quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Quissamã vai à luta

Do Globoesporte.com:

"O advogado do Quissamã, Mauro Chedid, entrou nesta terça-feira (11) com o recurso no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para pedir o adiamento do início do Campeonato Carioca 2013. O pedido acontece após o clube ter perdido a vaga na elite do futebol do Rio de Janeiro no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD). O clube tenta também reaver a vaga na Série A do Carioca, herdada pelo Goytacaz, e impedir o início da competição até que o julgamento na instância máxima da Justiça Esportiva aconteça.
A expectativa do advogado é que o mérito seja julgado antes do recesso da casa.

- Podem julgar até esta quinta-feira (13) ou só a partir da segunda semana de janeiro. Tenho certeza que o tribunal pleno vai acatar a tese e vai reincluir o clube na Primeira Divisão do Campeonato Carioca - disse Mauro Chedid.

Ainda de acordo com o advogado, "houve desprezo ao que determina as legislações”. Segundo Mauro Chedid, o Quissamã comunicou à Ferj o desejo de realizar os jogos no próprio estádio através de e-mail institucional e a própria Federação enviou um responsável para fazer a vistoria do campo.

- Temos cópia do e-mail trocado com a Federação e também o laudo do campo. A Ferj também tem esses documentos e deveria ter mostrado isso no julgamento, mas se calou, se omitiu. Agora o Quissamã vai fazer isso no Superior Tribunal -  disse o advogado.

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro foi procurada mas não quis falar sobre o assunto.

Entenda o caso

O regulamento do Campeonato Carioca estabelecia que os clubes que conseguiram o acesso para a elite do futebol do Rio de Janeiro indicassem o estádio que mandariam seus jogos na competição até o dia 10 de novembro. Subiram para a Série A do Carioca 2013 o Quissamã e o Audax Rio.
No entanto, o Goytacaz, terceiro colocado na Série B, entrou com um pedido para ser informado sobre a situação dos clubes que subiram. A resposta dada ao Goyta era de que o Quissamã havia perdido o prazo para indicar o estádio que mandaria seus jogos. Logo após, o Goytacaz entrou com uma ação pedindo a exclusão do Quissamã com a alegação de que o clube rival não havia cumprido todas as exigências do regulamento do Estadual. Por 7 votos a 2, o Tribunal de Justiça Desportiva entendeu que o Quissamã perdeu o prazo para indicar que estádio."

Um comentário:

Jairo Portela disse...

Esse advogado esta a fim de 'morder' uma grana do amador Quissamã, insistindo numa causa que ele tem certeza que é perdida.