sábado, 31 de dezembro de 2011

Feliz 2012!!!!




"...Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre." (Carlos Drummond de Andrade)

Que em 2012 tenhamos o prazer de sua companhia aqui conosco. Saúde, paz, harmonia, alegrias e TODO AMOR QUE HOUVER NESSA VIDA!!!!

Crônica de Ano Novo


Encontro mágico


Walnize Carvalho

Aos poucos os convidados vão chegando. Ceia de fim de ano.
Convite aceito. Pontualidade incomum.
A anfitriã encaminha seus amigos aos lugares que irão ocupar na grande mesa.
Todos estão lá: o porteiro da escola da neta; o jornaleiro da banca; a faxineira; a vizinha da casa em frente; a cabeleireira; o varredor de rua ; o taxista; o vendedor de frutas ; o senhor da lavanderia; os entregadores : da água mineral, das compras do supermercado e a atendente da padaria.
A exemplo da Ceia de Cristo, 12 convidados, para uma noite que promete ser de solidariedade, acolhimento e respeito mútuo.
Nenhum deles se conhece, a não ser a dona da casa, que faz questão de reuni-los para aquele momento especial. Ela deseja dividir e brindar com eles mais um ano que se finda.
Após situá-los, pede licença e dirigi-se ao seu quarto com o propósito de terminar de se arrumar.
Fechada a porta, senta-se na cama e faz uma retrospectiva mental: estão presentes neste encontro mágico pessoas de universos tão diferentes e que fazem parte do seu mundo o ano inteiro. Todos lhe servem não só como forma de trabalho e obrigação, mas com afeto, paciência, atenção e generosidade.
Lembrou-se do porteiro da escola da neta: - Entra,Valentina! Dê um beijo na vovó!; do jornaleiro da banca : - Guardei um álbum das”Princesas” para a menina!... ; da faxineira e a boa vontade em fazer atividades extras ; da vizinha da casa em frente, que sempre sorri e lhe dá “bom dia”; da cabeleireira ,que ajeita suas madeixas ,fazendo-a se sentir mais jovial; do varredor de rua, no sol a pino agradecido por um copo d’água a ele oferecido; do taxista que espera, pacientemente, o embarque da neta em seu carro; do vendedor de frutas: - Separei as bananas maçã que a freguesa compra toda semana! ; do senhor da lavanderia e o zelo com as roupas da casa (das mais simples às peças de sair ); do entregador da água mineral colocando o galão pesado no lugar devido e do menino das compras do supermercado, trazendo sacas pesadas muitas vezes a pé.Sem contar com a atendente da padaria , sempre escolhendo o pão mais fresquinho...
Cerra os olhos. Lágrimas de contentamento passeiam em sua face.
De repente, o telefone toca.
A mulher se espanta. Percebe que se tratava de um sonho. Sonho bom.
Levanta-se apressadamente. Abre a janela da sala.
Olha para o céu. O sol esplêndido a saúda e anuncia que um Ano Novo acabara de nascer!...

Pro dia nascer feliz


"No ano novo, tudo pode se transformar, os desejos são as mais belas obras desse evento anual."

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Acontecimentos marcantes do ano de 2011 em fotos


.
Fonte: MDIG

Para o fim de tarde...

Nem tudo é festa: Solidão de fim de ano congestiona serviço de prevenção ao suicídio




A procura por atendimento no CVV (Centro de Valorização da Vida) aumenta 20% durante as festas de fim de ano, de acordo com estimativas da entidade. O objetivo da instituição é atender gratuitamente pessoas que precisam de apoio emocional imediato.
Nesta época, a maior queixa das pessoas é a solidão de não ter com quem passar o Natal e o Ano-Novo, segundo a voluntária do CVV Adriana Rizzo, 41. Para ela, muitos sofrem ao ver que o mundo inteiro está em festa enquanto eles não conseguem aproveitar. "Quero que esta época passe logo para eu voltar à rotina" é um comentário feito por vários dos que ligam anonimamente à entidade em busca de ajuda.
A maior procura acontece durante a noite e aos finais de semana e o atendimento não é interrompido na véspera de Natal ou no Réveillon. Em muitos momentos, as linhas ficam congestionadas. A Folha tentou entrar em contato entre as 10h e 11h da manhã de quinta-feira (22) e por quatro vezes recebeu a informação de que todas as linhas estavam ocupadas. O mesmo fato se repetiu três vezes na noite de sábado (24).
Adriana, que é voluntária do CVV há 13 anos, conta que já foi escalada para passar uma noite de Natal atendendo ligações. Ela diz que foi gratificante passar o momento comemorativo trabalhando: "Foi interessante. Muitas pessoas ligavam para desabafar e outras que foram ajudadas por nós queriam agradecer e desejar feliz Ano-Novo".
Para ela, não existe um conselho único para ser dado às pessoas que se sentem mal nesta época. O que ela costuma fazer é ficar aberta para ouvir tudo o que a pessoa quer e precisa falar. "O momento é dela", diz.
As conversas não tem tempo predeterminado. A duração pode variar entre cinco minutos e uma hora, de acordo com a necessidade.
Anualmente o CVV recebe aproximadamente 1,2 milhões de ligações telefônicas, o principal canal de atendimento. Dentre elas, pouco mais da metade são pedidos de ajuda (excluindo enganos e procura por informações).
Como o anonimato é preservado, não é possivel identificar qual a faixa etária ou sexo predominante entre os que procuram o serviço.
SUICÍDIO
Desde 1962, quando a entidade foi criada, o foco do atendimento mudou. Inicialmente, o objetivo era a intervenção com pessoas que estavam prestes a se matar. Atualmente, a filosofia do grupo é dar oportunidade para que as pessoas precisando de ajuda possam desabafar e falar de seus sofrimentos antes de pensarem em suicídio.
Adriana já atendeu pessoas que falavam em suicídio. Segundo ela, após alguns minutos de conversa a pessoa costuma se acalmar. Nesse momento, cabe ao voluntário tentar entender qual o motivo do sofrimento. Mesmo assim, em muitos casos é impossível saber qual foi a decisão da pessoa e o que aconteceu depois.
Alessandro (nome fictício), 55, nunca conversou com alguém que dizia explicitamente estar disposto a se matar, apesar de algumas pessoas atendidas contarem que já tinham pensado nisso. Voluntário há um ano, ele conta que é comum que as pessoas digam que se sentem melhor ao final da ligação, após conseguir verbalizar seus problemas.
SERVIÇO
Os atendimentos do CVV são feitos 24 horas, a partir da central telefônica 141, por e-mail, Voip, por correspondência ou pessoalmente em uma das 71 unidades espalhadas pelo Brasil. O site também oferece um serviço de chat em que se pode conversar com um voluntário reservadamente.
Os atendentes são voluntários que passam por uma seleção e por um treinamento de três meses.

Com informações do site da Folha de São Paulo.

Mundo Estranho 68

Com informações da BBC Brasil:

"Um italiano de 99 anos decidiu se divorciar de sua mulher após 77 anos de casamento depois de descobrir que ela teve um caso secreto nos anos 1940.

Segundo jornais italianos, Antonio C. descobriu a traição em 2002, ao encontrar cartas de amor escondidas em um gaveteiro antigo.

Confrontada pelo marido na ocasião, Rosa C., de 96 anos, confessou ter escrito as cartas a um amante havia mais de 60 anos.

Desde então, o casamento passou por sérias provações, com constantes ataques de ciúmes e ressentimento de Antonio, que, quase dez anos depois de descobrir a traição e apesar dos apelos da mulher, resolveu dar entrada nos papéis do divórcio.

O casal se conheceu nos anos 30 em Nápoles, onde Antonio era policial. Eles se casaram em 1934, tiveram cinco filhos e têm mais de uma dezena de netos.

Segundo o jornal britânico "Daily Telegraph", acredita-se que o caso marque um novo recorde, pelo menos no que concerne à idade de Antonio - ele passa ser o homem mais velho a entrar com processo de divórcio.

Até então, o casal mais idoso a se separar oficialmente era formado pelos britânicos Beartie e Jessie Wood, quando ambos estavam com 98 anos."

Contrastes da Justiça no Brasil

Uma boa quantidade das minhas postagens em 2011 teve alguma relação com a Justiça. Sou bacharel em Direito, vivi alguns anos as agruras de quem espera alguma coisa da Justiça e me decepcionei profundamente.
A notícia abaixo, retratada no blog de Ancelmo Gois retrata bem este sentimento:
O aposentado Geraldo Moreira, de 84 anos, cardiopata, merecia lugar no "Guiness".

Espera há 41 anos, acredite, resposta para ação que move contra o Banco do Brasil. Há 15 anos, seu processo tramita na 19ª Vara do Trabalho do Rio, segundo o advogado Manoel Messias Peixinho. O vovô está enviando uma reclamação à ministra Eliana Calmon, do CNJ."

Ainda bem que para toda regra existe uma exceção. No meio do debate entre associações de magistrados, boa parte do Supremo e os seguidores de Eliana Calmon, corregedora do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), chegou a mim e-mail de um colega da Petrobras relatando este inusitado e maravilhoso fato ocorrido no Paraná. Apesar de ter acontecido há mais de um ano, que sirva de exemplo para tantos juízes que se acham acima do bem e do mal, humilham advogados, serventuários e cidadãos comuns, desrespeitam leis, códigos e princípios éticos em busca de poder, dinheiro e na certeza da impunidade que reina em solo tupiniquim. Faço questão de escrever o nome da jovem juíza federal envolvida na segunda situação: Anne Karina Costa. Apesar de um pouco longo,o vídeo é uma lição de amor, dignidade e, quem sabe, a esperança de dias melhores na combalida justiça brasileira.




Um jeito Ana Maria Braga de ser...

Uma dica para a ceia de fim de ano:

Do:www.livrodereceitas.com

Arroz indiano com peru

375 gramas de arroz integral, bem lavado
75 gramas de nozes torradas, picadas grosseiramente, ou de amêndoas em lascas torradas
1 de (chá) de curry em pó, meio picante (ou bem picante, se preferir)
140 gramas de uvas vermelhas sem caroço, cortadas ao meio
500 gramas de peru ou frango cozido, sem pele, cortado em cubos
750 ml de água ou caldo de frango ou de legumes, quente
1colher de (chá) de gengibre fresco ralado
¼ colher de (chá) de semente de coentro em pó
3 colheres de (sopa) de salsinha picada
Folhas de almeirão ou outro tipo de alface macia
1 colher de (sopa) de óleo
3 talos de aipo grandes, picados
4 cebolinhas-verdes, picadas
1 cenoura grande, ralada
1 cebola, picada bem fino
1 folha de louro

Vinagrete cítrico:
1 colher de (sopa) de cebolinha-francesa picada
4 colheres de (sopa) de suco de laranja
2 colheres de (chá) de suco de limão
4 colheres de (chá) de óleo de girassol
Sal e pimenta-do-reino


Numa panela grande, aqueça o óleo em fogo moderado. Adicione o arroz, misture para envolvê-lo no óleo e refogue, mexendo com frequência, por 1 minuto. Junte a cebola, o gengibre, o coentro e o curry em pó, e continue a refogar por 3 a 4 minutos, mexendo, até a cebola começar a amolecer. Adicione o caldo ou a água e a folha de louro, e deixe levantar fervura. Abaixe o fogo, tampe e cozinhe por cerca de 25 minutos, ou até que o arroz esteja macio. Retire a folha de louro e transfira o arroz para uma tigela grande, para esfriar. Enquanto isso, para fazer o molho vinagrete, misture os sucos de laranja e de limão com o óleo e a cebolinha-francesa. Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto. Junte o aipo, a cebolinha-verde e a cenoura ao arroz frio. Reserve metade das uvas e acrescente o restante ao arroz, assim como o peru ou o frango e a salsinha. Regue com o molho e misture a salada delicadamente, combinando tudo muito bem. Arrume folhas de alface em cada um dos 6 pratos e coloque sobre elas a salada de arroz. Salpique as uvas restantes e as pecãs ou amêndoas, e sirva.

Diretamente da Redação...

... com Sucursal no Farol de São Tomé

walnize(correspondente que veio de longe)

E a caminhada matinal pela rua deserta em direção à padaria foi interrompida por um trio elétrico,quer dizer, por um elétrico trio de cachorros latindo e quase aos meus calcanhares!!!
Àgil, retorno à casa e vou em busca de biscoitinhos e o velho e bom pão "pulmann" para o alimento matinal...
Pelo menos por hoje...amanhã vou de carro!

Pro dia nascer feliz


"Quando a felicidade se apresenta devemos abrir-lhe todas as portas porque jamais foi considerada inoportuna."

Arthur Schopenhauer

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Cuidado com o que você busca!


Para o quê e a quem servem as informações coletadas pelo Google direto do seu computador? Falando de forma resumida, além do Google armazenar suas buscas, o Google Maps facilmente encontra sua localização através da digitação da latitude e longitude do IP de seu computador facilment encontrado em sites abertos como o "www.whatsmyip.com" e o "www.maxmind.com". Cuidado com o que você busca!

Isso é que é Big Brother

Está em inglês, mas dá para compreender como o Google e o Facebook direcionam buscas para pessoas de diferentes partes do mundo. Algorítmos levam em conta o tipo de computador que você usa, o histórico pregresso de buscas e outros fatores para, por exemplo, direcionarem para links completamente diferentes pessoas que fazem a mesma busca. Através destes cálculos, o usuário acaba se fechando em uma bolha de buscas e resultados que limitam o acesso à informações e pessoas que estas ferramentas da internet decidem que são importantes para ele. A idéia de uma internet livre e vetor de integração entre idéias e pessoas de todas as partes do mundo está cada vez mais longe.

Há dez anos....



Rebeldia em tom grave
Cassia Rejane Eller não era mulher de meias palavras. Nem cantora de meio tom. Nunca negou o envolvimento com as drogas, declarava rasgadamente o amor pelo filho Chicão, assumia abertamente seu homossexualismo e berrava ao microfone com indiscutível autoridade. Sempre foi uma artista apoteótica no palco. Mas... Cassia era tímida.
Filha de militar, Cássia Eller rodou os quatro cantos do país. Morou em Belo Horizonte, Pará, Brasília, São Paulo e Rio. Antes de cantar, fez um pouco de tudo. Foi garçonete, secretária e até ajudante de pedreiro. Uma das mais completas e talentosas cantoras de sua geração, a opção pela carreira artística aos 14 anos. Apaixonada por Beatles e Luiz Melodia, cantou em corais, se apresentou em trio elétrico e acabou desembocando no rock´n roll. Em 1990, lançou seu primeiro disco. Com sua irreverência em tom grave, foi adorada por nomes como Carlinhos Brown, Caetano Veloso, Ney Matogrosso e o parceiro em diversos sucessos Nando Reis, produtor dos dois últimos discos de Cássia - MTV Acústico (2001) e Com você... meu mundo ficaria completo (1999) álbum em que aposentou maneirismos para colocar - a pedido do filho que queria vê-la cantando como Marisa Monte - a melodia em primeiro lugar.
Chicão, fruto da relação com o baixista Otavio Fialho, morto durante a gravidez da cantora, num acidente de carro - foi o grande projeto de Cassia: "Estou tentando passar mais tempo com o Chicão", disse, programando levar mais vezes o filho para a escola. Era do tipo supermãe. Punk e rebelde só por fora.

2001, o ano que não terminou
Em 2001, Cassia Eller viveu um momento único. Estava no auge de sua carreira. A começar pela irreverência contagiante com que conduziu sua apresentação no Rock in Rio 3 em janeiro. Depois veio a gravação do MTV acústico e a turnê concorrida, com bilheteria esgotada onde quer que Cássia se apresentasse. Uma produção musical intensa, em ascensão que, interrompida, deixou uma legião de fãs incrédulos.

Quando o segundo sol chegar para realinhar a órbita dos planetas vai perceber que sem a voz de Cássia a tarefa ficou um pouco mais difícil... 


Matéria no site do JBlog

E na tarde que chega...


É tempo...
Já não é sem tempo.


Walnize Carvalho

É tempo...
De comemoração.
De despedir-se de mais um ano que se foi e renovar pedidos.
Já não é sem tempo...
De reflexão.
De dar boas-vindas ao ano que chega e agradecer conquistas.
É tempo...
De encontrar amigos e festejar este momento sublime.
Já não é sem tempo...
De ir ao encontro de si mesmo e celebrar a cada instante o dom da vida.
É tempo...
De ofertar presente como prova de amizade.
Já não é sem tempo...
De ser presente na vida do próximo exercitando a qualquer tempo a solidariedade.
É tempo...
De arrumar e faxinar gavetas.
Já não é sem tempo...
De abrir a mente e dar uma limpeza geral nos seus conceitos e preconceitos.
É tempo...
De rasgar papéis entulhados e desnecessários.
Já não é sem tempo...
De arrancar folhas de rancor, intolerância e desamor do seu caderno de anotações.
É tempo...
De adquirir uma agenda nova e ficar ansioso por anotar compromissos.
Já não é sem tempo...
De olhar as páginas em branco da nova agenda e refletir sobre o mistério dos dias que virão.
É tempo...
De abrir janelas para ver o tempo lá fora e torcer para que a estação traga dias ensolarados.
Já não é sem tempo...
De escancarar as portas dos sentimentos e olhar seu “tempo interno” agradecendo a chuva (seus momentos de introspecção) ou o sol (seus momentos de alegria).
É tempo...
De recomeço e já não é sem tempo de reconhecer que todo recomeço traz em sua bagagem um perene exercício de aprendizagem.

Charge do dia - Chico Caruso


Do KibeLoco


Mundo Estranho 67


Inexperiência ou simples burrice? Três ladrões - incluindo dois menores de idade - foram presos após postarem no Facebook fotos em que eles aparecem com coisas roubadas de um mercado de Pittsburgh (EUA).

Isaiah Cutler, de 18 anos, e os menores levaram cerca de 8 mil dólares - entre dinheiro em espécie, maços de cigarro, doces e outros produtos - do estabelecimento. Uma hora depois, segundo a polícia, Isaiah publicou as fotos na página dele do site de relacionamento, segundo afiliada da CBS. 

Com informações do site Page Not Found.

Olho neles!!!

Deu no blog de Lauro Jardim:

"A CBF fechou o mês de dezembro colocando quase um anúncio por dia na Record, até então o canal que mais exibia reportagens contra Ricardo Teixeira. Segundo o site Controle da Concorrência, a nova campanha feita pela Artplan colocou 26 inserções de TV na emissora de Edir Macedo desde o início do mês. A Globo, líder de audiência e com os horários mais caros do mercado, recebeu a mesma quantidade de comerciais no período."

--------------------------------------------------------------------------------
Vamos ver como as coisas ficarão a partir de agora.

O próximo



O próximo, em cada minuto, é aquele coração que se acha mais próximo do nosso, por divina sugestão de amor no caminho da vida.
No lar, é a esposa e o esposo, os pais e os filhos, os parentes e os hóspedes.
No templo do trabalho comum, é o chefe e o subordinado, o cooperador e o companheiro.
Na via pública, é o irmão ou o amigo anônimo que nos partilham a mesma estrada e o mesmo clima.
Na esfera social, é a criança e o doente, o desesperado e o triste, as afeições e os laços da solidariedade comum.
Na luta contundente do esforço humano, é o adversário e o colaborador, o inimigo declarado e oculto ou, ainda, o associado de ideais que nos surgem
por instrutores.
Em toda parte, encontrarás o próximo, buscando-te a capacidade de entender e ajudar.
Auxilia aos outros com aquilo que possuas de melhor.
Os santos e os heróis ainda não residem na Terra.
Somos espíritos humanos, mistos de luz e sombra, amor e egoísmo, inteligência e ignorância.
Cada homem, na fase evolutiva em que nos encontramos, traz uma auréola incompleta de rei e uma espada de tirano.
Se chamas o fidalgo, encontrarás um servidor.
Se procuras o guerreiro, terás um inimigo feroz pela frente.
Por isso mesmo, reafirmou Jesus o antigo ensinamento da Lei: — “ama ao próximo, como a ti mesmo”.
É que o espírito, quando ama verdadeiramente, encontra mil meios de auxiliar, a cada instante, e o próximo, na essência, é o degrau que nos aparece diante do coração, por abençoado caminho de acesso à Vida Celestial.

Médium: Chico Xavier Autor: Emmanuel

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Apoiado!!!

Projeto Minha Casa, Minha Vida (Tô dentro!!!)


Um dia a menos em Samoa

Do site Terra:

Em 2011, o Ano-Novo chegará mais rápido para os 180 mil habitantes de Samoa, um pequeno Estado formado por ilhas no Oceano Pacífico. Neste ano, os samoanos não viverão o dia 30 de dezembro, distorção temporal que é resultado da decisão tomada pelo governo local de redefinir a localização horária do país.
Atualmente, Samoa ocupa o extremo-oeste da linha internacional do tempo (bons meridianos a oeste e boas horas atrás do Chile, por exemplo). Com a mudança, que é uma mera burocracia temporal, o país passará para o outro lado do mundo, isto é, o extremo-leste do relógio internacional (alguns meridianos e horas à frente da Oceania). Isso significa que Samoa passará do fim do mapa dos relógios (das atuais posições -10/-11 de Greenwhich) para a vanguarda dos ponteiros (possivelmente +13/+14).
Este salto no tempo tem razões econômicas. Na sua configuração atual, Samoa fica mais de 20 horas atrás da Austrália e da Nova Zelândia, os vizinhos com quem mantêm o principal das suas atividades econômicas. O resultado disso é que, em relação a estes países, a ilha perde, na prática, dois dias úteis de relações comerciais. "Quando aqui vamos à igreja no domingo, negócios já estão sendo conduzidos em Sydney", exemplifica o premiê samoano, Tuilaepa Sailele Malielegaoi.
Com a mudança, Samoa passará da rebarba para a dianteira das horas. A estimativa é que Apia, a capital do país, fique três horas à frente da Austrália e uma da Nova Zelândia. O que facilita o comércio, todavia, pode prejudicar o turismo do local, famoso entre os românticos por ser o último lugar do mundo onde é possível ver o alvorecer no fim de tarde. As agências de viagem terão agora que se contentar com a idiossincrasia de Samoa ser o primeiro país a ver (agora realmente de manhã) o sol nascer.

Falou e disse...


Hoje é dia de mala, bebê!

 Coluna de hoje do jornalista Artur Xexéo, em "O Globo":

Chegou o grande dia. Depois de quase dois meses de uma incansável apuração, o resultado da eleição mais democrática do país está pronto. A Mala do Ano foi escolhida por brasileiros de todo o planeta. Aquela figura que durante o ano se destacou entre todas que perturbaram, incomodaram, foram inconvenientes, praticaram a autopromoção, pisaram na bola e, enfim, encheram o saco da população já tem nome e sobrenome. E um lugar de destaque no Hall da Fama das Malas.

Não é por acaso que, após eleita uma vez, a mala do ano torna-se hors-concours. O eleitorado tem uma tendência forte a votar em políticos. De preferência em presidentes da República. Assim, se a mala do ano não se tornasse inelegível, teríamos passado os últimos anos escolhendo Lula (ainda há quem vote nele; voto anulado, é claro) e os próximos, entronando Dilma. Mas, por decisão do TREM (como todo mundo sabe, com a eliminação do TREMA pela nova reforma ortográfica, o Tribunal Regional Eleitoral das Malas mudou de sigla), uma vez mala, sempre mala. Nem precisa votar mais. Assim, na impossibilidade de cravar o nome do presidente da ocasião, o eleitorado costuma procurar outros políticos para oferecer a homenagem.

Por isso, pensei que Carlos Lupi, o ex-ministro cheio de banca, que agonizou em praça pública, fosse tirar de letra a eleição de 2011. Quando os votos começaram a chegar às urnas, as denúncias contra ele estavam todos os dias nos jornais. E ele, por algum tempo, chegou mesmo a liderar a contagem de votos. Lupi, que prometeu só deixar o Ministério do Trabalho se fosse “abatido a balas”, tornou-se uma mala furada. Mas aconteceu um fenômeno interessante. Muito votado pelos eleitores que enviaram sua escolha por e-mail, Lupi quase não foi lembrado pelos que preferiram votar pelo blog do colunista. Resumo da ópera: quase chegou lá, mas só deu para um humilde quarto lugar. Fica pra próxima, Lupi.

Carlos Lupi foi ultrapassado na contagem de votos pelo governador Sergio Cabral (terceiro lugar), muito lembrado pelo episódio em que verteu lágrimas quando viu que o Rio estava ameaçado de perder os royalties do petróleo. Uma mala molhada, portanto. E por Rafinha Bastos, o ex-comediante do “CQC” que envolveu-se num episódio em que destratou a cantora Wanessa Camargo e seu filho ainda não nascido. Rafinha pegou a vice-liderança como a mala de mais mau gosto do ano. Mas Wanessa não saiu ilesa da confusão. Ficou em quinto lugar. Em outras palavras, o eleitorado se dividiu entre duas malas. Wanessa é uma mala resistente. Há anos, ela ameaça subir ao pódio. Já Rafinha está estreando na competição. Desde o polêmico episódio, porém, desapareceu. Tornou-se uma mala extraviada.

Mas chega de lero-lero. Ditam as regras do bom jornalismo que a notícia deve começar pelo lead. E mala está sendo este colunista que já escreveu 80 centímetros e ainda não disse o que interessa: o vencedor deste ano. Pois a mala de 2011 precisa de fundo musical. “É a maaaaala! Que mexe com a minha cabeça e me deixa assim....” Isso mesmo: é uma mala sertaneja — Zezé di Camargo e Luciano. Mala dupla. Mala de viagem e frasqueira (a frasqueira é a segunda voz), o que torna o conjunto mais pesado.

Outra mala sertaneja, mas com característica universitária, ficou em nono lugar, Luan Santana. É sempre bom lembrar que Luan tem uma música de sucesso chamada “As lembranças vão na mala”. Estava pedindo, né?. Mas olha o colunista tergiversando outra vez. Voltemos ao principal.

Zezé di Camargo e Luciano foram lembrados pela extinção da dupla. Quer dizer, a dupla foi extinta numa noite e reagrupada na manhã seguinte. Com direito a aparição em todos, mas todos mesmo, programas de TV para explicar que os irmãos se amam, que misturar Rivotril com uísque não é uma boa... Eu não vi, mas garanto que eles foram se explicar até naqueles programas de leilão de joias da CNT. O eleitorado nunca perdoou superexposição. São duas malas de Francisco!

 
Para quem está interessado em saber como ficou a lista dos dez mais, aqui estão os outros classificados. Neymar ficou em sexto lugar. Há vários motivos para justificar a escolha do craque do Santos, mas a mais lembrada foi o penteado exótico do atacante. É um novo tipo de mala: a mala-calopsita.

O sétimo lugar ficou com Claudia Leite. Cantoras de axé sempre tiveram um lugar de destaque na nossa eleição. Mas, geralmente, a mais lebrada era Ivete Sangalo. Desta vez, Claudia disparou na frente. Tenho certeza de que Ivete vai dar um jeito de, no próximo ano, voltar a ficar à frente da rival.

Drauzio Varella pegou o oitavo lugar. É a mala clínica, aquela que contém estetoscópio e termômetro. E, para encerrar, o décimo lugar é do ministro da Educação, Fernando Haddad. É justo. O cara pisou numa bola atrás da outra durante a realização do Enem e achou que iria ficar impune? É, mala e não se fala mais nisso. O TREM já está se organizando para a eleição do ano que vem.

Mundo Estranho 66



Um pastor evangélico disse que fotografou o diabo quando registrava imagens no mercado existente na fronteira entre a República Dominicana e o Haiti. Ele diz que pode submeter a imagem a qualquer especialista para provar que não houve manipulação e que ele não está brincando.

“Não é uma montagem, não perco tempo com isso e não sei fazer essas coisas” foram as palavras do pastor Francisco Alberto Rosa Feliz. Ele explicou que costuma fotografar com seu celular tudo que acha interessante.

Ele foi ao mercado no dia 19 de dezembro e fotografou algumas bancas de frutas. Quando chegou em casa para ver com calma as imagens, descobriu que o diabo fora retratado de forma inesperada.

Surpreso, procurou ajuda para fazer o download da imagem, pois não tinha bluetooth nem cabo USB consigo. O pastor Francisco vasculhou as centenas de fotografias de paisagens diferentes que armazena no celular, mas só havia uma foto com a imagem demoníaca .

Ele diz ter certeza que o diabo estava no mercado binacional da fronteira do Haiti. Lembrou das imagens do demônio na fumaça durante os atentados de 11 de setembro contra as torres gêmeas. Também disse que isso pode ser um sinal e que os não-crentes devem buscar a Deus.

Diretamente da Redação...

...com Sucursal no Farol de São Tomé

Walnize(correspondente que veio de longe)

Pela manhã,enquanto caminhava pelo meio da rua(na infância a mãe brigava)indo em direção à padaria, o silêncio ensurdecedor foi interrompido pelo assobio de um pedreiro na laje de uma casa.
É tempo de retocar pintura,fazer puxadinhos, faxinar casas.Em algumas delas já podem ser vistas gaiolas e redes nas varandas...

Ps.:Retorno a qualquer momento com outras notícias.

Faça hoje, não amanhã

Diz o preguiçoso: "Amanhã farei."
Exclama o fraco: "Amanhã terei forças."
Assevera o delinqüente: "Amanhã regenero-me."
É imperioso reconhecer, porém, que a criatura,
adiando o esforço pessoal, não alcançou, ainda,
a noção real do tempo. 
Quem não aproveita a bênção do dia 
vive distante da glória do século.

Emmanuel

Mundo Estranho 65

O vereador Ozias Zizi (PRB), autor de projetos polêmicos, lançou mais um que já está dando o que falar. O parlamentar protocolou projeto que proíbe que mulheres sem calcinhas se casem em cerimônias religiosas nas igrejas do município de Vila Velha.
A iniciativa foi tomada depois que a mania ganhou a Internet como simpatia para prolongar a duração do matrimônio. O parlamentar considera um desrespeito aos princípios religiosos. Os decotes das noivas também serão proibidos e só vão poder atingir até o meio das costas.
O vereador justifica que como agente público precisa intervir para evitar que esses modismos tomem conta das cerimônias realizadas em igrejas católicas e evangélicas do município. "O casamento não se apega a usar ou não a peça íntima. Mas a igreja, independente do credo religioso, é um local sagrado. Se a pessoa acha que ele pode casar de qualquer jeito que faça em uma praia ou num retiro", justificou.
Nas ruas é difícil achar alguém que queira casar sem calcinha. O membro da ONG Transparência Capixaba Edmar Camata critica a proposta e lembra quais são os deveres dos parlamentares.
"O vereador tem constitucionalmente papéis básicos que são legislar e fiscalziar o poder Executivo. Obviamente pegar questões que não afetam o dia a dia da sociedade na nossa opinião passa bem longe da tarefa do vereador", disse.
Para o pastor Enoque de Castro, o projeto do vereador de Vila Velha é "ridículo" e essa fiscalização não deve ser feita pela igreja. Ele não vê problemas nas noivas casarem sem a peça. "Tem pessoas que fazem opção de não usar roupa íntima. Isso não tem nada a ver. É um absurdo ter que fiscalizar uma coisa dessas, saber ou não se alguém está com a roupa íntima"

Tempo agora

No momento dessa postagem, em Campos o tempo está nublado e a previsão é de chuva ao longo do dia. Na Cidade Maravilhosa, muita chuva e trânsito bastante complicado na ida para o trabalho.

Orkut sumindo...


 Deu no Lauro Jardim:

O Facebook, que em setembro ultrapassou o Orkut, tornando-se a rede social número 1 do Brasil, vai virar o ano próximo dos 38 milhões de usuários. Há três meses, eram 25 milhões

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Para Hobsbawm, protagonismo da classe média marca revoltas de 2011


Andrew Whitehead do Serviço Mundial da BBC

A classe média foi a grande protagonista e força motriz das revoltas populares e ocupações que marcaram o ano de 2011. Esta é a opinião de Eric Hobsbawm, um dos mais importantes historiadores em atividade.

Em entrevista à BBC, o historiador marxista nascido no Egito, mas radicado na Grã-Bretanha, afirma ainda que a classe operária e a esquerda tradicional - da qual ele ainda é um dos principais expoentes - estiveram à margem das grandes mobilizações populares que ocorreram ao longo deste ano.
 ''As mais eficazes mobilizações populares são aquelas que começam a partir da nova classe média modernizada e, particularmente, a partir de um enorme corpo estudantil. Elas são mais eficazes em países em que, demograficamente, jovens homens e mulheres constituem uma parcela da população maior do que a que constituem na Europa'', diz, em referência especial à Primavera Árabe, um movimento que despertou seu fascínio.
''Foi uma alegria imensa descobrir que, mais uma vez, é possível que pessoas possam ir às ruas e protestar, derrubar governos'', afirma Hobsbawm, cujo título do mais recente livro, Como Mudar o Mundo, reflete sua contínua paixão pela política e pelos ideais de transformação social que defendeu ao longo de toda a vida e que segue abraçando aos 94 anos de idade.
 As ausências da esquerda tradicional e da classe operária nesses movimentos, segundo ele, se devem a fatores históricos inevitáveis.
''A esquerda tradicional foi moldada para uma sociedade que não existe mais ou que está saindo do mercado. Ela acreditava fortemente no trabalho operário em massa como o sendo o veículo do futuro. Mas nós fomos desindustrializados, portanto, isso não é mais possível'', diz Hobsbawm.
Hobsbawm comenta que as diversas ocupações realizadas em diferentes cidades do mundo ao longo de 2011 não são movimentos de massa no sentido clássico.
''As ocupações na maior parte dos casos não foram protestos de massa, não foram os 99% (como os líderes dos movimentos de ocupação se autodenominam), mas foram os famosos 'exércitos postiços', formados por estudantes e integrantes da contracultura. Por vezes, eles encontraram ecos na opinião pública. Em se tratando das ocupações anti-Wall Street e anticapitalistas foi claramente esse o caso.''

À sombra das revoluções
Hobsbawm passou sua vida à sombra - ou ao brilho - das revoluções.
Ele nasceu apenas meses após a revolução de 1917 e foi comunista por quase toda a sua vida adulta, bem como um autor e pensador influente e inovador.
Ele tem sido um historiador de revoluções e, por vezes, um entusiasta de mudanças revolucionárias.
O historiador enxerga semelhanças entre 2011 e 1848, o chamado ''ano das revoluções'', na Europa, quando ocorreram uma série de insurreições na França, Alemanha, Itália e Áustria e quando foi publicado um livro crucial na formação de Hobsbawm, O Manifesto Comunista, de Marx e Engels.
Hobsbawm afirma que as insurreições que sacudiram o mundo árabe e que promoveram a derrubada dos regimes da Tunísia, Egito, Líbia e Iêmen, ''me lembram 1848, uma outra revolução que foi tida como sendo auto-impulsionada, que começou em um país (a França) e depois se espalhou pelo continente em um curto espaço de tempo''.
Para aqueles que um dia saudaram a insurreição egípcia, mas que se preocupam com os rumos tomados pela revolução no país, Hobsbawm oferece algumas palavras de consolo.
''Dois anos depois de 1848, pareceu que alguma coisa havia falhado. No longo prazo, não falhou. Foi feito um número considerável de avanços progressistas. Por isso, foi um fracasso momentâneo, mas sucesso parcial de longo prazo - mas não mais em forma de revolução''.
Mas, com a possível exceção da Tunísia, o historiador não vê perspectivas de que os países árabes adotem democracias liberais ao estilo das europeias.
''Estamos em meio a uma revolução, mas não se trata da mesma revolução. O que as une é um sentimento comum de descontentamento e a existência de forças comuns mobilizáveis - uma classe média modernizadora, particularmente, uma classe média jovem e estudantil e, é claro, a tecnologia, que hoje em dia torna muito mais fácil organizar protestos.''

BBC Brasil

Não basta ser corno. Tem que ter classe.

Uma mulher escuta a campainha da sua casa tocar.
Ao abrir a porta dá de cara com um homem que lhe pergunta:

- A senhora tem vagina?

Assustada e indignada ela bate-lhe a porta na cara.

Na manhã seguinte, tocam a campainha, é o mesmo homem que lhe faz a mesma pergunta.

Ela furiosa bate-lhe a porta na cara novamente.

No terceiro dia repete-se a mesma cena.

Quando o marido volta do trabalho à noite, ela enfim lhe conta o acontecido.

Sentindo-se ultrajado ele combina com ela:

- Amor, amanhã não vou trabalhar, se esse cretino aparecer, me escondo, você atende e eu então apareço e lhe esmurro a cara.

Na manhã seguinte, tocam a campainha, porém o marido antes de se esconder diz para a mulher:

- Se for o mesmo homem, quando ele lhe perguntar se você tem vagina, diga-lhe que sim para sabermos o que ele vai dizer.

Ela atende, e o homem está lá de novo com a mesma pergunta:

- A senhora tem vagina?

Ela responde:
- Tenho.

- Ah..., ótimo ! Então me faça a gentileza de pedir ao seu marido que pare de usar a da minha mulher e passe a usar a sua.
Muito obrigado pela sua atenção !.....Até logo!......

Não basta ser corno, tem que ter classe.

PSDB resolve agir

Com informações do JB:

"A Executiva Nacional do PSDB anunciou que irá processar o jornalista Amaury Ribeiro Júnior pela publicação do livro "A Privataria Tucana", que apresenta documentos que comprovariam a prática de lavagem de dinheiro e pagamento de propina na gestão tucana, com enfoque no então ministro do Planejamento, José Serra, citado como um dos supostos beneficiários de esquema.
De acordo com o PSDB, o livro traz dados "que não provam nada" e buscam "desviar o foco da opinião pública brasileira para uma série de denúncias e escândalos de corrupção do governo do PT". Durante a campanha presidencial do ano passado, Amaury Ribeiro Júnior foi apontado como o suposto responsável pela quebra de sigilos de pessoas ligadas ao PSDB. Ele foi indiciado pela Polícia Federal pelos crimes de violação de sigilo fiscal, corrupção ativa, uso de documento falso e oferta de vantagem a testemunha.
Na última semana, o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), recebeu o pedido de abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que tentará investigar eventuais irregularidades no processo de privatização de empresas brasileiras no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). O requerimento para a instalação da CPI é baseado nas denúncias do livro."

Cantata de Natal.

Essa eu vi no Kibe Loco. No melhor estilo das Cantatas de Natal ou "Carols" como dizem os ingleses esta tem uma letra ligeiramente diferente e, digamos, um pouco escatológica. Não é aconselhável para pessoas sem senso de humor, ou com convicções religiosas arraigadas. Não vai aqui nenhuma intenção de ofender ninguém, trata-se apenas de uma piada. Quanto ao bom gosto ou não, tirem suas próprias conclusões.


O barbeiro

O florista foi ao barbeiro para cortar seu cabelo.
Após o corte perguntou ao barbeiro o valor do serviço e o barbeiro respondeu:
- Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.
O florista ficou feliz e foi embora.
No dia seguinte, ao abrir a barbearia,
havia um buquê com uma dúzia de rosas na porta e uma nota de agradecimento do florista.
Mais tarde no mesmo dia veio um padeiro para cortar o cabelo. Após o corte, ao pagar, o barbeiro disse:
- Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.
O padeiro ficou feliz e foi embora.
No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um cesto com pães e doces na porta e uma nota de agradecimento do padeiro.
Naquele terceiro dia veio um deputado para um corte de cabelo.
Novamente, ao pedir para pagar, o barbeiro disse:
- Não posso aceitar seu dinheiro porque
estou prestando serviço comunitário essa semana.
O vereador ficou feliz e foi embora. No dia seguinte, quando o barbeiro veio abrir sua barbearia, havia uma dúzia de vereadores fazendo fila para cortar cabelo.
Essa é a diferença entre os cidadãos e os políticos.

"Os políticos e as fraldas devem ser trocados frequentemente e pela mesma razão."
(Eça de Queiróz)

Precatórios levam Justiça a bloquear receita de Campos e de outras 14 cidades fluminenses

O Tribunal de Justiça determinou o sequestro da receita de 15 municípios do Rio que não depositaram em juízo os valores de parte de seus precatórios judiciais, num valor total de cerca de R$ 2,8 milhões. O caso mais grave é o de Magé, que acumula débitos de R$ 422,2 mil. Os valores dizem respeito a indenizações, benefícios previdenciários, salários, pensões e desapropriações, cujo pagamento foi determinado por decisões judiciais em última instância. Os primeiros beneficiados são portadores de doenças graves e pessoas com mais de 60 anos.
Antes de determinar o bloqueio, a Justiça intimou 48 municípios do estado a fazerem os depósitos judiciais. Pela emenda constitucional 62, de 2009, as prefeituras e os estados devem pagar anualmente 1/15 do montante da dívida até a quitação, em 15 anos. Mas muitas administrações fluminenses estavam desrespeitando a lei.
— Essa medida era necessária. Imagine uma pessoa que tem direito a uma indenização ou revisão de pensão, garantida por lei, que está doente e não consegue receber o dinheiro. Os valores que forem pagos vão fazer diferença na vida de muitos beneficiários que chegam aqui com doenças graves, como câncer. Para eles, criamos dentro do Fórum um esquema especial, com pessoal do Banco do Brasil, para facilitar o pagamento — explica a juíza auxiliar da presidência do TJ, Luciana Louzada, responsável pelo pagamento dos precatórios.
Na relação de cidades que tiveram suas receitas sequestradas, estão ainda São João de Meriti, com o débito de R$ 124 mil; Nilópolis, com R$ 110,2 mil; Araruama, com R$ 69 mil; e Campos dos Goytacazes, com R$ 39,8 mil, entre outras.
Mais de dez mil pessoas tiveram precatórios pagos este ano — entre preferenciais ou não —, totalizando R$ 323,2 milhões. Somente beneficiários preferenciais foram 1.995. Na capital, foram 468 beneficiários; em Volta Redonda, 191; em Petrópolis, 299; e em Niterói, 137. Segundo o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Manoel Alberto Rebêlo dos Santos, o levantamento começou a ser feito porque havia a necessidade de organização do pagamento aos credores preferenciais, já que os valores eram relativos a exercícios financeiros distintos.
— Os oficiais de Justiça foram cumprir os mandados de intimação para que fossem feitos os depósitos devidos pessoalmente. Ou paga ou paga — afirma o desembargador.
Este mês foram pagos mais 77 de credores que procuraram a Justiça para obter o direito à preferência. É o último lote deste ano, que pagou dívidas até parte de 2007. No ano que vem, continuarão a ser feitos os pagamentos. A estimativa é que mais R$ 98,6 milhões sejam liberados.

Li e ...postei

Por que a gente comemora o ano-novo? Os rituais de ano-novo funcionam?
Verônica Mambrini
iG São Paulo

Fogos de artificio, lentilha na ceia, champanhe, flores no mar, pule com o pé direito, coma lentilhas, suba escadas, acenda as luzes, aumente o som, grite bem alto “feliz ano-novo!” São muitos os rituais para a passagem de ano. Mas por que a gente repete esses gestos todos os anos? E, mais ainda, eles de fato servem para alguma coisa?
Estudiosos acham que sim, os rituais são importantes e têm sua função. Eles carregam o poder simbólico de abrir e fechar os ciclos e esse poder é enorme.
A cada ciclo que termina, as pessoas sentem necessidade de fazer um balanço de pontos positivos e negativos”, diz a psicóloga Jaqueline Meireles.
E isso vale tanto para as crises, problemas e dificuldades do ciclo que termina quanto para os projetos e sonhos que ficaram estagnados e precisam ser atualizados para o novo tempo que começa.
Mas por que todo mundo precisa fazer o balanço ao mesmo tempo, numa data convencionada?
“Por causa da força simbólica. O mundo todo se mobiliza em função disso”, afirma a psicóloga. Esse gigantesco “mutirão de boas intenções” que se cria nesses momentos pode ser um belo empurrãozinho para incentivar o exame de consciência e abraçar o ano vindouro.
A passagem do tempo e os ciclos da Natureza impressionaram mesmo nossos mais antigos ancestrais. E os rituais de passagem têm servido desde sempre para pontuar esse ritmo repetitivo que os homens observavam em tudo à sua volta.
"Rituais geram bem estar. A marcação do tempo existe desde os primórdios da humanidade porque dá aos homens uma sensação de controle sobre o próprio destino”, afirma.
A analista acrescenta também um outro ingrediente fundamental para o bem estar psíquico do ser humano: a necessidade de esperança.
“O ano novo traz consigo a possibilidade de reorganizar a vida, consertar erros, fazer coisas diferentes, essa promessa do ‘novo’ é fundamental para o bem-estar e para a saúde mental.”
Em francês, a palavra ‘réveillon’ remete a vigília, ao ato de estar acordado.
“Se você vai receber o novo, tem que estar acordado para recebê-lo quando chegar. Assim como precisa estar acordado para 'se livrar' do ano-velho”. “É a chance de fazer um desejo, um voto.” E para ajudar a espantar o mal e atrair o bem, fogos de artifício!

O que se come também é extremamente importante: as comidas que atraem boa-sorte no ano-novo representam fartura e prosperidade.
“O elemento simbólico que aparece sempre forma associações na nossa mente. Não comer aves que ciscam para trás é uma analogia que remete à ideia de não regredir na vida, assim como a lentilha, verde, remete a moedas, a dinheiro”. Outro clássico é a romã, associada há séculos à fertilidade e à prosperidade, provavelmente em função das centenas de sementes rubras que compõe a polpa da fruta.
“No fundo, o importante é o desejo de atrair bons votos para o ano que está chegando. “As adaptações são inúmeras, mas todas as culturas celebram essa passagem de um ano para outro, de um ciclo para outro e todas inventam suas formas próprias de desejar a todos um bom novo”.

E o dia nasceu feliz...

Já no meio da manhã chego aqui.
Já estou instalada no meu cantinho(na praia do Farol de São Tomé).Prometo "não abandonar o barco" (passar pelo nosso "Sociedade")entre um mergulho no mar,um passeio na orla marítima,um prato de camarões e goles da malzebier(é claro!)Isso tudo se as netas queridas e internet móvel "deixarem"...

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Asneiras futebolísticas (4)

'Haja o que hajar, o Corinthians vai ser campeão.'

(Vicente Matheus presidente do Corinthians).

Charge do dia - Duke


Resultado da prova da OAB

A OAB divulgou hoje pela manhã o resultado preliminar final do V Exame de Ordem. A consulta pode ser feita no site da FGV Projetos. É preciso inserir o CPF e a senha de inscrição. O site da Fundação Getúlio Vargas apresenta instabilidade para o acesso na manhã desta segunda-feira. 


Os candidatos que não concordarem com as notas poderão entrar com recursos até o dia 29. O resultado final sairá dia 16 de janeiro de 2012, segundo o edital.
A Fundação Getúlio Vargas (FGV), que aplica o exame, afirmou que detectou erratas na aplicação das provas da segunda fase. De acordo com nota publicada no site oficial, a FGV afirmou que os erros estavam em questões das provas de direito penal e direito constitucional.
Ainda segundo a nota, "de modo a garantir a isonomia" do exame, todos os candidatos foram informados das erratas ainda durante a aplicação do exame e receberam tempo extra para responder as questões.
A FGV descartou a possibilidade de anular as questões. "As medidas adotadas na aplicação do exame não serão causa de nulidade", afirmou a instituição na nota oficial.

Pro dia nascer feliz


"Eu ainda acho os dias são muito curtos para todos pensamentos que quero pensar, todas caminhadas que quero fazer, todos livros que quero ler e todos amigos que quero ver."

domingo, 25 de dezembro de 2011

Fim de tarde de mais um Natal

A maioria acorda de sesta.Do almoço (que, na maioria, significa "o que retô de onti") ainda se sente o sabor na boca.
Na pia do banheiro a caixa de remédios:antiácidos e os para acalmar o figado...
Na pia da cozinha, louça empilhada para amanhã que -literalmente- terá "cara" de segunda- feira.
E segunda feira é começar de novo! Mas é,um reinício diferente pois as festas de fim de ano estão logo ali...

'Ao pé da letra'

Mais do mesmo

Depois das pautas sobre: como aplicar o décimo terceiro; compras de Natal; receitas para a ceia e afins, agora vai chegar a vez de pautas nas redações, como: troca de presentes; previsão dos astros para 2012; dicas de como entrar em forma; o que fazer com as férias das crianças; cuidados com o sol...e blá blá blá...

Na manhã de Natal...

Pro dia nascer feliz


As vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido.

Fernando Pessoa

sábado, 24 de dezembro de 2011

O Ilustre Personagem



Seu aniversário é comemorado por quase todo o mundo. Em torno dEle, da Sua figura, as pessoas se
reúnem e até discutem.

Discutem a respeito da Sua existência, do que fez, do que disse. Ele não escreveu nada, além de algumas palavras na areia, quando Lhe trouxeram uma mulher para ser julgada.

Contudo, a respeito dEle se escreveram milhares de obras. Sua fama correu o mundo. Sem dispor de títulos honoríficos ou diplomas universitários, o que disse constitui sabedoria e os que pautam a sua vida nas palavras dEle, encontram felicidade.

Escolheu colaboradores a dedo, entre pessoas simples, mas de boa formação e a eles chamou amigos, cultivando a amizade.

A Sua vida pública foi curta, quase três anos, mas muito polêmica. Ele falou a respeito de tudo, dizendo o que era certo, alertando para os erros, convidando as pessoas a pensarem a respeito do que viam, ouviam, não se permitindo simplesmente serem conduzidas como cegos sem direção.

A Sua tônica era o bom senso. Dócil, sabia utilizar a energia quando se fazia necessário. Amorável, distribuía amor aos que O buscavam.

Sempre esteve com o povo, ao lado do povo e Seu verbo era especial para cada um.

A pescadores, sabia falar de peixes e redes. Aos pastores, discursava sobre ovelhas, redil e a qualidade de bom pastor. Com as mulheres do povo, falava a respeito do fermento que leveda a massa, da preocupação que deveriam ter com seus filhos, com seu futuro.

A todos convidava a agir no bem, como receita de felicidade. Ensinava desprendimento, lecionando que a casa do Pai é de todos os filhos. E a casa do Pai é imensa. É o Universo.

Abraçou crianças e as tomou em Seu regaço. Deteve-Se a falar a um moço bom que se sentia insatisfeito e buscava algo mais para sua vida. Convidou-o a segui-lO.

Esclareceu o Doutor da lei que O procurou na calada da noite, para dissipar suas dúvidas e descerrou a ele e ao futuro, a revelação da vida que nunca morre, que se repete em tantas oportunidades até que o Espírito alcance a perfeição.

Comparou-Se ao pastor que conhece as Suas ovelhas e as protege. Comparou-Se ao amigo que dá a sua pela vida dos seus amigos. Aceitou para Si somente o título de Mestre.

Não permitiu que O chamassem bom, pois esta denominação é exclusiva do Pai, o Senhor do Universo.

Sempre respeitou as leis dos homens, mesmo que pudessem parecer tolas ou injustas. Pagou imposto no templo, exigência dos sacerdotes do Seu tempo.

Exortou para que se pagasse o imposto a César, exigência do mundo das coisas transitórias.

Sensível, entendeu a dor da viúva da cidade de Naim e porque descobrisse que o filho era portador de letargia, o convidou ao retorno à vida.

Em casa de Jairo, tocou-Lhe a filha que parecia morta e a devolveu ao regaço dos pais.

A Sua trajetória foi toda de luz. Nada exigia para Si, embora fosse a luz do mundo.

Dizia não ter de Seu sequer uma pedra para repousar a cabeça. Confiante, ensinava que o Pai Celeste que atendia as pequeninas aves, que não semeavam e nem colhiam, igualmente atenderia às necessidades de todos os Seus filhos.

Esteta, soube declamar poemas sobre a beleza da paisagem, enquanto ensinava que o homem é muito mais do que a erva do campo, que hoje é e amanhã é lançada ao fogo.

Que Deus, o Pai de amor, vestia os lírios do campo e assim também providenciaria o necessário para os Seus filhos, mais valiosos que as flores que emurchessem.

Ensinou que ninguém temesse a morte, porque todos são imortais e realizou a passagem desta para a vida espiritual, em oração: Pai, em Tuas mãos entrego Meu Espírito.

Retornou, glorioso, atestando a Imortalidade e, mostrando-Se aos Seus, permitiu que ouvissem Sua doce voz, outra vez a falar de paz e a afirmar: Tende bom ânimo. Eu venci o mundo.

Seu nome é Jesus. O filho de José e Maria. O filho de Deus, nosso Irmão e Mestre.


Redação do Momento Espírita.

Feliz Natal aos amigos do Sociedade Blog!




Numa data tão marcante para todos nós, quero deixar meu abraço e o desejo de um Natal cheio de concórdia, bem querer e sintonias positivas a todos os amigos que nos visitam aqui no Sociedade. Que saibamos entender o verdadeiro significado desta data e pararmos um pouquinho para refletir sobre o que estamos fazendo por aqui. A época é de correria, consumo desenfreado, impaciência no trânsito e em lojas, mas o que deveríamos buscar de verdade é um pouco de harmonia e paz. Por conta da postagem da amiga Walnize, descobri que na França, existe a tradição do "Joyeux Noel!", que nada mais é do que uma tentativa de reconciliação com alguém que, por algum motivo, virou um "inimigo" em algum momento da vida. Bom seria que tentássemos algo parecido hoje. Procurar alguém que, por alguma circunstância, se afastou de nosso convívio e tentar restabelecer a paz. No Natal passado, meu maior presente foi ter meu sobrinho-filho de volta ao meu dia a dia. Que tal se tentássemos fazer o mesmo hoje? Caso ainda não se sinta preparado, faça uma oração para essa pessoa, sua família, amigos.Posso assegurar que se sentirá bem melhor depois disso.
Já passei por muitos Natais maravilhosos junto aos meus, e alguns que fazia questão de esquecer. Mas hoje constato que é bom lembrar para que não repitamos erros, grosserias e deslizes que só atrapalham nossa caminhada por aqui.
Que o verdadeiro espírito natalino invada o lar, o trabalho, o ambiente de cada um de vocês. 
Um dia de muita luz a todos.
Feliz Natal!