quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Carminha dispara consumo de energia


Do site do jornal "O Globo":

"Nem o sistema elétrico ficou imune à Carminha, personagem interpretada por Adriana Esteves em “Avenida Brasil”. Como revelou a colunista do GLOBO Flávia Oliveira nesta quinta-feira, o capítulo 169 da novela, quando a vilã foi desmascarada, formou rampa de carga. É o termo técnico para a alta súbita na demanda por energia. Ao fim do capítulo, na segunda-feira, o consumo saiu de 65 mil MW para 69 mil MW. O salto, de 4 mil MW, equivale ao dobro da geração das duas usinas nucleares de Angra dos Reis (RJ).
A rampa de carga é comum em últimos capítulos de novelas. O que surpreendeu, dessa vez, foi o salto no consumo a 11 dias do fim de “Avenida Brasil”.
O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) já ordenou geração adicional de energia, para que não falte eletricidade quando os espectadores saírem da frente da TV.
Para quem acompanha a novela, faltar luz durante um capítulo de "Avenida Brasil" é um drama digno de Carminha, como ficou provado no apagão que atingiu quatro regiões do país bem na hora do folhetim. Dezenas de telespectadores usaram o Twitter para manifestar indignação.
Thaissa Quintanilha escreveu “Apagaoooooo! Sem luz eu quero ver Carminha. ;//” (sic). Thatiane Araujo também manifestou indignação pelo apagão ter ocorrido justo na hora da novela: “Legal pra caramba.. Faltou luz na hora da Carminha”, afirmou.
Houve quem encarasse a situação com bom humor, como Fábio Aguiar, que disse “Viu. só foi eu avisar para a Carminha que ia mandar o vídeo que eu tenho dela, para o Tufão que na hora a Luz Voltou.... hehehe” (sic). Alana Takano também comemorou a volta da luz: “Gelei por um minuto, faltando 2 minutos pra começar a Carminha, acabou a luz aqui. Se não tivesse voltado, ia ficar mais que chateada”.

TV Globo notifica Vivo por uso de Tufão em publicidade
A TV Globo notificou a Vivo e as agências VML e Y&R pelo uso não autorizado da trama e do personagem de Murilo Benício em “Avenida Brasil”, como também mostrou a coluna de Flávia Oliveira. A tele veiculou na web comercial em que o ator, como Tufão, anuncia um plano de internet móvel. A Globo classificou a ação de marketing de emboscada como “uma das formas mais baixas de publicidade”.
A TV Globou exigiu a suspensão da campanha, acionou o Conar e estuda ir à Justiça por violação de direitos. Para Murilo Benício, a veiculação tinha sido negociada com a emissora. Ontem, o anúncio saiu do ar."

Nenhum comentário: