sexta-feira, 28 de junho de 2013

Em novo livro, Mirian Goldenberg contesta mitos do envelhecimento


Antropóloga parte de Simone de Beauvoir para traçar novo retrato do amadurecimento e constata que as mulheres envelhecem melhor que os homens. 

                                                                                    Renata Reif - iG São Paulo

Um retrato cruel sobre o envelhecimento foi apresentado por Simone de Beauvoir (1908-1986) no livro “A Velhice” (La Vieillesse), em 1970. “Todo mundo sabe: a condição dos velhos é, hoje em dia, escandalosa”, disse à época. A obra da filósofa e feminista francesa faz parte dos achados da antropóloga Mirian Goldenberg, autora de dois livros sobre o tema, que em agosto lançará “A Bela Velhice” (Editora Record).
“Li e reli muitas vezes ‘A Velhice’ para poder dialogar com a obra de Beauvoir. Busquei o tempo todo dentro do livro dela alguma saída para o meu”, explica Mirian, que desde 2007 se aprofunda nas novas condições do velho. Foram 1.700 questionários, 15 grupos de discussão e centenas de entrevistas para que ela pudesse sintetizar em único texto todas as suas reflexões – bem mais animadoras que as da mulher de Jean-Paul Sartre (1905-1980).
“Os meus pesquisados dizem estarem vivendo muito mais, melhor e com mais liberdades”.



Nenhum comentário: