Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2015

Ricardo Boechat e seu importante depoimento sobre a depressão

Imagem
Sou ouvinte habitual do jornalista Ricardo Boechat na Rádio Band News FM. Há cerca de 2 semanas, Mestre Boechat não apresentava seu programa matinal. Eu e milhares de pessoas ficamos preocupados, visto que nada era informado oficialmente. Há alguns dias, ele voltou à bancada do Jornal da Band, de onde também estava afastado. Mas apenas hoje Boechat nos brindou com seu retorno aos microfones da Band News FM. Não sem antes  explicar o motivo desse repentino afastamento: um surto depressivo agudo, minutos antes de entrar no ar. Ouçam o corajoso e importante relato de Boechat sobre o assunto: De minha parte, a torcida para que Mestre Boechat se recupere plenamente. E continue a nos brindar com sua inteligência e genialidade!  De longe, estarei orando muito por ele.

Por que odiar o PT - Por Gregório Duvivier

Imagem
Obrigado, Gregório Duvivier! Mais uma vez, você me representa! E para reforçar: sou contra qualquer tipo de golpe que tire Dilma da presidência. Mesmo achando seu governo muito, mas muito fraco mesmo. Até o momento, não vi nada que comprove seu envolvimento em qualquer falcatrua. Por que odiar o PT - POR  GREGORIO DUVIVIER, na “Folha de São Paulo” de hoje. " A primeira vez que me deparei com uma urna eletrônica foi para votar no Lula. E Lula se elegeu, depois de três tentativas malfadadas. Lágrimas grossas escorriam pelo meu rosto: com a prepotência característica dos 16 anos, tive a certeza de que era o meu voto que tinha feito toda a diferença. A rua estava cheia de pessoas da minha idade que tinham essa mesma certeza. O Brasil tinha acabado de ganhar uma Copa do Mundo, mas a euforia agora era ainda maior: foi a gente que fez o gol da virada. Parecia que o Brasil tinha jeito, e o jeito era a gente –essa gente que nasceu de 1982 a 1986 e votava a

Uma pitada de Lya Luft para começar bem o dia

Imagem
"Que a gente se divirta sem se matar, que ame sem se contaminar, que aprenda sem se enganar, que viva sem se vender." ‪