sexta-feira, 21 de setembro de 2012

A razão de nomes tão ridículos para o mascote da Copa

A informação é do jornalista Renato Maurício Prado e está em seu blog, hospedado no site de "O Globo":

Charge: Amorim


"Amijubii, Zuzeco, Fuleco e $$$... 

Os medonhos e ridículos nomes propostos para o mascote oficial da Copa de 2014 têm uma (triste) razão de ser. Grana. Para faturar ao máximo com a venda dos bonequinhos do nosso tatu-bola, mundo afora, a FIFA não abre mão de patenteá-lo sob uma marca que não corra nenhum risco de processo de propriedade. Daí a invenção de palavras que não existem, como já aconteceu na Copa da África do Sul, onde o leopardo Zakumi também foi batizado com uma combinação de vocábulos de dialetos africanos. Detalhe: os mascotes costumam ser dos itens mais vendidos nos Mundiais... 

A justa revolta contra Ajumi, Zuzeco e Fuleco, porém, continua. Um abaixo-assinado digital, criado pela jornalista Elis Monteiro, na AVAAZ.org (http://www.avaaz.org/po/petition/) já tem mais de 25 mil assinaturas e não para de crescer. "

Nenhum comentário: