sábado, 26 de maio de 2012

Acordando com Millôr

"Todo homem nasce original e morre plágio."


"Não adianta prever males futuros. Batatas apodrecem".


"O aumento da canalhice é o resultado da má distribuição de renda."

  
  " Internet. Aberta pro mundo, alheia ao que a faz."


"Pra acabar com o desemprego, o Planalto tem que, primeiro, acabar com o desentrabalho."


"Fiquem tranquilos os poderosos que têm medo de nós: nenhum humorista atira pra matar."


"Claro, sabemos muito bem que VOCÊ, aí de cima, não tem mais como evitar o nascimento e a morte. Mas não pode, pelo menos, melhorar um pouco o intervalo?"


"A diferença entre existir e viver é de dez salário mínimos."


"Celebridade é um idiota qualquer que apareceu no Faustão."


"As mulheres são mais irritáveis porque os homens são mais irritantes."


"Melhor do que dar ao companheiro um peixe é lhe dar um caniço e ensiná-lo a usar o cartão corporativo."



"E no oitavo dia Deus fez o Milagre Brasileiro: um país todo de jogadores e técnicos de futebol."


"O cadáver é que é o produto final. Nós somos apenas a matéria prima."


"Mordomia é ter tudo que o dinheiro - do contribuinte - pode comprar."


“Pérolas aos porcos” é expressão depreciativa. Exceto no Planalto, onde os porcos adoram pérolas."


"O homem é o único animal que ri. E é rindo que ele mostra o animal que é."


"Baiano só tem pânico no dia seguinte."


"A curiosidade mórbida é a mãe do vidro fumê."


"Ontem, ontem tinha agá, hoje não tem. Hoje ontem tinha agá e hoje, como ontem, também tem."


"Às vezes você está discutindo com um imbecil... e ele também."


"Quando acabarmos de comer o queijo vamos distribuir ao povo todos os buracos."


"O progresso era maravilhoso quando não progredia tanto."


"Tua mulher está sempre fora de si? Não deixa ela voltar."

Nenhum comentário: