sexta-feira, 18 de maio de 2012

Vacarezza e o SMS

Do blog de Lauro Jardim:

"São raros os petistas que se aventuram a explicar a mensagem de celular de Cândido Vaccarezza para Sérgio Cabral. No flagrante revelado pelo Jornal do SBT, em plena CPI mista do Cachoeira, um Vaccarezza cheio de afeto (e de erros de português) escreve para Cabral:

– A relação com o PMDB vai azedar na CPI. Mas não se preocupe, você é nosso e nós somos teu (sic).

Um dos petistas a quem Vaccarezza tentou explicar a mensagem, diz que a ameaça de “azedar as relações do PT com o PMDB” tem a ver com uma suspeita de traição.

Vaccarezza desconfiava de um acordo entre PMDB e PSDB para proteger seus respectivos governadores (o próprio Cabral e Marconi Perillo) na CPI, sem que o PT de Agnelo Queiroz fosse comunicado do acerto."

Nenhum comentário: