quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Aparelho ortodôntico substitui dentadura em compra de votos

LUIZ CARLOS DA CRUZ
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA DE SÂO PAULO, DE CASCAVEL

Distribuir dentaduras em troca de votos parece coisa do passado. Em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, a Polícia Federal encontrou eleitores vendendo seus votos em troca de aparelhos ortodônticos.
Os avanços no tratamento da saúde bucal e a troca da dentadura pelo aparelho, porém, em nada mudam o crime eleitoral desses casos.
Anteontem, policiais cumpriram mandados de busca e apreensão em uma clínica dentária no município.
Quatro envolvidos no suposto esquema de compra de votos foram indiciados por suspeita de crime eleitoral: o candidato, dois dentistas e uma funcionária da clínica.
As investigações apontaram que o paciente indicado para o atendimento era levado até a clínica, tirava o molde, apresentava títulos de outros dois eleitores e recebia a promessa de ter o aparelho após as eleições, caso o candidato fosse eleito.
O candidato disse estar com a "consciência limpa".



Nenhum comentário: