segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

E...

FELIZ ANO NOVO AOS AMIGOS DO SOCIEDADE!!!

RECEITA DE ANO NOVO - Carlos Drummond de Andrade





Para você ganhar belíssimo Ano Novo 
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, 
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido 
(mal vivido talvez ou sem sentido) 
para você ganhar um ano 
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, 
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; 
novo 
até no coração das coisas menos percebidas 
(a começar pelo seu interior) 
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, 
mas com ele se come, se passeia, 
se ama, se compreende, se trabalha, 
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, 
não precisa expedir nem receber mensagens 
(planta recebe mensagens? 
passa telegramas?) 

Não precisa 
fazer lista de boas intenções 
para arquivá-las na gaveta. 
Não precisa chorar arrependido 
pelas besteiras consumadas 
nem parvamente acreditar 
que por decreto de esperança 
a partir de janeiro as coisas mudem 
e seja tudo claridade, recompensa, 
justiça entre os homens e as nações, 
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, 
direitos respeitados, começando 
pelo direito augusto de viver. 

Para ganhar um Ano Novo 
que mereça este nome, 
você, meu caro, tem de merecê-lo, 
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, 
mas tente, experimente, consciente. 
É dentro de você que o Ano Novo 
cochila e espera desde sempre.

Lembrando do escritor...


...Waldir Carvalho, que veio a falecer nesta data há 5 anos.

LUA CHEIA EM SÃO THOMÉ
Waldir Carvalho
 
Findou-se a tarde em companhia do sol,que caiu cansado nos braços da serra do Itaóca.
A pálpebra da noite desce irresistivelmente sobre a nossa cabeça.
Tudo indica que o manto escuro que nos envolve, impedirá até mesmo que haja a luz das estrelas.
Da quietude da varanda, ouve-se o canto das ondas lá do mar, o ambiente é de paz em nossa volta.
 Há um pouco de tristeza sem motivo a nos invadir o pensamento.
Mas, os instantes que se seguem, são prenúncio de uma alegria incomum: somos, então, atraídos para o horizonte na direção do nascente.
A iluminação indireta que se projeta do fundo das águas, embeleza com requinte o prescênio do palco, onde a natureza, em pouco irá representar.
Não há no espaço nuvens privilegiadas a serem banhadas de prata em primeiro lugar.
Se o azul do céu serve de prisma e é capaz de traduzir o esplendor que não tarda.
Silêncio.
O momento é místico e a cena, sagrada.
O mar, o vento, tudo se curva com reverência ante o grande altar.
 Por trás do imenso cálice que se transborda cá na areia, eleva-se a grande hóstia para a comunhão das criaturas.
Nossa alma, nesse momento de contrição, se faz em prece.
Não custa nada orar pelos homens que podem promover a paz.
Vale a pela convencê-los a amar uns aos outros.
Provando que o amor é a única força capaz de garantir a felicidade do mundo, a lua cheia que segue a sua jornada por entre os astros do firmamento, vai derramando, fraternamente, sua luz bendita sobre justos e injustos, sobre crentes e ateus, sobre árabes e judeus, na esperança, talvez, de que um dia a paz seja, também, de todos — Universal.

domingo, 30 de dezembro de 2012

Essa não é boa!...

..."flanelinha" na orla da praia próximo à Feira da Roça.

Lembrando a criançada


 
Bom ver a meninada aqui na praia:soltando pipa,jogando bola,brincando de pique esconde...

Livro infantil mistura animais e mostra bichos malucos cheios de poesia

Do:Uol

Já imaginou como seria juntar uma abelha com um camelo, um tucano com uma anta ou uma galinha com uma vaca?
 No livro "Misturichos", da editora Martins Fontes, a garotada pode ver como fica essa combinação em ilustrações super divertidas.
  A "camelha", por exemplo, é uma mistura de camelo com abelha, mas o mel que ela faz não é lá muito gostoso.
Tem também o “tucananta”, que anda rebolando e na hora de pedir licença só sabe dar bicada.
Já a “vacalinha” dá gemada ao invés de leite!
A obra traz outras tantas uniões malucas, como o "cachopolvo", a "cobrormiga", o "minhocurso" e a "borbolonça".
Cada ilustração desses bichos doidos são acompanhadas de um simpático poeminha, que explica o que eles são e o que fazem! "Misturichos"
 
 Idade: A partir de 6 anos
 Editora: Martins Fontes
Autora: Renata Bueno
 Ilustradoras: Renata Bueno e Beatriz Carvalho
Páginas: 32
Ano da edição: 2012

sábado, 29 de dezembro de 2012

Procurando assunto...

...encontrei no site IG:

"Para a nossa alegria..." é eleito o vídeo do ano.

Tarô dos famosos:Zezé di Camargo e Zilu devem reatar o relacionamento.

Cachoeira se casa com Andressa, mas sem viagem de lua de mel.
 
Paro por aqui.
Vou caminhar na fresca manhã sob a ala das casuarinas...

Velha companheira

Walnize Carvalho

Com o fim de mais um ano preparo-me para a sua despedida. E, confesso, já estou com saudades dela.
Olho-a com ares de ternura e uma certa melancolia me invade.
Vejo o seu jeito cansado, desgastado, amarrotado pelo tempo – afinal, o ano de 2012 já é quase passado – e ela ali, firme, guerreira, acima de tudo, velha companheira. Sem ser volúvel (mas é necessário que assim o faça) irei substituí-la por outra. É o ciclo da vida. Com ela, nos doze meses do ano que está prestes a ser passado, dividi tristezas e alegrias. Arquitetei planos. Realizei sonhos. Deixei em sua face sinais de lágrimas e até marcas de batom. Impregnei-a de frases lidas, ouvidas e até criadas por mim. Empenhei com ela (em vão) a sentença de que “não se deixe para amanhã o que pode fazer hoje”. Mas, muitas vezes, dada às circunstâncias coisas ficaram para... depois de amanhã. Ela, compreensiva e silenciosa, sempre entendia os meus anseios. Minhas frustrações? Passei-lhe todas. Derramei sobre seus ombros várias emoções vividas e ela as recebia com entusiasmo. A simbiose afetiva transcorria de forma envolvente e profunda. Verdadeira entrega. Como autêntica arquivista documentou tudo o que eu lhe passava sem contestação. Agora, aqui fico a admirá-la e esquecida de mim leio em seu semblante minha história desenhada. Revejo no tempo o meu aprendizado e constato que foi enriquecedor estar em sua companhia. Ela está de partida. Cansada, mas com sentimento do dever cumprido, pois mais do que companheira foi minha cúmplice. Aguentou, serenamente, confissões e desabafos...
Sendo assim...com o término de mais ano e início de outro preparo-me para despedir-me da minha AGENDA .
Uma amiga? Uma companheira? Tudo isso.
Mas, acima de tudo, a reprodução de mim mesma.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Tráfego na BR-101/RJ

Para o Réveillon, é esperado um tráfego de até 110 mil veículos nos dias de maior movimento. A maior concentração de tráfego deve acontecer no trecho da rodovia entre Niterói e Rio Bonito (RJ). 

Horários de pico:


SAÍDA ANO NOVO
28/12 (sexta-feira) - 16h às 23h
29/12 (sábado) - 6h às 15h
31/12 (segunda-feira) - 6h às 15h



RETORNO ANO NOVO
01/01 (terça-feira) - 16h às 21h
02/01 (quarta-feira) - 6h às 11h
05/01 (domingo) - 15h às 21h


Serviços de atendimento 24 horas da Autopista Fluminense
Ambulâncias para atendimento médico, guinchos para socorro mecânico, resgate de animais na pista e suporte para combate a incêndio: pelo telefone gratuito 0800 2820 101. 
Pessoas com deficiência auditiva e da fala: 0800 717 1000.

Filho de Brizola morre no Rio

Morreu na madrugada desta sexta-feira (28) no Rio o ex-deputado federal José Vicente Goulart Brizola, 61 anos. A causa da morte foi uma hemorragia digestiva. Ele passou as últimas semanas internado no Hospital Miguel Couto. José Vicente era filho do ex-governador Leonel Brizola que faleceu em 2004.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Engarrafamentos na BR-101

Os motoristas que saem do Rio de Janeiro em direção à Região dos Lagos, principal destino de férias dos cariocas, enfrentam engarrafamentos nas principais rodoviasDe acordo com informe da Autopista Fluminense, na pista sentido Espírito Santo da BR-101/RJ, o trânsito é lento com pontos de retenção entre o km 318 e o km 293, entre as regiões de São Gonçalo (Gradim) e Itaboraí (Varandinha), devido ao excesso de veículos. 

E nas tirinhas...


Procurando assunto...

...achei no site do Uol

Chega ao fim o casamento de Ronaldo e Bia Antony.

Empresa de Eike é a que mais perdeu em ações na Bolsa em 2012.

Caras escolhe Luan Santana como o melhor cantor sertanejo do ano.

Barrichello oficializa saída da Indy e ida para Stock em 2013.

Ministro Ricardo Lewandowski é eleito o "Mala do Ano" por clube mineiro e vira "Malandrowiski"

Paro por aqui.
Um sorvete nesta tarde ensolarada cai bem... 

Ainda bem...

...prova que estamos vivos!
E recomeça a temporada de veraneio:época de descanso(!?)
-Vó cadê meu biquini?...
-Mãe,vou na peixaria comprar camarão! Vc prepara aquele bobó, que só vc sabe fazer?...
-Filha,se for a padaria,me avisa!...
-Irmã,sabe o telefone do cara da antena parabólica?...

Êita vida de Mulher Mar ...ravilha!

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Doação de sangue- URGENTE


David Coelho Rodrigues, orientador educacional do Salesiano, sofreu um acidente no sábado e o caso é sério. 
Ele está precisando URGENTE de QUALQUER TIPO DE SANGUE no hemocentro do Ferreira Machado. Ele está no hospital Unimed, e basta dar o seu nome no momento da doação.

Mais de 60 anos depois, erros se repetem...

Matéria do ótimo Jamil Chade para o Estado de São Paulo:

"Obras atrasadas, sedes escolhidas por motivos políticos e incertezas até o último momento. Essa poderia ser a história da Copa de 2014. Mas, na realidade, são acontecimentos que marcaram a outra Copa do Mundo que ocorreu no Brasil, a de 1950, símbolo do esforço de um país para se projetar pela primeira vez internacionalmente. Um levantamento realizado por quatro pesquisadores e jornalistas - Beatriz Ferrugia, Diego Salgado, Gustavo Zucchi e Murilo Ximenes - revela como o Mundial de 1950 foi preparado, suas intrigas políticas e desafios. O futebol era outro. O Brasil certamente também era outro e a própria Fifa não é a megapotência que hoje controla o maior esporte do planeta.
Há 60 anos, o Mundial contou com 13 seleções, após muitas delas desistiram ou esnobaram o Brasil. A Argentina, provavelmente a melhor seleção do mundo na década de 40, optou por não jogar. Segundo a pesquisa, a Copa custou ao País menos de R$ 500 milhões, transformando para valores atuais. A conta do Mundial de 2014 ficará por US$ 29,2 bilhões. Portanto, comparar o evento semiamador de 1950 e o ultraprofissional de 2014 não seria adequado. Marcada pela dramática derrota do Brasil na final contra o Uruguai, a parte inicial do Mundial e sua própria preparação foram sendo esquecidas da memória coletiva. Mas o fato é que, mesmo com seis décadas de diferença, a pesquisa revela como os acontecimentos em 50 guardam inesperadas semelhanças com os desafios atuais.


Assim como ocorreu para a Copa de 2014, em 1950 o Brasil praticamente não teve concorrente na disputa por sediar o Mundial. O País foi escolhido para ser o anfitrião da quarta Copa do Mundo em 1946, um ano depois da Segunda Guerra Mundial que havia deixado um continente inteiro de joelhos. A Fifa, assim como várias outras organizações esportivas, voltava a ter suas atividades regulares e buscava formas de retomar seus torneios. A última Copa havia ocorrido em 1938.
A opção dos cartolas foi a de levar o Mundial para a América do Sul, longe dos conflitos. Nenhum país europeu tinha condições financeiras e nem emocionais para sediar o evento. Mesmo em 1950, várias seleções europeias desistiram de participar, seja por falta de recursos, por não ter retomado o futebol ou por terem se aliado ao Nazismo. A própria Copa teria um ano de atraso. Em 1946, quando a Fifa anunciou que a Copa ocorreria no Brasil, a previsão era de que ela fosse em 1949. Mas, em setembro de 47, a Fifa decidiu adiar o projeto para 50.
Sedes. Mas nem o adiamento serviu de alívio para o Brasil. Se poucos eram os países que tinham condições de realizar um Mundial, dentro do Brasil a disputa foi acirrada entre as cidades para que fossem escolhidas como sede. Não havia um número predeterminado de cidades e, para chamar a atenção da Fifa e de autoridades no Rio de Janeiro, políticos por todo o País começaram a promover jogos de futebol.
Mesmo tendo quatro anos para se preparar, o Brasil só começaria a definir as sedes um ano antes da Copa e em praticamente todas as cidades os atrasos nas obras marcaram a preparação.
Numa vistoria ao Pacaembu, os delegados da Fifa indicaram 23 dias antes do início do Mundial de 1950 que o estádio paulista não estava totalmente dentro dos padrões internacionais. O então inspetor da entidade, o italiano Ottorino Barassi, pediu uma ampliação do gramado e a criação de um local para a imprensa.
Mesmo a escolha das sedes se transformaria em uma novela que chegaria às vésperas do evento. Ao final de inúmeros debates, a decisão foi a de realizar o Mundial no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo e Curitiba. Outras duas - Porto Alegre e Recife - acabariam sendo incluídas na programação faltando semanas para o evento.
No caso da capital gaúcha, interesses pessoais de alguns políticos garantiram a inclusão de último momento na agenda da Fifa. O presidente da CBD na época, Rivadávia Meyer, fazia há meses uma forte pressão sobre políticos gaúchos para conseguir dinheiro público para colocar um dos estádios de Porto Alegre em condições para receber o evento. Mas, para sediar jogos do Mundial, o Estádio dos Eucaliptos precisaria ter 35 mil lugares - 15 mil a mais que a capacidade naquele momento. Também precisaria de uma dimensão mínima de 106 m x 89 m para o campo, além da construção de túneis para vestiários e novos alambrados.
Mas já era janeiro de 1950 e o governo do estado se recusava a abrir os cofres. Foi então quando o prefeito da cidade, Ildo Meneghetti, um torcedor fanático do Inter e com interesses de garantir a seu time um estádio melhor, liberou 500 mil cruzeiros - o equivalente a R$ 715 mil hoje - para a obra. Em um decreto, alegou que ampliar o estádio era "uma das necessidades mais clamorosas" de Porto Alegre. Outro argumento: a Copa iria projetar a cidade internacionalmente. O estádio seria inaugurado oito dias antes da Copa começar. Mas a passagem do Mundial pela cidade não seria nada do que o político havia prometido e os 15 mil lugares extras jamais foram usados, já que os jogos não conseguiram atrair grande público.
O acordo com a CBD era de que, com a reforma, Porto Alegre receberia três jogos da Copa. Antes mesmo de começar o evento, um dos jogos seria cancelado. A França se recusou a viajar ao Brasil, alegando que a tabela era inaceitável. Pela programação, o time de Paris jogaria em Porto Alegre e, quatro dias depois, no Recife contra a Bolívia. Assim, Porto Alegre ficou com apenas dois jogos, um dos 3,5 mil pagantes - 10% do estádio - e outro com 11 mil.
Uma frustração similar seria registrada em Curitiba. A arena havia sido construída aos poucos e pelos próprios funcionários de uma empresa ferroviária. Durante anos, os trabalhadores, loucos pelo esporte, paravam os trens que passavam pela região e pediam sobras do material que carregavam. Essas madeiras, metais e pedras acabariam sendo usados para erguer o estádio.
Com a decisão de ter a Copa no Brasil, o governo do Paraná deu 300 mil cruzeiros (R$ 430 mil atuais) para permitir que o estádio do Ferroviário fosse ampliado para 30 mil pessoas, uma exigência da Fifa mesmo numa cidade que na época tinha uma população de 180 mil pessoas. Segundo a pesquisa, os dois jogos do Mundial disputados na capital paranaense foram um fracasso de público.
Na partida Espanha 3 x 1 EUA, apenas 9 mil pessoas acompanharam o jogo. No segundo - Suécia x Paraguai -, não havia sequer 8 mil pessoas na arquibancada. 

Trena. Uma das disputas mais acirradas ocorreu no Nordeste. Faltando 39 dias para a abertura do Mundial, o Brasil ainda não sabia qual seria a sede dos jogos na região. Fortaleza, Recife e Salvador disputavam a vaga. Num espelho perfeito do que era o processo de seleção dos organizadores da Copa, um dos enviados mediu campo da Ilha do Retiro com sua própria trena. Dias depois, indicou que Recife seria a vencedora para sediar os jogos.
Mas os desafios estavam apenas começando. Para estar pronto para o Mundial, 20 dias depois de ser confirmado, os sócios do time do Sport se mobilizaram para reformar o estádio. Superada essa dificuldade, veio a ducha de água fria. A seleção da Suíça se recusou a jogar no calor nordestino, Portugal abandonou a ideia da Copa e a França se negou a viajar ao Brasil.
A capital pernambucana ficaria com apenas um jogo, entre Chile e Estados Unidos, partida assistida por Jules Rimet. Mas o jogo ainda seria marcado pela queda de energia do estádio, o que impediu que a partida fosse transmitida pelas rádios ao restante do Brasil e do mundo. 

Maracanã. A partir de fotos da época, documentos e relatos, a pesquisa ainda revela como uma disputa política particular seria travada nas obras do Maracanã, a maior da Copa e que se transformou em uma síntese do que foi o Mundial de 50. Carlos Lacerda, líder da oposição, e o prefeito do Rio, Mendes de Morais, travaram uma batalha na determinação do local, cada qual lutando para ser o pai da obra.
A história do Maracanã começa em 1941. Um certo Oscar Niemeyer chegou a apresentar dois projetos para o estádio, ambos recusados. Naquele momento, brigas políticas enterraram a ideia de um estádio para a capital. Foi só mesmo em 1946, quando o Brasil foi escolhido para sediar a Copa, que o projeto se transformaria realidade. O prefeito insistia em erguer o estádio ao lado do rio Maracanã, enquanto Lacerda o queria em Jacarepaguá. Para justificar, Morais usou até mesmo o argumento de que a urbanização da região ajudaria a evitar as inundações do rio. Depois de uma disputa intensa na Câmara de Vereadores, o prefeito acabou prevalecendo. O Maracanã seria oficialmente chamado de "Estádio Mendes de Morais".
Mas a briga teve seu preço e as obras sofreram importantes atrasos. O Maracanã não seria entregue nem no prazo e nem no orçamento estimados originalmente. Apesar de a construção ter sido iniciada em 1948, a pesquisa encontrou fotos do jogo de inauguração ocorrido apenas uma semana antes da Copa e que mostravam a presença ainda de andaimes nas arquibancadas no dia 16 de junho de 1950, entre a Seleção Paulista e a Seleção Carioca. A concretagem não tinha sido concluída. Na realidade, até a inauguração havia sido adiada. A ideia era de que a partida de abertura ocorre no dia 28 de maio.
Oito dias depois, a Copa seria aberta no mesmo estádio, o maior da história até então. Para aquele jogo entre Brasil e México, as estruturas de apoio já haviam sido retiradas e o Exército foi convocado para ajudar a limpar a área. Mas, ao chegarem ao estádio, os torcedores se depararam com barro, lama e material de construção espalhado pelo local.
Pilar de um projeto de autoafirmação da capacidade de um país em desenvolvimento sediar um evento internacional, o Maracanã custou o equivalente hoje a R$ 215 milhões. Após a dramática derrota do Brasil na final, o busto de Mendes de Morais que havia sido colocado na entrada do estádio foi destruído pelos torcedores. O estádio deixou de levar o nome do prefeito.
Nos seis meses que se seguiram, o coronel Herculano Gomes, engenheiro principal das obras, seria cobrado por auditores a explicar os atrasos e inflação no orçamento, colocando praticamente um fim a sua carreira.
A seleção só entraria em campo dois anos depois do drama de 1950 e sua camisa jamais seria a mesma. Nem a história do futebol brasileiro."

Procurando emprego?


A Secretaria de Trabalho e Renda de Macaé oferece esta semana um total de 1.704 vagas de emprego. As ofertas são para diversos setores, principalmente de serviços e comércio. Quem deseja se candidatar às vagas, precisa comparecer a sede da Secretaria, que fica na Rua Doutor Télio Barreto, 28, centro. O horário de atendimento é de 8h30 as 16h, com entrega de senhas até as 14h.

Quem já possui cadastro deve comparecer munido de carteira de trabalho, CPF e currículo (para o caso de conseguir encaminhamento para oportunidade de trabalho no mesmo dia). Quem ainda não é cadastrado precisa levar os seguintes documentos: CPF, identidade, carteira de trabalho, título de eleitor, comprovante de residência, registro profissional (caso tenha), foto 3x4 e currículo atualizado - original e cópia de todos os documentos. Lembrando que não é permitida a entrada de bermuda ou short, camisetas e trajes de banho.

Algumas vagas:

AJUDANTE DE CALDEIRARIA - 5
AJUDANTE DE COZINHA - 39
AJUDANTE DE MOTORISTA - 27
AJUDANTE DE PIZZAIOLO - 5
ASSISTENTE DE VENDAS - 20
ATENDENTE - 67
AUXILIAR ADMINISTRATIVO - 6
AUXILIAR DE LAVANDERIA - 7
AUXILIAR DE LIMPEZA - 20
AUXILIAR DE MANUTENÇÃO - 6
AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS - 219
BALCONISTA - 13
BORRACHEIRO - 5
CABELEIREIRO - 8
CALCETEIRO - 14
CALDEIREIRO - 8
CAMAREIRO - 15
CARPINTEIRO - 18
CORRETOR DE IMÓVEIS - 58
COSTUREIRA - 5
COZINHEIRO - 16
CUMIM - 8
DOMÉSTICA - 11
ELETRICISTA PREDIAL - 3
ENCARREGADO - 7
FISCAL DE LOJA - 7
FRENTISTA - 8
GARÇOM - 15
GERENTE - 12
JARDINEIRO - 6
LAMINADOR DE FIBRA DE VIDRO - 6
MECÂNICO AUTOMOTIVO - 7
MOTORISTA C - 6
MOTORISTA D - 7
OPERADOR DE CAIXA - 48
OPERADOR DE MÁQUINAS - 10
OPERADOR DE SUPERMERCADO - 40
PEDREIRO - 41
PESSOA COM DEFICIÊNCIA - REPRESENTANTE DE ATENDIMENTO - 10
RECEPCIONISTA - 9
REPOSITOR - 6
REPRESENTANTE DE ATENDIMENTO - 400
SERVENTE DE OBRAS - 41
SOLDADOR - 11
TÉCNICO DE IMPRESSÃO - 25
VENDEDOR - 102
VIGILANTE - 10

Charge do dia- Paixão

Esta charge foi feita originalmente para o Gazeta do Povo


* Postagem dedicada ao amigo Ricardo André.

Reflexão matinal

Para estar de bem com a vida, as pessoas e as coisas, você tem que estar, primeiramente, de bem consigo mesmo.
E para gostar de si mesmo, precisa apreciar os seus valores.
Ponha ordem no seu interior e reconheça estar Deus dentro de você.
Não de entedie com seus aspectos positivos, não brigue consigo mesmo, nem relute em ter ânimo. Olhe-se com prazer e entre em paz com o seu destino.
Estar de bem com a vida é cuidar do coração.

Do livro :Sabedoria todo dia.

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Dica

Sobrou comida da ceia? Saiba reaproveitar

Do:IG
A mesa farta é um dos símbolos do Natal. Mesmo os que não curtem os rituais da data capricham ou, no mínimo, assam o pernil que ganharam de presente na firma. Para não haver desperdício, é costume familiar requentar os pratos e serví-los no dia seguinte.
 A roubada, aqui, é em dose dupla.
Além de ter que almoçar com o marido da sua prima, com quem você praticamente acabou de jantar e cujo nome você nunca acerta, é provável que a comida dormida tenha uma significativa queda de qualidade.
Uma dica de reaproveitamento:

Salada verde com lascas de bacalhau
Mix de folhas verdes
Sobras do bacalhau em lascas
Azeitonas picadas,
azeite extravirgem e aceto balsâmico a gosto.

Misturar e servir... 

Na manhã de Natal



segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Queria

Walnize Carvalho

Queria
Juro que queria
um Natal                                                                        
Em que pudesse Acreditar no Papai Noel!
Mas...
Com tantos espalhados
Em cada esquina da cidade?!...

Queria
Juro que queria
Um Natal
Em que pudesse
Depositar meu sapatinho na janela
Mas...
Com ela toda gradeada?!...

Queria
Juro que queria
Um Natal
Em que pudesse
Enfeitar árvore frondosa da praça
Mas... Se ela foi ceifada
E Não há mais o canto sonoro dos pássaros?!...

Queria
Juro que queria
Um Natal
Em que pudesse
Sonhar com a neve
Mas... Esta se derreteu junto com meus sonhos?!...

Queria
Juro que queria
Um Natal
Em que pudesse ser
O próprio presente
Na vida dos que me querem bem.

Queria
Juro que queria
Um Natal
Em que pudesse
Achar
Que Todos soubessem
Quem é o ANIVERSARIANTE
Desta grande Festa!

Aos amigos do Sociedade...

Aos nossos editores, colaboradores e leitores, esse é o desejo singelo, mas sincero para todos vocês:


Dica

Do:IG
Em dia de festa de Natal ou de Ano Novo alguns passam o dia na cozinha preparando a ceia e se esquecem de comer direito.
Outros beliscam o tempo todo e acabam se alimentando mal.
Entre os que não precisam cozinhar a situação não muda muito: pensando na comilança do jantar muitos decidem comer menos (ou até jejuar) só para poderem comer sem culpa na ceia. Tudo errado. Quem faz isso, apontam especialistas em nutrição, pode acabar o jantar estufado, e o pior: bêbado. “Tem gente que precisa passar em dois, três lugares antes de conseguir sentar à mesa com a família. É importante comer algo durante essa maratona. Não dá para ficar em jejum, só bebendo álcool.
É bom tomar um suco, comer uma fruta, um aperitivo” orienta a nutricionista e gastrônoma Felisbela Pino.
A alimentação no dia da ceia deve ser o mais normal possível. Se o tempo e o espaço na cozinha não permitem a realização das grandes refeições, é importante não deixar de comer algo nutritivo a cada três ou ‘quatro horas.
Quem está encarregado do preparo das comidas da ceia, diz Felisbela, precisa parar para comer, se hidratar e descansar por alguns minutos.
Uma boa opção é preparar um sanduíche com frios leves (queijo mussarela e peito de peru) e usar alguns ingredientes da salada que está sendo preparada para a noite.
Iogurte e frutas secas e frescas também valem, pois as proteínas e fibras ajudam a saciar a fome.

domingo, 23 de dezembro de 2012

Uma passadinha...uma notícia

Não "dar um chego" aqui no blog (para mim) é como passar o domingo sem ir à casa da mamãe e não ter notícias dos filhos e netas.Assim sendo...

Lêdo Ivo "queria cruzar o rio Guadalquivir a pé; coisas de poeta", diz filho

Do:noticias terra.com.br

O poeta brasileiro Lêdo Ivo, que morreu na madrugada deste domingo em Sevilha aos 88 anos de idade, "queria cruzar o rio Guadalquivir andando por uma de suas pontes; coisas de poeta", afirmou à Agência Efe seu filho, o pintor Gonçalo Ivo, de 54 anos, cuja família estava em viagem pela Espanha.
Gonçalo também assegurou que o corpo do poeta será cremado em Sevilha "o mais rápido possível" e que suas cinzas serão levadas ao Brasil, já que, segundo ele, seu pai "não queria uma morte carnavalizada e nem uma morte episcopal, mas uma morte singela e franciscana".
De acordo com Gonçalo, Lêdo Ivo "era um homem alegre perante a vida; era muito vital e, por isso, viveu tanto (...). Mas, um dia, a hora chega", apontou seu filho, ainda muito emocionado. "Ontem comemos pescado em Triana e bebemos albariño. Meu pai era um homem de vida, de comida, de poesia e de alegria", assegurou Gonçalo.

sábado, 22 de dezembro de 2012

Acidente com mortes na altura de Casimiro de Abreu

Pessoa amiga acaba de avisar de que um grave acidente deixa o trânsito lento na altura de Casimiro de Abreu, na BR-101. Um Fiesta com placa de Piúma-ES e um Gol colidiram violentamente e segundo informações de populares, duas pessoas morreram no local. É a BR-101 seguindo fazendo suas vítimas.

Vem chegando o Natal!

Walnize Carvalho

É mês de dezembro e a constatação se apodera das pessoas: -Vem chegando o Natal!
Natal!!! Dizem os radiantes com a sua chegada.
Natal??? Falam os indiferentes, com o argumento na ponta da língua: - Um dia comercial!
 Natal... suspiram os que têm saudade de natais distantes.
E eu, em que grupo me incluo, perguntarão os que me lêem?...
Afirmo que fico na neutralidade: nem eufórica e nem apática apenas, um pouco reflexiva.
Vejo que esta data perdeu quase todo o sentido, sabor, até o cheiro.
Este formato do fazer compras porque sim, tendo como temas: ter-que-dar- presentes ; fica-mal-não-oferecer; ter-presentes-para-retribuir-a-quem-não-vou-dar-e-que-sem-esperar-me-dão, confesso que me trazem um enorme desconforto...
Esta mentalidade consumista do ter que presentear, me incomoda.
  Gosto de dar lembranças, de preferência sem datas marcadas e, se possível, algo que faça o presenteado, sorrir.
Talvez, um singelo gesto: Um bilhete escrito em um simples pedaço de papel, às vezes, toca mais que o objeto de consumo desejado!
E o fato da perda de espontaneidade de presentear ter virado obrigação, a que está subjugado o Natal dos dias de hoje, é o que me causa este desânimo.
 Quem sabe se a minha desculpa está ligada à idade e eu esteja me sentindo mais velha e cansada, do que “o bom velhinho”? ...
Uma reflexão , neste momento se instala em mim, me escapa e acabo fazendo o registro: A forma de se viver o Natal hoje representa como se vive a vida: O correr desenfreadamente na semana, o cumprir horários e esperar pelo fim-de-semana, para depois logo começar outra semana.
De repente, nos acerca a idéia de que o Natal está já aí e que o ano passou rápido .
 Porque passou mesmo.
 Nessa correria desenfreada -repito - faltam todo o sentido, sabor, até o cheiro que a vida deveria ter... Enquanto escrevo , um comercial natalino na TV, me chama à atenção e me distrai o suficiente para erguer os olhos e murmurar um: “adoro isto” !
Levanto-me.
Dirijo-me à janela.
O pisca- pisca de luzes na sacada da casa em frente, acende em mim um novo e velho olhar sobre o Natal e uma chama de Esperança nasce em meu coração.
E que ela dure sem pressa de acabar...

É Verão ...já é tempo de abrir o coração


sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

E daqui a pouco...


Matéria do jornal "O Diário":

"O ator Bruno Peixoto lança hoje em Campos “O livro dos pequenos mistérios”, que retrata a história de um mundo invisível, dentro do gênero literário realismo fantástico. Bruno é campista, filho da escritora Alcione Peixoto e neto de um dos grandes médiuns do país, “Peixotinho”. Como não podia ser diferente, o talento para escrever falou mais alto e faz parte dos seus novos projetos. O lançamento será às 20h, no Espaço Estar Mix, no Centro. “O livro dos pequenos mistérios” trata-se de uma obra de cinco contos, escrita em narrativa que remete ao realismo fantástico, gênero literário de forte tradição na América Latina.  “Ele fala dos pequenos mistérios da vida e essa temática, é encontrada em todos os cinco contos”, destacou. “Eu trafego nesse gênero, pois é uma área que gosto muito. É como se fosse um tipo de mundo invisível, que a maior parte das pessoas sabe que existe, mas não quer ver. E os personagens principais fazem essa comunicação, para eles crescerem e se destacarem, precisam viver na temática comum da fábula, numa espécie de amadurecimento”, contou.
Este é o primeiro livro do autor que já possui uma carreira consolidada em 15 anos de trabalho, com grupos de artistas de Belo Horizonte, Cabo Frio e Rio de Janeiro. Além de ator, Bruno Peixoto é dramaturgo, iluminador, diretor e professor de teatro.  A expectativa para o lançamento é grande. “Por eu ter nascido em Campos, pretendo encontrar meus amigos e poder mostrar meu novo trabalho. A expectativa é muito boa esporo encontrar todos por lá”.

Família – O avô de Bruno, o médium Peixotinho, foi uma das grandes referências do espiritismo. Para os espíritas, ele foi o grande médium de efeitos físicos que veio como contemporâneo de seu amigo Chico Xavier e envolveu as realidades do mundo dos espíritos. Já a mãe de Bruno, a escritora Alcione Peixoto sempre escreveu na linha do espiritismo. O autor traz uma grande referência dessa história da família.  “A minha mãe sempre escreveu nessa linha e minha família sempre foi envolvida no meio artístico. Eu tentei fugir, mas não teve jeito, tentei até ser veterinário”, contou.
Embora seja de uma família tradicionalmente espírita, ele destaca que esse, não é um livro de espiritismo. “O espiritismo faz parte da minha vida pessoal, minha família é toda espírita, mas o livro é apenas uma visão ampla da vida”.
O lançamento contará com dois convidados de Campos, a cantora Adriana Medeiros que irá ler três, dos cinco contos e a Cia de Arte Persona que vai apresentar seu trabalho sobre Chico Buarque. O espaço Estar Mix fica na Rua Salvador Corrêa 117, Centro, próximo a da Beneficência Portuguesa."

Joaquim Barbosa nega pedido de prisão para os réus condenados no mensalão

Do G1:

"O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, negou nesta sexta-feira (21) o pedido do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, para que os  réus condenados no julgamento do mensalão começassem a cumprir imediatamente suas penas. A solicitação do Ministério Público havia sido enviada ao tribunal na quarta (19), poucas horas após a última sessão do ano do tribunal.
Com o início do recesso do Judiciário, nesta quinta (20), Barbosa ficou responsável por todas as decisões urgentes a serem tomadas pelo tribunal durante as férias dos magistrados. 
Receosos de que a questão viesse a ser decidida monocraticamente por Barbosa durante o plantão, advogados do do ex-chefe da Casa Civil José Dirceu e de outros cinco réus condenados no julgamento do mensalão tinham protocolado pedido para que o plenário do STF decidisse na quarta (19) se os clientes deviam ser presos imediatamente ou se seria necessário aguardar o trânsito em julgado do processo - quando não couber mais recursos.
Ministros do Supremo entendiam que não era possível prender os réus condenados na ação penal antes de se esgotarem as possibilidades de recursos.
Mas, para Joaquim Barbosa, os outros processos em que os ministros do STF concluíram que só poderia ocorrer a prisão depois do trânsito em julgado eram situações diferentes, já que tinham tramitado em instâncias inferiores. 
Nesta quinta-feira, em entrevista coletiva, Barbosa classificou essa circunstância como uma "situação nova". "É a primeira vez que (o STF) tem de se debruçar sobre pena que ele mesmo determinou. Temos uma situação nova. À luz desse fato, de não haver precedente que se encaixe nessa situação, vou examinar o pedido do procurador", declarou."

Chineses que pregavam o fim do mundo são presos


Do Yahoo:

"A profecia maia sobre o fim do mundo em 21 de dezembro ainda causa estragos mundo afora. Quase mil pessoas foram detidas pela polícia chinesa numa campanha contra as seitas que defendem que o mundo acabará nesta sexta-feira.
A maioria das detenções aconteceu na província de Qinghai, na parte oeste do país, mas nesta quinta também houve detenções em Pequim. Na capital, 17 pessoas foram presas por "divulgarem rumores sobre um iminente apocalipse no dia 21 de dezembro", informou a agência de notícias "Xinhua".
O foco das ações estão voltados principalmente contra uma seita cristã denominada "Igreja de Deus Todo-Poderoso", conhecida há duas décadas na China. A seita  afirma que a escuridão reinará sobre o planeta amanhã.
O "culto maligno", como denominam as autoridades chinesas, promete a salvação aos que se unam à organização (que pede que os fiéis entreguem seus pertences). Antes, a seita assegurava que a segunda chegada do Messias seria na China, e que a escolhida seria uma mulher."

Manchetes para o fim do mundo- Do Kibeloco


Tá chegando a hora...


O mundo não acabou, mas hoje pode ser um dia histórico para a Justiça e política em nosso país.
O presidente do STF, Joaquim Barbosa, anuncia daqui a pouco sua decisão sobre a prisão dos condenados pelo chamado "Mensalão".
Como já concedeu uma entrevista ontem, o ministro emitirá apenas uma nota oficial.
O jornalista Lauro Jardim informa em seu blog que "a Polícia Federal não verificou nenhuma situação de anormalidade em relação aos mensaleiros condenados. De acordo com o último balanço, todos estão ao alcance dos policiais, que estão prontos para fazer as prisões caso elas sejam determinadas por Joaquim Barbosa."

Lei Seca mais rígida entra em vigor hoje

Sinceramente, acho que ainda falta um rigor maior. Todos os dias vemos casos de pessoas que conseguem "escapar".  Mas já está valendo...

Do site UOL:

O novo texto que torna a Lei Seca mais rígida está publicado na edição de hoje do Diário Oficial da União. Pela norma, provas testemunhais, vídeos e fotografias poderão ser usados como comprovações de que o motorista dirigia sob efeito de álcool ou drogas ilícitas. Além disso, a nova lei aumenta as punições e os valores das multas cobradas aos infratores. Sancionada ontem (19), a medida entra em vigor no momento em que se intensificam as viagens para os feriados de Natal e Ano-Novo.







A nova Lei Seca, no artigo 277, determina que o motorista envolvido em acidente de trânsito seja submetido a teste, exame clínico, perícia e os procedimentos técnicos e científicos para verificar se há no organismo a presença de álcool ou substância psicoativa.

Pelo texto, o estado de embriaguez ou do motorista sob efeito de drogas ilícitas pode ser caracterizado pelas autoridades a partir de observações, como a constatação de sinais e imagens – vídeos e fotografias. Também serão aceitos depoimentos e provas testemunhais que comprovem que o motorista não está apto a dirigir.

Pela alteração na lei, a multa passará de R$ 957,65 para R$ 1.915,30 para motorista flagrado sob efeito de álcool ou drogas psicoativas. Se o motorista reincidir na infração dentro do prazo de um ano, o valor será duplicado, chegando a R$ 3.830,60, além de determinar a suspensão do direito de dirigir por um ano.

Em caso de infração, o texto determina que a carteira do motorista e os documentos do veículo devem ser recolhidos pelas autoridades. O veículo também deve ser levado para o depósito dos departamentos de trânsito. De acordo com o Artigo 262, o veículo será mantido sob o Poder Público.

Charge do dia- Humberto

Esta charge do Humberto foi feita originalmente para o Jornal do Comércio, de Pernambuco

Para quem viver...Verão!

Verão começa hoje com promessa de altas temperaturas

A estação das altas temperaturas e das fortes chuvas começa oficialmente nesta sexta-feira no hemisfério Sul.
No Brasil, o início do Verão será às 9h11, no horário de Brasília. Mas para este verão as características principais da estação mais quente do ano poderão ser um pouco diferentes
A data e o horário da passagem das estações são definidos pela astronomia e referem-se ao solstício, que no caso do Verão, marca o período de maior incidência de radiação solar sobre o hemisfério Sul, enquanto que no hemisfério Norte, acontece a menor incidência de radiação, iniciando por lá o inverno.
 No Brasil, o verão é tipicamente úmido na maioria das áreas, o que marca o período das chuvas.
Minha inesquecível amiga Lalá (tia do Bruno) onde estiver deve estar rindo e falando:- Esse meu sobrinho Bruno!?...Cheio de "mistérios"!
Fazer o lançamento do livro no dia 21/12! Dia "previsto" para o fim do mundo...eheheh

OBS.: da blogueira:Brincadeirinha,Bruno! (Neto conhece meu jeito de ser! ) Sucesso!

Melancólico...

Matéria do site GloboEsporte.com:

"O julgamento do Quissamã no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, que reverteu a exclusão do clube da Série A do Campeonato Carioca 2013, pode ter transgredido a esfera esportiva. Esse pelo menos é o pensamento do presidente do Goytacaz, Jomar Garcia, que em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, afirma ter informações de que o governador do estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, influenciou o julgamento na instancia máxima da Justiça Desportiva. O motivo seria o desafeto com Garotinho, ex-governador do Rio, que é um dos colaboradores do clube.
- Infelizmente tivemos informações confiáveis de que o peso político do governador do Estado do Rio influenciou no resultado, que pediu para que eles votassem por unanimidade a favor do Quissamã. Além de lamentável, isso é vergonhoso. Tudo isso porque acham que o (Anthony) Garotinho é dono do Goytacaz. Isso não existe. Ele é um dos nossos colaboradores, assim como tantos outros iguais. Sabemos que a decisão do STJD foi comemorada pelo prefeito de Quissamã juntamente com um dos secretários de Cabral - disparou Jomar.
O presidente do Goytacaz ainda criticou os auditores do STJD. Segundo Jomar, eles comemoram a decisão em prol do Quissamã.
- Até mesmo os auditores comemoraram. A gente fica triste com um tipo de atitute destas, mas vamos seguir com a cabeça erguida. O regulamento foi rasgado e a federação (Ferj) não foi respeitada. Perde o futebol, na minha visão. Estávamos montando uma equipe não para se manter, mas para brigar pelo título - disse.
O dirigente se esquivou de uma possível rivalidade criada entre o Quissamã e o Goytacaz, clube que entrou com a ação requerendo a vaga na elite do futebol carioca. Segundo Jomar, era o interesse do Goyta que motivava a medida.
- Não temos nada contra o Quissamã. Nós estávamos em busca somente do direito do Goytacaz. Somente isso - finalizou."

O Goytacaz repete a tática usada desde sempre pelo ex-governador Anthony Garotinho. Triste fim....

Elis Regina - "Alô, Alô, Marciano" (clipe 1980)


Alô alô marciano!...

Abri devagarinho os olhos.
Uma luz amarelada invadia o ambiente.
Cerrei as pálpebras.
Ouvi um som alto e um forte vento corria sobre meu corpo.
Criei coragem e de um sovalanco sentei-me.
Olhei à volta.
O sol ,pela janela do quarto, sorria e percebi que me "fazia careta"!
  E o tufão,que minutos atrás,me assombrava?
Era o circulador de ar em máxima rotação.
Alívio! O mundo não acabou!
Fui preparar meu café ouvindo Elis...

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

"É doce morrer no mar..."

Com o "fim do mundo" previsto para amanhã fui ver o mar.
Lembrei-me de uma crônica que fiz e reproduzo agora:

Ao encontro dela

  Nasceram juntas. Foram criadas juntas. Mas, de há muito não se encontravam. Não por falta de querer, de necessitar até.
Com o corre-corre diário, afazeres, viagens, compromissos, o tal sonhado encontro não se concretizava.
Haveria de se ter este tempo.
Tempo de matar saudades, escutar, dialogar, chorar dores acumuladas, dividir vitórias alcançadas, falar de planos futuros, relembrar o passado, pôr em dia o presente, reavaliar decisões tomadas, filosofar, rir de frivolidades, comentar assuntos como: moda, a nova novela das nove, o novo corte de cabelo, a dieta sempre adiada.
Fazer um pouco de análise sobre a crise mundial, futebol,"o fim do mundo"... sei lá!
Gastar alguns minutos, quem sabe, horas botando o papo em dia.
E foi neste ímpeto de desejo inadiável que ela decidiu ir ao encontro dela.
Tomou uma ducha de água fria, ajeitou os cabelos molhados e os amarrou com um laço de fita. Arrumou-se de forma despojada (afinal, a estação verão convida à descontração): vestido leve e colorido sobre a pele e sandália rasteira nos pés.
Abriu a porta de casa e saiu sem ser notada pelos familiares.
O sol já se punha quando caminhou em direção ao mar.
Sentou-se à sua frente olhando distraída a linha do horizonte.
O olhar fixo fez com que cerrassem as pálpebras.
Deixou-se levar pelo cansaço e estirou o corpo sobre a areia úmida em total entrega, ficando neste estado de letargia por algumas horas.
Foi despertada pelo ruído de um avião que cruzava o céu em direção a alguma plataforma da Petrobras.
Pegou “carona” no voo e, afinal, foi ao tão sonhado encontro consigo mesma.

Quissamã X Goytacaz: o duelo prossegue nas redes sociais

 Do site GloboEsporte.com:

Poucos minutos após a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que revogou a exclusão do Quissamã na Série A do Campeonato Carioca, na tarde desta quinta-feira, o perfil do clube em uma rede social na internet esbanjava alegria e também provocações, os alvos preferidos eram o Goytacaz, clube que entrou com a ação para tentar tomar a vaga, e a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj).
As imagens compartilhadas bradavam que "o campeão voltou". Outras incentivavam os seguidores a deixarem mensagens para o Goytacaz. A Ferj também entrou na dança e foi provocada pelo perfil. Sobrou até para o personagem Mendonça, do seriado "A Grande Família", da TV Globo, que na trama é torcedor do time de Campos. A frase do advogado do clube, Mauro Chedid, que fazia alusão ao fim do mundo também foi lembrada: "Se o mundo acabar amanhã, EU ESTOU NA SÉRIE A!", diz a postagem.

Torcedores do Quissamã provocam o Goytacaz (Foto: Divulgação)

Fim do sonho: Goyta perde no STJD e fica na segundona

Por cinco votos a zero, o Quissamã retomou a vaga na 1ª divisão do Campeonato Carioca de 2013.
Ressaltando que o Quissamã fez a melhor campanha do certame e ganhou a vaga no campo. Assim é bem melhor. Ao Goytacaz, resta se planejar para conseguir o acesso  no ano que vem. E se numa hora dessas bate o desânimo, basta lembrar que a estreia do Goyta é contra seu maior rival, o Americano.

Com informações do site Ururau:

"QUISSAMÃ 1X0 GOYTACAZ
O procurador-geral Paulo Schmitt teve a palavra para a sua sustentação. O procurador foi enfático ao defender que o Quissamã é quem tem direito à vaga, e critica a medida utilizada pelo Goytacaz para pleitear a vaga no Tribunal. "É um subterfúgio o clube querer a vaga desse jeito", afirma Paulo Schmitt, citando ainda que o Quissamã conquistou a vaga em campo. "Este processo não encontra subsídio na legalidade, na moralidade".
"Esse recurso merece ser provido, e devolvida a vaga ao seu campeão. Isso sim (dar a vaga ao Goytacaz), para um país que vai sediar a Copa do Mundo, fica feio", afirmou Paulo Schmitt.
QUISSAMÃ 2X0 GOYTACAZ
O relator passou a ter a palavra, para anunciar o seu voto. O relator rebateu o que disse o Goytacaz sobre o posicionamento da Federação, e a lê: "Em resposta ao seu despacho, em documento anexo, que consta apenas a documentação do Audax, sendo a do Quissamã a que foi apresentada para o campeonato estadual da Série B de 2012". Assim, Ronaldo Botelho entende que a Ferj diz que houve sim a indicação do estádio.
Ronaldo Botelho disse ainda que não consta dos autos nenhuma declaração de que o estádio do Quissamã foi reprovado, mesmo após a vistoria, e que foi solicitada apenas alguns reparos. Ele ainda destacou que o Quissamã, nos últimos cinco anos, sempre atuou no mesmo estádio.
O relator Ronaldo Botelho vota no sentido de dar provimento ao recurso do Quissamã, para devolvê-lo a vaga no Campeonato Carioca da Primeira Divisão. "O critério técnico deve prevalecer", destaca o auditor em seu voto.
QUISSAMÃ 3X0 GOYTACAZ (Quissamã retomou a vaga)
O auditor Alexander dos Santos Macedo também acompanhou o voto do relator.
QUISSAMÃ 4X0 GOYTACAZ
O auditor Miguel Ângelo Cançado foi mais um a acompanhar o voto do relator, assim como os demais auditores.
QUISSAMÃ 5X0 GOYTACAZ
O presidente Flávio Zveiter acompanha também o voto do relator.
Resultado do julgamento: Por unanimidade de votos, dado provimento ao recurso do Quissamã, que volta à Primeira Divisão, no lugar do Goytacaz, que tinha vencido o caso no TJD/RJ."