sexta-feira, 29 de março de 2013

Com décadas de atraso, mulher de 106 anos recebe diploma nos EUA

 (Foto: News Journal/Associated Press)

Do:G1/Educação

A americana Reba Williams, que em janeiro completou 106 anos de vida, se formou oficialmente no ensino médio no último dia 14, muitas décadas depois de sair do colégio. Ela recebeu o diploma na cama da casa em que vive, no estado de Ohio, das mãos do superintendente do Distrito Escola de Mount Vernon, Steve Short.
Segundo a agência de notícias Associated Press, Reba completou todos os 12 anos de educação formal nos Estados Unidos , mas ficou sem o diploma porque se recusou a fazer a última tarefa que seu professor lhe deu: ler um livro que ela já tinha lido e não queria reler.
Ao jornal Mansfield News Journal, a filha de Reba, Lavata, que hoje tem 78 anos, afirmou que a escola deu à mãe a chance de ler o livro durante o verão após o fim do ensino médio, mas mesmo assim ela se recusou.
"[Ela] disse que o livro não valia a pena, que ela já o tinha lido uma vez e não tinha gostado dele, e não ia lê-lo novamente", afirmou a filha ao diário.
 
O Conselho de Educação de Mount Vernon ficou sabendo da história de Reba no início do ano e, em 18 de fevereiro, aprovou uma moção para entregar o diploma à ex-aluna.
A entrega aconteceu em 14 de março, em uma cerimônia dentro do próprio quarto de Reba. Mesmo deitada na cama, a idosa vestiu um capelo branco para receber o documento das mãos do superintendente.
Reba, segundo Lavata, é neta de um escravo e, depois do colégio, começou a trabalhar como doméstica na fazenda do escritor Louis Bromfield, que hoje se tornou um parque estadual em Ohio. Ela depois foi promovida a cozinheira. Sua filha Lavata cresceu na fazenda e terminou seus estudos com o certificado, de acordo com o jornal.

Nenhum comentário: