adentra pelas matas e praias da nossa realidade política como que encarnado por missão a dar dignidade e sobriedade aos feitos e efeitos vindos de atitudes, posturas e propostas lançadas à luz da informação.
Num outro plano, Quixote Goitacá galopa por avaliações e análises extraídas de suas conclusões relacionadas ao que figurativamente compara-se ao enfrentamento do herói com fantasmas e malfeitores travestidos em moinhos de vento.
Quixote Goitacá assume sua postura como alguém que vindo de outro tempo assume o seu presente tanto como cavaleiro andante quanto destemido guerreiro.
Seja benvindo, Quixote!!!!

E assim...

..."O ancestral do gato doméstico (uma espécie selvagem conhecida como Felis lybica) veio do norte da África, região dominada pelo deserto do Saara. "A aridez do seu hábitat não permitiu que ele desenvolvesse habilidade para o contato com a água, por isso seus descendentes têm menos afinidade com esse meio do que outros felinos. A onça, por exemplo, caça jacarés até dentro d'água". Caçadores noturnos, os gatos têm que confiar a todos os sentidos o sucesso da sua caça, porque - mesmo com a visão especialmente adaptada à escuridão - a baixa luminosidade atrapalha na identificação da presa. "Quando molhados, os gatos sentem frio e perdem sensibilidade, principalmente no tato, um incômodo que atrapalha sua concentração na hora de buscar alimento".
Apesar da falta de intimidade entre os bichanos e a água, o famoso banho de gato - que ele mesmo se aplica, lambendo-se cuidadosamente - pode ser complementado com banhos convencionais quando necessário, contanto que o animal seja acostumado ao contato com a água desde filhote.

Fonte: http://super.abril.com.br/

Eles dizem...eles sabem


"Gato escaldado tem medo de água fria"

Humildade X Orgulho

Você já deve ter ouvido muitas vezes a palavra humildade, não é mesmo?
Essa palavra é muito usada, mas nem todas as pessoas conseguem entender o seu verdadeiro significado.
O termo humildade vem de húmus, palavra de origem latina que quer dizer terra fértil, rica em nutrientes e preparada para receber a semente.
Assim, uma pessoa humilde está sempre disposta a aprender e deixar brotar no solo fértil da sua alma, a boa semente.
A verdadeira humildade é firme, segura, sóbria, e jamais compartilha com a hipocrisia ou com a pieguice.
A humildade é a mais nobre de todas as virtudes pois somente ela predispõe o seu portador, à sabedoria real.
O contrário de humildade é orgulho, porque o orgulhoso nega tudo o que a humildade defende.
O orgulhoso é soberbo, julga-se superior e esconde-se por trás da falsa humildade ou da tola vaidade.
Alguns exemplos talvez tornem mais claras as nossas reflexões.
Quando, por exemplo, uma pessoa humilde comete um erro, diz: "eu me equivoquei", pois sua intenção é de aprender, de crescer. Mas quando uma pessoa orgulhosa comete um erro, diz: "não foi minha culpa", porque se acha acima de qualquer suspeita.
A pessoa humilde trabalha mais que a orgulhosa e por essa razão tem mais tempo.
Uma pessoa orgulhosa está sempre "muito ocupada" para fazer o que é necessário. A pessoa humilde enfrenta qualquer dificuldade e sempre vence os problemas.
A pessoa orgulhosa dá desculpas, mas não dá conta das suas obrigações e pendências. Uma pessoa humilde se compromete e realiza.
Uma pessoa orgulhosa se acha perfeita. A pessoa humilde diz: "eu sou bom, porém não tão bom como eu gostaria de ser".
A pessoa humilde respeita aqueles que lhe são superiores e trata de aprender algo com todos. A orgulhosa resiste àqueles que lhe são superiores e trata de pôr-lhes defeitos.
O humilde sempre faz algo mais, além da sua obrigação. O orgulhoso não colabora, e sempre diz: "eu faço o meu trabalho".
Uma pessoa humilde diz: "deve haver uma maneira melhor para fazer isto, e eu vou descobrir". A pessoa orgulhosa afirma: "sempre fiz assim e não vou mudar meu estilo".
A pessoa humilde compartilha suas experiências com colegas e amigos, o orgulhoso as guarda para si mesmo, porque teme a concorrência.
A pessoa orgulhosa não aceita críticas, a humilde está sempre disposta a ouvir todas as opiniões e a reter as melhores.
Quem é humilde cresce sempre, quem é orgulhoso fica estagnado, iludido na falsa posição de superioridade.
O orgulhoso se diz céptico, por achar que não pode haver nada no universo que ele desconheça, o humilde reverencia ao criador, todos os dias, porque sabe que há muitas verdades que ainda desconhece.
Uma pessoa humilde defende as idéias que julga nobres, sem se importar de quem elas venham. A pessoa orgulhosa defende sempre suas idéias, não porque acredite nelas, mas porque são suas.
Enfim, como se pode perceber, o orgulho é grilhão que impede a evolução das criaturas, a humildade é chave que abre as portas da perfeição.
Você sabe por quê o mar é tão grande? Tão imenso? Tão poderoso?
É porque foi humilde o bastante para colocar-se alguns centímetros abaixo de todos os rios.
Sabendo receber, tornou-se grande. Se quisesse ser o primeiro, se quisesse ficar acima de todos os rios, não seria mar, seria uma ilha. E certamente estaria isolado.

Texto da Equipe de Redação do Momento Espírita

domingo, 30 de janeiro de 2011

Romário de volta

Do UOL:
"Vivendo uma situação complicada no Campeonato Carioca, o América anunciou, neste domingo, o retorno de Romário ao clube para ser novamente dirigente. O ex-atacante e hoje deputado federal, desempenhou função igual entre 2009 e 2010.

Romário acertou o seu retorno em almoço com o novo diretor executivo de futebol do América, Antônio Tavares. O Baixinho já negocia com patrocinadores e ficará responsável pelas contratações de reforços para o elenco. O clube espera anunciar novidades até o fim desta semana.

Também neste domingo, o técnico Gilson Gênio entregou o cargo ao presidente Ulisses Salgado. No sábado, o América perdeu para o Nova Iguaçu por 2 a 0. O auxiliar Renato Trindade também deixou o clube.

Lulinha, que já comandou Olaria, Bonsucesso e Angra dos Reis-RJ, já foi confirmado como o novo treinador do América e já comanda o time na partida de quarta-feira, contra o Americano, no Giulite Coutinho, pela quinta rodada do grupo B da Taça Guanabara, primeiro turno da competição.

Com apenas um ponto, o América ocupa a sétima posição do grupo A. Em quatro rodadas, a equipe empatou com o Boavista (1 a 1) e perdeu para Flamengo (3 a 1), Resende (4 a 1) e Nova Iguaçu (2 a 0)."

Denúncia da leitora

"Olá! Gostaria de deixar aqui, minha indignação. Não vou deixar o meu nome, pois se tratando desta cidade, é bem capaz de cortarem meu benefício por revelar o assunto em questão. É o seguinte, a prefeitura municipal de Campos, beneficiou os alunos de baixa renda uma bolsa de 70% referente à mensalidade do curso. Antigamente, esta bolsa era repassada de uma maneira injusta, uns com 100%, outros com 10%; enfim, agora ficou estabelecido um piso se igualdade de 70% para todos, independente do curso. Sendo assim, cada aluno assinou um tempo de compromisso, com a finalidade de realizar a contra-partida, para poder continuar recebendo o benefício. Estamos fazendo esta contra-partida toda a semana por 4h. Agora, nas férias esta contra-partida foi interrompida, mas voltaremos assim que o ano letivo começar. Até aí tudo bem. O que me deixa indignada é eu ir a secretaria da UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ, e receber a seguinte informação: O meu curso tem a mensalidade de R$ 873, 69 e o valor referente aos 70% sobre este valor que a prefeitura cobre é de R$ 611,58, certo? Não, errado. Pelos cálculos da secretaria o valor é de R$ 353,50. Das duas uma: ou eles não sabem fazer uma simples conta de porcentagem que qualquer um aprende no 2º grau do colegial, ou estão desviando meu benefício para outro lugar que eu ainda não conheço. Entrei em contato com alguns colegas que também recebem este benefício e todos estão com este mesmo problema. O atendente da secretaria teve a cara de pau de nos dizer (éramos um grupo de 4 alunos questionando este cálculo) que não é assim que se faz a conta. Que o nosso cálculo estava errado. Que o cálculo é outro, enfim, tirou o dele da reta quando falamos que íamos para o procon, blogs e afins. Ele disse que são ordens de cima e que não podia fazer nada. Por favor, eu não tenho condição de pagar R$ 520,19 na mensalidade. Tenho guardado a quantia de 30% do valor da mensalidade que é R$ 262,10. E se eu não me matricular terei a bolsa cortada. Estou de mãos atadas, desesperada, pois as aulas da Estácio de Sá começam amanhã, dia 31/01/2011. Por favor, me ajude a divulgar este desrespeito com nós bolsistas; que só queremos o nosso direito de estudar com dignidade. O meu boleto está nas minhas mãos, com os valores especificados, e amanhã eu e meus colegas iremos ao PROCON denunciar esta irregularidade. Vamos correr atrás do nosso direito e divulgar o que está acontecendo. Não vejo a hora de saber para qual bolso meu benefício está indo. Obrigada. "
Com a palavra, a Universidade Estácio de Sá.

Diferença de estilos

Nunca na história deste país, tivemos os primeiros 30 dias de mandato de um(a) presidente(a) tão discretos. Se Lula fazia questão de aparecer sempre, sua substituta adota um estilo totalmente inverso. Neste primeiro mês, pouco se viu ou ouviu a presidenta Dilma Roussef. O que isso significa?
Nada. Apenas uma observação.

Frase do fim de semana

"Vou me divertir em dobro e gastar a metade."
Frase dita por uma figuraça, ontem em Guarapari, ao explicar o motivo de não levar a namorada para o fim de semana com os amigos.

Lucas passou no vestibular!!!

Dica de blog

O jornalista e alvinegro Wesley Machado nos manda e-mail indicando este maravilhoso espaço, do qual humildemente faço parte esporadicamente, por pura falta de tempo.
"Visite o Blog "Estrela Solitária no Coração" e fique por dentro de tudo que rola sobre o Botafogo. Na série "Por Onde Anda?" você descobre onde está jogando aquele jogador para quem você já torceu. Comente também sobre a polêmica entre Loco e Joel.
Acesse agora http://estrelasolitarianocoracao.blogspot.com/"

A aventura de uma passageira de van


Walnize Carvalho
Bem que poderia iniciar a crônica assim: “Matou o mosquito e, em seguida matou a sede”, pois foi a primeira manifestação que ouvi dentro da Van, que usava como meio de transporte indo da praia em que veraneio rumo à cidade, naquela luminosa manhã.
Eis que um passageiro com uniforme do CCZ virou-se para o colega e disse: -Rapaz!... Ontem fiz a tarefa do dia, entrei em um bar e tomei oito latinhas!...
Foi a deixa para que eu buscasse na bolsa papel e caneta e começasse a fazer anotações, pois pressentia que colheria diálogos interessantes do cotidiano, como o que captei entre dois torcedores do Flamengo: os identifiquei pelas camisas do time e pela “Ronaldomania”...
Como um radar girava meu rosto em várias direções, a fim de não perder nenhum detalhe. Observei que o motorista não usava cinto de segurança. Ora olhava para trás a fim de papear com um senhor que viajava em pé ,ora falava ao celular...
Em determinado trecho da viagem a “trocadora” desceu para comprar um jornal a pedido de um passageiro. Este pagou, agradeceu e exclamou: - Tenho que saber tudo sobre “as tragédias!” ...
Uma grávida viajava em pé.
Duas amigas contavam suas venturas e desventuras. Dizia a primeira: - Chamei o marido pra ir à festa de São Sebastião! Não quis ir... “garrei “as crianças e saí “rufando”! E a outra, em meio a um sorriso irônico: - Você é tinhosa!...
De cinco em cinco minutos a condução diminuía a velocidade, pois pessoas na estrada faziam sinal para embarque. Eram avisadas pela ajudante do motorista com a frase:- Só em pé! –Só em pé! Uns embarcavam; outros não!...
Um rapaz prendeu a mão na porta.
Uma mistura de sons, odores e cores: celulares, perfumes, trajes coloridos, uniformes de firmas comerciais, jalecos brancos...
A cada distrito em que se passava começavam os desembarques: “Pare na marquise!...No Postinho!...No Azeredo!...No pé de manga!...Na Auto- escola!...No DPO!...No Posto de Gasolina!...Na praça!...Na igreja!...Em frente ao cemitério!...
De repente, me senti observada. Uma senhora dirigiu-se a mim cheia de conselhos : -Faz mal a vista estudar no carro em movimento!
Sorri agradecida, guardei caneta e papel na bolsa e pedi ao motorista : - Por favor, pare no Cine São José!...

Eles dizem...eles sabem


"Em boca fechada não entra mosca"

sábado, 29 de janeiro de 2011

Sociedade Quadrinhos


Em um dia como hoje...

Era inaugurado no ano de 1951 em Campos, o Sanatório para Tuberculosos, hoje  Hospital Ferreira Machado. Além de atender os moradores de Campos, o hospital recebe muitos pacientes oriundos de cidades  como: São João da Barra, São Francisco de Itabapoana, Cardoso Moreira, São Fidélis, Cambuci entre outras, além de vítimas de acidentes nas rodovias próximas, como BR-101 e BR-356.

Mosquito argentino


Campanha contra o mosquito da dengue da prefeitura de Barretos no interior de São Paulo deu o que falar. Os outdoors mostram o mosquito transmissor da doença vestido com uma camisa representando a seleção argentina e seu maior destaque atualmente, o craque Messi. Do outro lado um jogador brasileiro chuta uma bola em direção ao mosquito.
Nossos hermanos não gostaram nada da brincadeira. O ministro argentino da Saúde, Juan Manzur, criticou o uso da rivalidade no futebol entre os dois países na peça em entrevista à uma rádio de Buenos Aires. A prefeitura de Barretos já decidiu retirar os outdoors.

Que ficou engraçado, ficou...rsrsrs

Psicologia, 1959 X 2010

Psicologia, 1959 X 2010

Cenário 1: João não fica quieto na sala de aula. Interrompe e perturba os colegas.
1959: É mandado à sala da diretoria, fica parado esperando 1 hora, vem o diretor, lhe dá uma bronca descomunal e volta tranquilo à classe.
2010: É mandado ao departamento de psiquiatria, o diagnosticam como hiperativo, com transtornos de ansiedade e déficit de atenção em ADD, o psiquiatra lhe receita Rivotril. Se transforma num Zumbí. Os pais reivindicam uma subvenção por ter um filho incapaz.

--------------------------------------------------------------------------------

Cenário 2: Luis quebra o farol de um carro no seu bairro.
1959: Seu pai tira a cinta e lhe aplica umas sonoras bordoadas no traseiro... A Luis nem lhe passa pela cabeça fazer outra nova "cagada", cresce normalmente, vai à universidade e se transforma num profissional de sucesso.
2010: Prendem o pai de Luis por maus tratos. O condenam a 5 anos de reclusão e, por 15 anos deve abster-se de ver seu filho. Sem o guia de uma figura paterna, Luis se volta para a droga, delinque e fica preso num presídio especial para adolescentes.

--------------------------------------------------------------------------------
Cenário 3: José cai enquanto corria no pátio do colégio, machuca o joelho. Sua professora Maria, o encontra chorando e o abraça para confortá-lo...
1959: Rapidamente, João se sente melhor e continua brincando.
2010: A professora Maria é acusada de abuso sexual, condenada a três anos de reclusão. José passa cinco anos de terapia em terapia. Seus pais processam o colégio por negligência e a professora por danos psicológicos, ganhando os dois juízos. Maria renuncia à docência, entra em aguda depressão e se suicida...
--------------------------------------------------------------------------------
Cenário 4: Disciplina escolar
1959: Fazíamos bagunça na classe... O professor nos dava umas boa "mijada" e/ou encaminhava para a direção; chegando em casa, nosso velho nos castigava sem piedade.
2010: Fazemos bagunça na classe. O professor nos pede desculpas por repreender-nos e fica com a culpa por fazê-lo . Nosso velho vai até o colégio se queixar do docente e para consolá-lo compra uma moto para o filhinho.
--------------------------------------------------------------------------------
Cenário 5: Horário de Verão.
1959: Chega o dia de mudança de horário de inverno para horário de verão. Não acontece nada.
2010: Chega o dia de mudança de horário de inverno para horário de verão. A gente sofre transtornos de sono, depressão, falta de apetite, nas mulheres aparece celulite.
--------------------------------------------------------------------------------
Cenario 6: Fim das férias.
1959: Depois de passar férias com toda a família enfiada num Gordini, após 15 dias de sol na praia, hora de voltar. No dia seguinte se trabalha e tudo bem.
2010: Depois de voltar de Cancún, numa viajem 'all inclusive', terminam as férias e a gente sofre da síndrome do abandono, pânico, attack e seborreia...
--------------------------------------------------------------------------------
Fica a pergunta ...
QUANDO FOI QUE NOS TRANSFORMAMOS NESTE BANDO DE BOSTAS ... ???

Resgate


Walnize Carvalho

Acordou com vontade de trazê-la de volta.Nem que fosse por algumas horas.
Levantou-se da cama.Cabelos em desalinho.Lençóis com as marcas do seu corpo (deixaria tudo para acertar depois)
Procurou no guarda-roupa um vestido branco, próprio para o dia de verão.
Enquanto amarrava o laço de fita na cintura (ele tinha um laço de fita cor de rosa) lembrou-se que em criança tinha um anel de chapinha.
Nele impressas as iniciais do seu nome.
Lembrou-se também da caixinha em que guardava o mesmo: caixa de veludo azul, onde apertando ficavam as marcas dos dedos.
Saiu à rua com a idéia bailando em sua mente: “vontade de trazê-la de volta...”
Seguiu até a Feira da roça.
Comprou uma cesta de cajus fresquinhos.
Trouxe para casa. Na cestinha (achava linda, sentiu-se a própria chapeuzinho vermelho)...
Entrou.
Foi à pia.Lavou algumas frutas.Como uma menina levada sentou-se no umbral da porta da cozinha.
Saboreou os cajus displicentemente.
No vestido branco, as nódoas trouxeram afinal, a sua infância devolta.

Feira da roça





Acabo de chegar da Feira da roça instalada aqui na praia do Farol.Gostei de comprar,rever e conhecer algumas frutas como:Ingá, siriguela, acerola, carambola, lichia, melão, jaca, jambo, pinha...

E assim...

Nossos pais e avós sempre nos ensinaram que um mau acordo é melhor do que uma boa briga. Isto aprendemos com nossos ancestrais. Mas, pelo que temos acompanhado ultimamente pelos jornais, revistas, TV e Blogs parece que não foi assim que ensinaram os antepassados de algumas pessoas. Para eles só vale é o ditado dou um boi para não entrar numa briga, mas dou uma boiada para não sair e... haja boiada! Boiada de ressentimentos, de rancores, de ingratidões cobradas, de ciúmes, despeitos, divergências mal resolvidas.Mas... " em cada cabeça,uma sentença"!

Eles dizem...eles sabem


"Dou um boi pra entrar numa briga,mas dou uma boiada pra não sair"

A cor do desamparo- Carlos Eduardo Leal

A solidariedade pode ser mais um dos muitos nomes que podemos utilizar para a ação voluntária. Mas creio que diante de tanta tragédia, qualquer nome torna-se precário, pois é impossível medir e quantificar a dor. Esta, nestes momentos, torna-se inominável. Tenho uma casa em Teresópolis e, como muitos, no último fim de semana fui levar donativos para as vítimas. Mas, eis que chegando lá, tornou-se impossível ficar indiferente e, ato contínuo, alistei-me na Cruz Vermelha. Como psicanalista, fui designado para a delegacia/IML/acolhimento das pessoas em busca de parentes mortos e/ou desaparecidos. Em minutos tive que esquecer tudo que sabia em anos de prática clínica e reaprender a cada novo caso. Reaprender a dimensão da vida e, principalmente, da morte. Ali, naquela dimensão desumana, muito além de tudo que até então ao longo dos meus quase trinta anos de consultório havia vivido, tive que improvisar algumas coisas: um abraço que confortasse, acolher um choro, pensar rápido sobre o flagelo de uma família e sua semidesaparição, acolher um corpo literalmente despedaçado e, talvez, o mais difícil, encaminhar o olhar das pessoas ao encontro de inúmeras fotos de corpos, rostos desfigurados, inchados pela terra e pela água, roxos, disformes. Tentativa de reconhecimento de alguém que um dia foi tão próximo na felicidade e no compartilhamento da vida. Tentativa de reconhecimento de alguém que se sabia de cor o tom dos cabelos, a espessura das sobrancelhas, o corte das unhas. Pequenos detalhes que se desfiguram diante da enchente real de terra, paus, pedras, lama e, da enchente afetiva de emoções que transbordam para outras margens do sem fim. Margens destroçadas, sem bordas definidas. Rios de lágrimas que nunca presenciei. O que dizer de uma mãe que procura pelo seu menino de dois anos e fica a olhar fotos de crianças mortas, deformadas pela cor, a terra selvagelmente nas bocas, nos olhos, narizes. Se é dura esta descrição? Pois então escutem com seus corações o que estariam pensando aquelas mães ao não conseguirem reconhecer um pequeno traço de seus filhos. Pensem que elas poderiam estar pensando também nas outras mães que nunca mais irão encontrar vestígios ou aquele cheiro particular de suas crianças. O pior desta tragédia é que com o passar do tempo, todas estes sobreviventes se tornarão invisíveis. Pessoas comuns, numa miséria incomum, mas desasistidas pelo poder público. Vimos e temos visto o mesmo filme ao longo dos anos. Hoje elas ainda frequentam os jornais. Amanhã, quando outra desgraça sobrevier, eles serão apenas um número numa estatística cruel e perversa. Por isso é preciso uma assistência continuada. A educação, a saúde e a prevenção de riscos não é um evento, mas uma ação permanente. O evento, a catástrofe, é pontual, mas o movimento para se reduzir a dor, a perda e as mortes, deve ser um projeto de toda uma vida.
Ainda não há uma tinta para colorir a tragédia deste desamparo. Ainda não há uma cor definida para amenizar o cinzento desta tristeza. Porém, a solidariedade talvez possa ser o nome para se começar a pensar na cor da esperança.

Sociedade Quadrinhos

Sociedade Homenagem

Minha reverência a um dos melhores jogadores que vi jogar, o baixinho Romário, que hoje faz 45 anos. É o cara dentro da grande área. Quem viu, viu. Quem não viu, chupe os dedos e aguente essas merdas que jogam hoje em dia.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Desafinou

O sempre discreto João Gilberto, que vive recluso no Rio de Janeiro, vai ter que sair da toca. A dona do apartamento onde ele mora há 15 anos na quadra da praia do Leblon, a milionária italiana Georgina Maria Natividade Faucigny Bandolini d'Adda, entrou com uma ação de despejo na 24ª Vara Cível do Rio. Segundo o advogado dela, Paulo Roberto Moreira Mendes, Georgina pediu o apartamento de volta em dezembro. A princípio, João teria aceitado sair, mas depois mudou de ideia, conforme informa o Portal Yahoo.

Ainda de acordo com o Yahoo, Georgina pede que João seja também condenado a pagar as custas do processo, não inferiores a 20% do valor da causa, que é de R$ 84 mil. Raramente João Gilberto é visto no prédio. Ele costuma tocar violão de madrugada e raramente sai de casa. Quando deixa o apartamento, usa um táxi que para dentro da garagem do prédio. João completa 80 anos em junho.

Esse é o primeiro processo que se tem notícia contra João por razões não profissionais. O mais comum na vida do músico baiano são disputas judiciais provocados pela sua ausência em shows alegando não haver condições técnicas para se apresentar.

Façamos - Elza Soares e Chico Buarque

Ela disse...


Leio na coluna "Gente boa"(o Globo) que a cantora Elza Soares gravou anteontem sua biografia no MIS(Museu da Imagem e do Som- RJ).Contou tristezas e alegrias:"Ela falou das dificuldades que enfrentou,da infãncia, da comida que faltava,dos quilômetros que andava para lavar roupa..." e, claro, de sua vida com Garrincha.
Sem querer revelar a sua idade disse que" tem com seu marido,Bruno Lucide (26 anos) uma vida sexual agitadíssima,graças ao poder afrodisíaco do Mate Leão".

...Lembrei-me da máxima: "Mate um leão por dia!"

Eles dizem...eles sabem


"Mais vale prevenir do que remediar"

Chet Baker

O trumpetista Chesney Henry "Chet" Baker (1929-1988) é um dos meus favoritos ícones do jazz. Sua música e sua vida são a essência do "sexo, drogas e jazz". Nascido em Yale, Oklahoma, Chet teve pouca ou quase nenhuma formação musical. Em uma época que o jazz era "a música" que se ouvia nas rádios, ele cedo se tornou um "sex simbol" e atraiu a atenção das mulheres e de grandes músicos como Gerry Mulligan, Stan Getz e Charlie "Bird" Parker em pessoa.
Usuário de heroína desde 1950, foi preso várias vezes, penhorou seus instrumentos para manter seu vício, foi expulso da Alemanha e Inglaterra por posse de droga e teve um dente arrancado por um traficante.
Finalmente, encontrou alguma tranquilidade morando na região de São Francisco, onde passou seus últimos anos de vida e teve um "revival" em sua carreira, quando tocou com o legendário guitarrista Jim Hall, o pianista Phil Markowitz, o guitarrista Philip Catherine, e rodou toda a Europa tocando com músicos locais.
Em 13 de maio de 1988, aos 59 anos foi encontrado morto no Hotel Prins Hendrik em Amsterdam, Holanda com graves ferimentos na cabeça. Heroína e coca foram encontrados em seu corpo e no seu apartamento, sem contudo nenhuma evidência de luta ou agressão.Aparentava ser muito mais velho do que sua idade real.
Alguns relatos dão conta de que sua forma "cool" de cantar e tocar o trompete teriam influenciado a maneira de cantar de alguns cantores da fase pré bossa nova.
O que ficou para a história foi a impressionante musicalidade deste homem aparentemente torturado pelas drogas e atropelado pela fama.
Neste vídeo, a canção Time After Time serve de pano de fundo para uma bela e emocionante edição em forma de documentário que mostra o jovem e o Chet devastado pela droga.


Só porque me deu vontade...

Brasiuuu iu iuuuuuuu !!!!!!!!

Rubens Valente, Folha de S. Paulo

Porque o presidente do TCU não pede demissão?

Consultoria que recebeu R$ 2,1 mi de órgãos federais vende palestras de Zymler. Ministérios contratam a Elo e pagam inscrições de servidor, que chegam a R$ 3,9 mil; outros 2 ministros dão aulas.
Uma empresa contratada por órgãos da União fiscalizados pelo TCU (Tribunal de Contas da União) vende na internet palestras do presidente do tribunal, Benjamin Zymler, de sua chefe de gabinete e de dois ministros-substitutos.
A Elo Consultoria Empresarial e Produção de Eventos recebeu R$ 2,1 milhões entre 2008 e 2010 de ministérios e órgãos do Executivo.
Segundo a empresa, também são ou foram seus clientes o Senado, a Câmara dos Deputados, a Petrobras e a Caixa Econômica, dentre outros -todos passam por fiscalização do TCU.
Zymler é anunciado no site da Elo na internet como um de seus principais "apresentadores". A Elo recebe o pagamento de seus clientes e repassa a Zymler a parte que lhe cabe pela palestra.
Não se sabe quanto fica com o presidente do TCU e com os outros palestrantes. Zymler, por meio da assessoria do tribunal, se recusou a falar sobre o assunto.
Algumas palestras para turmas de 30 pessoas feitas pela Elo podem arrecadar até R$ 120 mil -cada inscrição chega a custar R$ 3.900.
A próxima palestra do ministro ocorreria entre os dias 11 e 14 de fevereiro. Contudo, ontem à tarde, após a Folha procurar informações com o TCU e a Elo, a empresa postou em seu site a mensagem: "Curso cancelado".
Os valores repassados pela Elo são diferentes dos R$ 228 mil que Zymler recebeu entre 2008 e 2010, conforme revelou a Folha anteontem.
Naquele caso, os pagamentos, feitos por órgãos e entidades fiscalizados pelo ministro e pelo tribunal, ocorreram direto para Zymler ou sua empresa, a EMZ.
Em relação à Elo, como é a empresa que deve remunerar Zymler, a partir dos recursos recebidos da União, os registros de pagamentos ao ministro em 2010 não vão para o Siafi, o sistema de acompanhamento de gastos do governo federal.
Em 2009, Zymler aparece no Siafi recebendo R$ 71,1 mil por duas palestras. No ano passado, o sistema não apontou pagamento. Mas o ministro continuou prestando os serviços, que classifica de "exercício do magistério".

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Fim de semana em Macaé

Evento: Abraço à restinga da Praia do Pecado (com atrações literárias e musicais)
Data: 30 de janeiro, a partir das 9h
Local: Praia do Pecado, em frente ao hotel

Evento: Feirinha da Praça Veríssimo de Mello
Data: todas as quintas, a partir das 16h
Local: Praça Veríssimo de Mello, Centro (em frente ao Hospital São João Batista)
Informações: www.macae.rj.gov.br

Evento: Inauguração do Centro Cultural Rinha das Artes (com esquete teatral com o Grupo Teatral Acto, apresentação do Ballet “Laura” com a Cia de Dança Art Luz, apresentações dos grupos de choro da Sociedade Musical Lyra dos Conspiradores, CiemH2 com o espetáculo "Pseudópodos, Procedimento II - Urbano",DI Cia de Dança e Teatro de Bonecos Mestre Fantoche)
Data: 29 de janeiro, às 15h
Local: Rua Dr. Júlio Olivier 633, Centro
Informações: (22) 9961 1235

Exposição: Memórias de César Mello
Data: de segunda à sexta, das 10h às 18h
Local: Solar dos Mellos
Informações: www.macae.rj.gov.br

Exposição: Exposição anual de brinquedos antigos (peças do século XIX e XX)
Data: aos sábados às 16h, com exibição de desenhos animados antigos e filmes de longa metragem
Local: Solar dos Mellos
Entrada franca
Informações: www.macaetem.com.br

Show: Banda Local - Fest Verão 2011
Data: 28 de janeiro, 21h
Local: Bar do Coco
Informações: www.macae.rj.gov.br

Show: Alcione - Fest Verão 2011
Data: 29 de janeiro, 22h
Local: Bar do Coco, Aeroporto
Informações: www.macae.rj.gov.br

Show: Arlindo Cruz - Fest Verão 2011
Data: 30 de janeiro, 22h
Local: Bar do Coco, Aeroporto
Informações: www.macae.rj.gov.br

Evento: Brasilian Dolls
Data: 28 de janeiro, 23h
Local: Av. Nossa Senhora da Glória 1205, Praia dos Cavaleiros
Informações: (22) 2773-2036

Evento: Mc ROC TI POC
Data: 29 de janeiro, 23h
Local: Av. Nossa Senhora da Glória 1205, Praia dos Cavaleiros
Informações: (22) 2773-2036

Evento: Tae Kwon Do - Fest Verão 2011
Data: 29 de janeiro, a partir das 9h
Local: Ginásio Municipal
Informações: www.macae.rj.gov.br

Evento: Karatê - Fest Verão 2011
Data: 30 de janeiro, a partir das 9h
Local: Ginásio Municipal
Informações: www.macae.rj.gov.br

Evento: Cabofriense X Fluminense
Data: 30 de janeiro, às 17h
Local: Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo
Informações: www.macae.rj.gov.br

Evento: Macaé X Bangu
Data: 30 de janeiro, às 19h30
Local: Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo
Informações: www.macae.rj.gov.br

Esporte: Supino (levantamento de peso)- Fest Verão 2011
Data: 27 de janeiro, 9h
Local: Barra de Macaé
Informações: www.macae.rj.gov.br

Miss Campos entra no BBB11

Campista Adriana entra no BBB11
foto: reprodução  
O “Big Brother Brasil 11” não vai ganhar apenas dois novos participantes, vai ganhar uma Miss. Adriana Sant’Anna, a Miss Campos dos Goytacazes 2011 entra na disputa por 1 milhão de Reais, conforme informa o jornal Extra em sua versão on line. Adriana foi coroada ano passado, num concurso que teve a participação especial do ex-“BBB 10” Eliéser. Ela tem 19 anos e é estudante de odontologia.

A sol a pino


...só sombra,água fresca e rede na varanda!

Tava demorando...

O "dentuço" ainda não disse sim ou não, mas o fato é que Monarco convidou Ronaldinho Gaúcho para desfilar na Portela no Carnaval deste ano. A escola leva para a Marquês de Sapucaí o enredo "Rio, Azul da Cor do Mar" e desfila na segunda-feira de Carnaval.

Eles dizem...eles sabem


"Zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades"

Faixa preta...de cachaça!!!

Êita pinga maldita!!! kkkkkkk

A Certinha do Ahmadinejad

No rigoroso inverno do hemisfério norte, os jornais iranianos abusaram do photoshop para deixar a gata do mês, a chefe da diplomacia da União Européia Catherine Ashton, do jeito que o diabo, quer dizer, os USA gostam.



Um leve retoque no decote pantera fez a alegria dos onanistas iranianos, e a tiragem do jornal disparou. Já se comenta sobre possível aparição do furacão Ashton na piscina do BBI 11. Não restará burka sobre burka!

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Chorinho no Farol

E-mail que recebi da amiga Aucilene Freitas:

"Quem procura uma opção de lazer tranquila na praia do Farol já pode se programar. O Conjunto Regional Carinhoso volta ao projeto de verão O Espetáculo Mais Perto de Você, promovido pela Fundação Teatro Municipal Trianon e Secretarias de Turismo e de Desenvolvimento Econômico e Petróleo (Sedep), em show marcado para a próxima sexta-feira, 28, às 20h no estande da Sedep (próximo ao aquário do calçadão). O Conjunto Carinhoso é um legítimo representante do Choro, gênero que nasceu em meados do século XIX. O grupo pertence ao Clube do Choro & Cia., fundado em Campos em 1995, e é formado por Renato Arpoador (diretor musical), Getúlio Pereira Gomes (bandolim), Fábio Cardoso (cavaquinho), José Maria Viana (violão de seis cordas), Ylderci da Silva (violão de sete cordas), Aderval Gomes, Valzinho (pandeiro), Vinícius Velasco (acordeon) e Alba Valéria (voz).

"Os dias escuros"- Drummond, 1966

Correio da Manhã, 14/01/1966 - Carlos Drummond de Andrade

"Os dias escuros"

Amanheceu um dia sem luz – mais um – e há um grande silêncio na rua. Chego à janela e não vejo as figuras habituais dos primeiros trabalhadores. A cidade, ensopada de chuva, parece que desistiu de viver. Só a chuva mantém constante seu movimento entre monótono e nervoso. É hora de escrever, e não sinto a menor vontade de fazê-lo. Não que falte assunto. O assunto aí está, molhando, ensopando os morros, as casas, as pistas, as pessoas, a alma de todos nós. Barracos que se desmancham como armações de baralho e, por baixo de seus restos, mortos, mortos, mortos. Sobreviventes mariscando na lama, à pesquisa de mortos e de pobres objetos amassados. Depósito de gente no chão das escolas, e toda essa gente precisando de colchão, roupa de corpo, comida, medicamento. O calhau solto que fez parar a ad utora. Ruas que deixam de ser ruas, porque não dão mais passagem. Carros submersos, aviões e ônibus interestaduais paralisados, corrida a mercearias e supermercados como em dia de revolução. O desabamento que acaba de acontecer e os desabamentos programados para daqui a poucos instantes.

Este, o Rio que tenho diante dos olhos, e, se não saio à rua, nem por isso a imagem é menos ostensiva, pois a televisão traz para dentro de casa a variada pungência de seus horrores.

Sim, é admirável o esforço de todo mundo para enfrentar a calamidade e socorrer as vítimas, esforço que chega a ser perturbador pelo excesso de devotamento desprovido de técnica. Mas se não fosse essa mobilização espontânea do povo, determinada pelo sentimento humano, à revelia do governo incitando-o à ação, que seria desta cidade, tão rica de galas e bens supérfluos, e tão miserável em sua infra-estrutura de submoradia, de subalimentação e de condições primitivas de trabalho? Mobilização que de certo modo supre o eterno despreparo, a clássica desarrumação das agências oficiais, fazendo surgir de improviso, entre a dor, o espanto e a surpresa, uma corrente de afeto solidário, participante, que procura abarcar todos os flagelados.

Chuva e remorso juntam-se nestas horas de pesadelo, a chuva matando e destruindo por um lado, e, por outro, denunciando velhos erros sociais e omissões urbanísticas; e remorso, por que escondê-lo? Pois deve existir um sentimento geral de culpa diante de cidade tão desprotegida de armadura assistencial, tão vazia de meios de defesa da existência humana, que temos o dever de implantar e entretanto não implantamos, enquanto a chuva cai e o bueiro entope e o rio enche e o barraco desaba e a morte se instala, abatendo-se de preferência sobre a mão de obra que dorme nos morros sob a ameaça contínua da natureza; a mão de obra de hoje, esses trabalhadores entregues a si mesmos, e suas crianças que nem tiveram tempo de crescer para cumprimento de um destino anônimo.

No dia escuro, de más notícias esvoaçando, com a esperança de milhões de seres posta num raio de sol que teima em não romper, não há alegria para a crônica, nem lhe resta outro sentido senão o triste registro da fragilidade imensa da rica, poderosa e martirizada cidade do Rio de Janeiro.

Nossa casa

Um velho carpinteiro estava em vias de se aposentar. Chegou ao seu superior e informou a decisão. Os anos lhe pesavam muito e ele desejava uma vida mais calma.
Queria descansar um pouco, estar mais com a família, despreocupar-se de horários e rígidas disciplinas que o trabalho lhe impunha.
Porque fosse um excelente funcionário, seu chefe se entristeceu. Perderia um colaborador precioso.
Como última tarefa, antes de deixar seu posto de tantos anos, o chefe lhe pediu que construísse uma casa. Era um favor especial que ele pedia.
O carpinteiro consentiu. À medida que as paredes iam subindo, as peças sendo delineadas, o acabamento sendo feito, podia se perceber à distância que os pensamentos e o coração do servidor não estavam ali.
Ele não se empenhou no trabalho. Não se preocupou na seleção da matéria-prima, de forma que as portas, janelas e o teto apresentavam sérios defeitos.
Como também não teve cuidado com a mão de obra, a casa tomou um aspecto lamentável. Foi uma maneira bem desagradável dele encerrar a sua carreira.
Surpresa maior foi quando o chefe veio inspecionar a obra terminada. Olhou e pareceu não ficar satisfeito. Aquele não era um trabalho do seu melhor carpinteiro.
No entanto, tomou as chaves da casa e as entregou ao carpinteiro.
Esta casa é sua. É meu presente para você, por tantos anos de dedicação em minha empresa.
Que choque! Que vergonha! Se ele soubesse que a casa seria sua, teria caprichado. Teria buscado os melhores materiais. O acabamento teria merecido atenção especial.
Mas agora ele iria morar naquela casa tão mal feita.
Assim acontece conosco. Construímos nossas vidas de maneira distraída e descuidada.
Esquecemos de levantar paredes sólidas de afeto que nos garantirão o abrigo na hora da adversidade. Não providenciamos teto seguro de honradez para os dias do infortúnio.
Não nos preocupamos com detalhes pequenos como gentileza, delicadeza, atenções que demonstrem interesse para com os demais.
Pensemos em nós como um carpinteiro. Pensemos em nossa casa. Cada dia martelamos um prego novo, colocamos uma armação, estendemos vigas, levantamos paredes.
Construamos com sabedoria nossa vida. Porque a nossa vida de hoje é o resultado das nossas atitudes e escolhas feitas no ontem. Tanto quanto nossa vida do amanhã será o resultado das atitudes e escolhas que fizermos hoje.
E se nos sentirmos falharem as forças, recordemos a advertência que se encontra no capítulo primeiro da epístola de Tiago, versículo 5: Se alguém tem falta de sabedoria, peça a Deus. Ele a dará porque é generoso e dá com bondade a todos.

* * *
Tudo que realizes, faze-o com alegria.

Coloca estrelas de esperança no céu de tua vida e alegra-te pela oportunidade evolutiva.

A alegria que é resultado de uma conduta digna, é geradora de saúde e bem-estar.

E toda alegria resulta de uma visão positiva da vida, que se enriquece de inestimáveis tesouros de paz interior.

O teu amanhã será de luz se hoje semeares bom ânimo, o bem e a amizade.

Redação do Momento Espírita, com base em conto da Gazeta cristã, ano III, de novembro de 1999 e no cap. 40, do livro Episódios diários, pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal. Em 27.01.2011.

E hoje no Farol...


WILSON BATISTA NA TENDA CULTURAL DO FAROL

"Este convite do jornalista multimídia, Chico de Aguiar, é imperdível. É a chance da platéia de Campos, principalmente, conhecer um pouco da personalidade e do talento de Wilson Batista, um mulato campista atrevido que ousou polemizar com o genial Noel Rosa, já na época, primeiras décadas do século XX, um consagrado e cosmopolita compositor carioca. Confira:


O espetáculo biográfico “Tributo a Wilson Batista” será atração deste sábado, dia 29 de janeiro, às 20h, com entrada franca, na Tenda Cultural instalada na orla da Praia do Farol de São Tomé. No palco estarão a cantora Maria Fernanda e o Grupo Ébano, com participação especial de Chico de Aguiar narrando a história do compositor campista nascido em 1913 e falecido em 1968. O repertório de 23 músicas tem clássicos como Emília, Samba Rubronegro, Mundo de Zinco, Preconceito e Mãe Solteira.


Na sequência, no mesmo espaço, o cantor, compositor e animador Helinho Coelho fará um show de músicas, contos e causos, com acompanhamento do multiinstrumentista Jorge Serrote."

Fonte:blog do Fernando Leite

Eles dizem...eles sabem


"Cavalo dado não se olha os dentes"

Dica bacana

Quer fazer Pilates com 50% de desconto?
Entra logo aqui e garanta sua vaga!!!

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Em Guarapari...

Esse fim de semana, ao lado de "Já Morreu" e "Serrote", fui até o litoral capixaba, mais precisamente Guarapari. Entre alguns conhecidos (êita lugar para ter campista), eis que esbarro em uma rua do Centro com o ex-prefeito de Campos, Alexandre Mocaiber. Lá estava ele: livre, leve e solto, passeando de chinelo, bermuda e com um cativante sorriso no rosto. Uma pergunta não saiu da minha cabeça?
Será que ele ria da cara do povo campista?

Inútil Paisagem

Tom e Elis...

A NOVA E A VELHA GEOPOLÍTICA


Carta Maior, 4º feira, 26/01/2011

"O tucano FHC fechou seu governo deixando a Petrobrás em 27º lugar no PFC Energy 50 (de 1999), ranking das maiores empresas de energia do mundo em valor de mercado. Lula encerrou seu segundo mandato, em dezembro de 2010, com a estatal ocupando a 3º colocação no mesmo ranking, atrás apenas da Shell e da Petrochina. Com US$ 228,9 bilhões em valor de mercado, a Petrobrás posiciona-se agora à frente da ExxonMobil e da Chevron -a quem Serra, em plena campanha presidencial de 2010, prometera reverter a regulação soberana das reservas do pré-sal. ‘Vocês vão e depois voltam', garantiu o candidato da derrota conservadora a emissários da petroleira internacional,conforme revelações do Wikileakis. Em 2010 a Petrobrás também bateu o recorde de produção de petróleo e gás, com a média equivalente a 2,583 milhões de barris/dia. Analistas especializados observam que as descobertas e o crescimento da produção em países da periferia do capitalismo mudaram a geopolítica do petróleo no século XXI. Quase em simultâneo, falando de Genebra, onde guarda repouso após as derrotas eleitorais no Brasil,  FHC assegurou que ‘o governo Dilma está sem estratégia'. Sua referência, naturalmente,  é a exemplar condução estratégica do país  no ciclo tucano de privatizações e alinhamentos carnais."

Não sei porque, mas quando levo meu Kadet 95 ao posto para pagar por uma das piores (em pureza, octanagem, misturas exóticas, etc...) e mais caras gasolinas  do mundo, o fato da Petrobrás estar em terceiro, milésimo ou primeiro lugar neste ranking me lembra a música "barrados no baile, ôu, ôu..."

 

 

 

Tom Jobim - Águas de março

É pau...

É pedra...


É o fim do caminho...

 É um resto de toco...


É um pouco sozinho...


É um caco de vidro...

É a vida, é o sol...

É a noite, é a morte...

É o laço, é o anzol...
 
...

É a lama...

É a lama...

Wave - Tom Jobim & Toquinho

No Tom




"Google homenageia um dos maiores e mais consagrados compositores do século XX. -
O Google não faz apenas homenagens para os grandes gênios da música clássica da Europa ou para cientistas e filósofos de séculos passados. Com muita alegria o doodle do Google desta terça-feira (25) é em homenagem aos 84 anos que faria Antônio Carlos Brasileiro Jobim ou simplesmente Tom Jobim caso estivesse vivo. A Google criou uma imagem especial (doodle) na página de pesquisa com o chapéu panamá, óculos e piano, objetos característicos de Jobim.

E por falar em gênios da música clássica, Tom Jobim era amante do gênero musical, em especial as de Chopin, Debussy e Heitor Villa-Lobos, tanto é que em suas canções eram de harmonia requintada e letras bem laboradas, consagrando-se como um dos maiores compositores do século XX.

Em canções como Garota de Ipanema, Dindi, Insensatez, Corcovado, Águas de Março e Sabiá, o excelente pianista, que cantava com voz pausada, suave e meiga, encantou o mundo, reconhecido por músicos como Stan Getz e Frank Sinatra. Aliás, em 2005, a música "The Girl From Ipanema", versão em inglês para "Garota de Ipanema", de Tom e Vinícius de Moraes, foi eleita uma das 50 Grandes Obras Musicais da Humanidade pela Biblioteca do Congresso Americano."

"Muito bem explicadinho...


...nos mínimos detalhes!"como dizia um humorista na tv.
Me perguntam porque falo tanto do Farol...Já expliquei,mas volto ao assunto:Gosto de escrever o cotidiano em que me encontro tirando dele o que me saltam aos olhos.E aos meus olhos saltam lembranças,velhas moradias,figuras praianas,personagens como pescadores,vendedor de picolé, de jornal o que têm em qualquer praia do mundo mas ...neste periodo "meu mundo" é a praia em que estou...Pena que nas "esquinas por onde andei" (as praias que conheço e frequento de preferência fora de estação) estão guardadas em um "velho álbum de fotografias" que vão desde Gargaú,Guaxindiba,Santa Clara,Grussaí, Atafona,Cabo Frio,Búzios,Cavalheiros,Rio das Ostras...praias do Espírito Santo(não só Guarapari) as do Nordeste( não só Praia de Iracema-Fortaleza)As do Sul(não só Camboriú-Santa Catarina)...Paro por aqui!O importante é se sentir bem onde se está!

Eles dizem...eles sabem


Farol ontem à tarde

E no começo da tarde apareço para minha postagem...
Escolho dos ditos populares este:" "Nem tanto ao mar nem tanto à terra"

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Charge da noite


Do Gabriel

Deu no Ancelmo Góis

Como alguns sabem e já perceberam, sou leitor quase diário do Ancelmo Góis, colunista de “O Globo”. Hoje “pesquei” essa curtinha em sua coluna e divido com os amigos. Se a moda pega....

“A saideira e a conta”
O recém-aberto Paxeco Bar, no Jardim Botânico, no Rio, adotou um método gaiato para espantar bebuns que não querem partir na hora de fechar a casa.
Pouco antes de baixar as portas, o DJ toca o “Funk do pica-pau”, sons da natureza e um “cocoricóóóó” de galo.”

E eis que depois de muitos e muitos anos, descobri a real e única utilidade de um funk. O pior é se o bebum curtir. Aí o tiro sai pela culatra....

Fique de olho

No meio do drama na serra fluminense, muitos exemplos de solidariedade surgem desde o trágico ocorrido. São muitas campanhas de arrecadação de donativos, mas justamente é aí que mora o perigo. Nestes momentos, junto com a boa vontade de tantos, surge o oportunismo e falta de caráter de outros. Portanto, fique ligado para participar desta corrente bacana de uma maneira consciente. Na hora de doar, certifique-se que o local onde está deixando algum mantimento é realmente confiável.
Aqui em Campos mesmo, há cerca de alguns anos, na ocasião da última forte enchente, tivemos exemplos deste tipo. Com o agravante de muitos donativos terem parado no lixo de uma repartição pública. E agora, o 23º BPM do Rio, situado no Leblon, está com toneladas de mantimentos doados em sua sede, mas sem um o transporte adequado para levar o material até as cidades atingidas.
Outro fato bem legal que está acontecendo agora é que estão sendo realizadas no Rio algumas feiras para adoção de animais que perderam seus donos e casas nas cidades atingidas. Neste que passou foram mais de 50 cães e gatos “adotados”. E muitos saíram sem conseguir seu intuito. Quem por acaso estiver interessado, fica a dica. A veterinária Andrea Lambert está com cães da região serrana precisando de um novo dono e um novo lar. Seu telefone, divulgado na edição de hoje de “O Globo” é 9632-8115. Só não foi informado se o código é 21 ou 24.

Então...

Já que falei de Macaé, quero elogiar mais uma vez a programação de shows na cidade. De se ressaltar o fato de que a cada fim de semana um bairro da cidade é escolhido para sediar os shows, o que acaba dando um caráter mais democrático ao evento denominado Fest Verão. No próximo fim de semana, por exemplo, Alcione e Arlindo Cruz estarão na Praia do Aeroporto.
Entretanto, como nem tudo são flores, ouvi de colegas macaenses algumas queixas, como a falta de lixeiras em vários locais, o que ocasiona uma enorme sujeira ao fim dos shows e no dia seguinte. Isso já ocorre com freqüência na Praia dos Cavalheiros, onde circula a maior parte dos turistas da cidade, e onde caminhava com frequência na minha temporada por lá.

Falando nisso...

Tremenda bola fora da torcida peruana ontem no confronto Brasil e Bolívia pelo Sul Americano Sub-20 de futebol. A cada toque que o atacante brasileiro Diego Maurício dava na bola, muitos que estavam presentes no estádio se manifestavam imitando um macaco.
Infelizmente não é de hoje que o jogador negro sofre com isso. Nos últimos anos, fatos assim aconteceram com freqüência em gramados europeus. Em 2005, ao defender um pênalti em jogo contra o Atlético de Madrid, pelo Campeonato Espanhol, o goleiro camaronês Kameni, teve uma banana atirada contra si.
O craque Eto’o, conterrâneo de Kameni, chegou a ameaçar sair de uma partida contra o Zaragoza em 2005, quando ainda batia um bolão pelo Barcelona.
Aqui no Brasil, o ex-zagueiro e hoje técnico Antonio Carlos Zago, que chegou a defender a seleção brasileira na década de 90, pegou suspensão pesada, já no fim de sua carreira, ao agir de forma altamente ofensiva e preconceituosa contra um companheiro de profissão, que confesso, não me recordo o nome. Até hoje, Zago ficou marcado pelo lamentável episódio.
Não sei se chegou a ocorrer, mas será que fizeram algo parecido com o melhor jogador de futebol de todos os tempos, aquele negão forte conhecido como Pelé??

Ironia

No mesmo fim de semana que retornei para Campos, rolaram em Macaé, cidade onde residi shows de Jota Quest, Jorge Vercillo (os dois gratuitos, na Praia de Imbetiba) e do Botafogo no belíssimo gramado do Moacyrzão, estádio recém reformado pela milionária prefeitura da cidade, e que abrigará outros jogos de clubes grandes do estado.
Nesta quarta, será a vez do time da gávea enfrentar o Americano por lá. Uma pena que Campos não possa mais receber jogos de maior porte. Que o Americano não caia este ano e prepare seu estádio para 2012.
Já em Macaé, apesar do estádio ter ficado muito bonito e ter a infra-estrutura elogiada pelos times visitantes, torcida e imprensa em geral, existe um grave problema: sua localização. Na semana passada, por conta do clássico mundial Macaé e Cabofriense, vários veículos foram impedidos de passar pelo tradicional caminho de entrada/saída do município praiano, cerca de 3 horas antes da peleja. Os muitos ônibus que levam e trazem campistas todos os dias tiveram que dar uma volta enorme, o que aumentou o trajeto em cerca de 20 minutos. Espera-se coisa bem pior depois de amanhã, quando o time do pofexô Luxemburgo pega o Glorioso do Parque Tamandaré às 19:30.

Para embalar...


Em ritmo de mudança para casa nova, não pude presenciar in loco a goleada do meu velho e bom Botafogo sobre a fraquíssima Cabofriense em Macaé. Mas pela TV, vi que Papai Joel ainda precisa melhorar muitas coisas. Com o Vasco caindo pelas tabelas, temos alguns jogos-treinos contra os pequenos até enfrentar o Fluminense para decidir quem será o primeiro do grupo.
Enquanto isso, o time da gávea vai no mesmo ritmo de treino ganhando de seus adversários. A favor do Glorioso, o entrosamento de vários jogadores que jogam há algum tempo juntos e a presença de Loco Abreu incomodando e deixando os zagueiros adversários sem saber o que fazer. Mas ainda acho que a dupla Fla-Flu é a favorita. Se bem que ano passado também era assim.
E o fim deste filme a gente conhece bem.....

E na sorveteria...


...ouvi de uma freguesa: - Olha,alguém saiu tão apressado atrás do trio elétrico, que esqueceu os óculos sobre o balcão! e completou:- Vou levar!
E sentenciou:"Achado não é roubado; quem perdeu foi relaxado"...

Pelas flores


Ontem a manhã agitada de domingo não deu pra"dar uma espiadinha" aqui no blog e nem tão pouco postar frases da sabedoria popular.Olhava com remorso o dia correndo e meu laptop desprezado no canto...
Mais tarde, fui despertada da sesta com o "olhar" insistente das rosas do lado de fora da casa.Apesar das grades(casa de praia agora tem grade)eles balançavam ao vento e pareciam crianças travessas me espiando dormir...Foi a conta de levantar-me e abrir o computador para falar delas.Ó dor!Quem disse que consegui conexão!? A tela azul lentamente se abriu.Clamava aos céus, olhava as flores por trás das grades e eu prisioneira de uma vontade...Andava a seta,clicava no xis vermelho e nada...Ufa! O"sociedade" apareceu!...cliquei no blogger: a ampuleta de luz verde encheu lentamente(não encheu!)meu relógio correndo.Bateram à porta do quarto.Era a neta:- Vó ,vamos à Sorveteria!O trio elétrico já passou...Desisti da postagem.Fechei o computador.Fui lá fora, colhi uma flor,coloquei no cabelo e segui de mãos dadas com a neta para a sorveteria...

Eles dizem...eles sabem


"Não há mal que sempre dure, nem dor que nunca se acaba"

domingo, 23 de janeiro de 2011

E no vestibular em Minas..


Obedece quem tem juízo- Eliane Cantanhêde, Folha de S. Paulo

Apesar de Dilma Rousseff e Nelson Jobim terem acertado os ponteiros e estarem dialogando fluidamente, a posição de Jobim no governo já foi bem mais confortável - quando o presidente era Lula.
Jobim encontrou a Defesa em polvorosa, numa bagunça indescritível. Trocou uns chefes, enquadrou outros, arrumou a casa. É considerado o primeiro ministro da Defesa de fato na história deste país.
Para tanto, Jobim pediu e obteve carta branca de Lula, que gosta de empurrar decisões e abacaxis com a barriga e adorou jogar os militares no colo do ministro.
Assim, Jobim tratou as Forças Armadas como um feudo seu. Criou a Estratégia Nacional de Defesa, definiu programas bilionários para Marinha, Aeronáutica e Exército - nesta ordem - e reformulou toda a organização militar para reforçar a posição do... próprio ministro.
Ocorre que Lula é Lula, e Dilma é Dilma. Ela tem uma lealdade canina - ou seria feminina? - ao ex-chefe e mentor, mas tem lá seu estilo, seu gosto pela gestão e pelo poder. Se Lula permitia e até agradecia a existência de feudos, especialmente o da Defesa, com a nova presidente não funciona assim. Ela quer saber tudo, acompanhar tudo, cobrar tudo, ter certeza do que está decidindo e assinando.
Trocando a metáfora: Jobim cantava de galo na área militar; agora não canta mais. Ele queria comprar os caças da FAB no governo Lula, mas Dilma vetou. Disse que seria em janeiro, mas Dilma adiou. Fez seu próprio parecer, mas Dilma quis ver o da FAB. Tentou continuar sendo o único interlocutor do presidente na sua área, mas Dilma abriu as portas para conversas a sós com os comandantes.
A comunicação da presidente com seu ministro vai bem, até porque ela, apesar de nascida em Minas, fala gauchês tão bem quanto Jobim. Mas ficou claro que ele não decide mais sozinho. Agora, quem manda é ela. Manda quem pode, obedece quem tem juízo.

sábado, 22 de janeiro de 2011

Primeiro da fila

Na onda de indicações que o ex-presidente Lula deixou para Dilma, Fernando Haddad, ministro da Educação foi um dos primeiros, apesar do bombardeio que recebeu.
Agora vamos ver até quando o Lulinha vai segurar Haddad, depois de mais um problema em sua pasta. Na boa...Será que ele nunca tem culpa??????
A aposta deste blogueiro é que o citado ministro não emplaca o carnaval.
A conferir.

Legião na volta....

Chovendo lembranças


Walnize Carvalho

Uma coisa é viajar no imaginário, entrar no túnel do tempo e resgatar lembranças; outra é retornar ao velho cenário e sentir na pele, olhos e coração o passado- presente. Rever cantos e recantos achando encanto em tudo à volta...
Eis que, em mais um verão aqui estou na casa da infância , adolescência e de quase de toda uma vida, na praia do Farol de São Tomé. As presenças da chuva e das netas me fazem rever “tudo de novo” com ares saudosistas. Chovem lembranças de verões vividos...
Na varanda, familiares divertiam-se ora com jogos de víspora, ora com cartas de baralho (a “escopa de quinze” era a preferida).
No canto da sala alguém atento ouvia no rádio “as últimas notícias sobre as enchentes do Paraíba”.
Na cozinha, a dona da casa preparava o café, fervia o leite da roça. Broa de milho, batata doce, banana figo e aipim cozidos completavam o farto lanche.
De verões chuvosos relembro o passeio à tardinha pelas ruas empoçadas – eu, irmãs, colegas e primas – sob barracas coloridas de praia . Íamos ver o belo espetáculo do mar bravio.
No trajeto ouvíamos conversas e alaridos.
No banco da pracinha senhores discutiam a próxima safra de cana-de-açúcar.
No campo de areia meninos encharcados de alegria jogavam bola.
Mais adiante, na porta da birosca, um homem bradava: - O tempo está uma isca! E esfregando as mãos, ordenava: - Zé, coloca mais uma dose!
Voltávamos para casa. Entrávamos buscando diversão. As meninas dividiam-se em duplas jogando “varetas” e “dominó” (de baralho, só sabíamos do “rouba montinho”).
Uma delas, olhando pela janela, sentenciava: - Amanhã vou desenhar o sol na areia. O tempo vai melhorar.
O lanche era servido...
Retomo ao presente verão.
Fim de tarde. Olho pela janela. A chuva me preocupa, pois “as meninas”( netas) estão passeando e não levaram protetores...de chuva.
Eis que retornam da caminhada no Calçadão e comunicam: - Já comemos uns sandubas no quiosque com as amigas (estas cujos pais brincavam outrora com meus filhos). Trocam as roupas molhadas e decretam: - Vamos assistir DVD na casa de uma colega!...
Sem tempo de aprovar ou desaprovar as vejo correndo pela rua. Dou de ombros, afinal, como dizem: “Jovem é outro papo!”
Na sala, a neta caçula se aninha em meu colo. Na tevê ligada, o noticiário da ênfase à tragédia na Região Serrana.
Alguém de casa sugere jogar baralho: “escopa de quinze” Proposta aceita.
Diante dos meus olhos, um embaralhar de lembranças.

Eles dizem...eles sabem


"Cada macaco no seu galho"

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Férias adiadas

Depois de uma reunião de última hora nesta noite com a presidenta Dilma Roussef, o ministro da Educação, Fernando Haddad, decidiu adiar suas férias que começariam neste sábado.
O ministro foi cobrado por Dilma acerca dos problemas enfrentados ao longo da semana no processo de inscrição no Sistema de Seleção Unificada (SISU). Há pouco tempo, o mesmo Haddad foi alvo de muitas críticas por conta da bagunça que reinou na organização do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio).
Dilma não faz tanto estardalhaço como Lula. Mas mandou bem desta vez!

Rivaldo no São Paulo

Do site da ESPN Brasil, por intermédio do blog de André Plihal:
"Rivaldo acerta e vai jogar no São Paulo em 2011
por André Plihal, blogueiro do ESPN.com.br


O São Paulo terá Rivaldo, 38 anos, na temporada 2011. O acerto foi fechado nesta semana, e o contrato será assinado nos próximos dias.
Presidente do Mogi Mirim, Rivaldo anunciou no começo do ano que atuaria pelo próprio Mogi no Campeonato Paulista. No fim de semana, seu time recebeu o São Paulo na primeira rodada do campeonato e perdeu por 2 a 0.
Ao final da partida, Rivaldo visitou o vestiário, conversou e tirou fotos com o amigo Rogério Ceni, com quem foi campeão do mundo pela seleção em 2002. Aí, começaram as conversas.
Em busca de um camisa 10 - a numeração ainda está vaga e não há jogadores inscritos com a 10 do São Paulo -, o clube viu ali a possibilidade de trazer um armador para a temporada.
Nos últimos dias, a notícia do "namoro" entre Rivaldo e São Paulo vazou. Entre boatos e desinformações, a ESPN apurou hoje que o acerto entre as partes está fechado.
Rivaldo será o nono jogador da história a vestir as três camisas do "trio-de-ferro" da capital paulista - João Lanzoni Neto, Claúdio Pinho, Neto, Luizão, César Sampaio, Antônio Carlos Zago, Müller e Leandro Amaral foram os outros. Rivaldo defendeu o Corinthians entre 93 e 94 e se transferiu para o Palmeiras, onde ficou até 96."

E São João da Barra???

É....
Pelo andar da carruagem, o verão são joanense não será igual àqueles que passaram....
Enquanto Campos, Macaé e outras cidades da região levam as mais variadas opções de shows para os moradores e turistas no verão, a cidade do Barão Eike continua num miserê só neste sentido.
Em Macaé, por exemplo, amanhã tem Jota Quest e domingo Jorge Vercillo na praia de Imbetiba.
E aí, prefeita?? É isso mesmo???
Se a falta de shows e opções culturais no verão ao menos significasse investimentos em saúde, segurança e infra estrutura destes municípios, seria uma maravilha.
Mas estamos longe de viver em um mundo perfeito.
Bem longe.....

Meu bem querer

Boa notícia li na revista "Isto É" desta semana.
Na onda de músicas vazias que há muito invadem nossos ouvidos, três compositores de verdade encabeçam a lista de autores das composições mais tocadas ano passado: Djavan, Erasmo Carlos e Herbert Vianna.
Bom saber que nem tudo é Luan Santana, Exalta Samba e afins.....

Leitor envia fotos das férias

Nosso leitor Marco Aurélio Braga passa um  período de férias em Rio Quente, que fica localizado no Centro-Oeste brasileiro, no sul do estado de Goiás. Pela terceira vez no local, Marco Aurélio se diz um apaixonado pelas belezas naturais do "Paraíso", com suas Pousadas e Resorts de águas mornas e demais atrativos aquáticos e singulares. "Eu e minha família adoramos esse lugar. Indico a todo mundo", empolga-se Marco que nos enviou algumas fotos.






Quer saber um pouco mais sobre esse Paraíso encravado no Centro-Oeste do Brasil? Clique aqui.

Quer publicar fotos de suas férias no Sociedade Blog? Mande e-mail para: sociedadeblog@hotmail.com e boas férias!!!