terça-feira, 25 de setembro de 2012

A gente vai levando?

Esta noite, depois de um longo e tenebroso inverno fui a um comício aqui pertinho de casa. Minha esposa me chamou de doido, ainda mais que o comício em questão era do candidato (ou candidata) cuja a forma de fazer política é a que menos se identifica com o que penso. Mas como desde moleque sempre gostei dessas coisas, não poderia terminar este processo eleitoral sem "prestigiar" e observar mais de perto esse "show". De horrores. 
Primeiramente quero explicar que há pouco tempo fui convocado pela Justiça Eleitoral para trabalhar no pleito de 07 de outubro, motivo que me levou a evitar tecer maiores comentários sobre o assunto aqui no Sociedade. Mas como não citei e nem citarei nomes nesta pequena postagem, sem problemas.
Primeiramente, e principalmente, fiquei assustado e desanimado com o nível dos candidatos a vereador que usaram da palavra para apresentarem suas ideias. Deus meu!!! Não à toa, há muitos anos o que observamos é uma Câmara conivente e totalmente dependente do grupo que estiver governando. Se o grupo "A" perder a eleição, sem problemas. Pula-se do barco e na maior cara de pau, embarca-se no navio "B". E por aí vai. Nada é complicado para eles. Nessas eleições, não será diferente. Só será mais fácil para estes vereadores, pois tudo indica que não haverá mudanças radicais. Também vem daí meu desânimo. Não sou daqueles que considera que todo político é ladrão e corrupto. Mas tenho plena consciência que aqui em nossa cidade a maioria dos que buscam uma vaga na Câmara não pensa no bem coletivo. Pelo contrário. Ouve-se e fala-se muito de candidatos que gastaram muito e mal antes da hora, e agora, a 12 dias da eleição, estão desesperados com a possibilidade de não serem eleitos. Chegam até a aventar a hipótese de mudar de lado. Ou são "convocados" pelas lideranças  para prestarem esclarecimentos. Sinceramente quero muito que candidatos assim não consigam seu intuito. Além do que, é muito triste viver numa cidade onde pessoas, inclusive algumas com quem convivi durante algum tempo de minha vida, se sujeitam a qualquer tipo de coisa para elegerem gente desta estirpe. Gente que joga sujo, que oferece "facilidades", que promete o que não pode cumprir.... Ouve-se e fala-se muito. Muito mesmo. Nestes derradeiros dias, recomendo a todos que estiverem envolvidos nessa confusão toda, muita prudência. Falem menos.
Hoje o TRE decidiu barrar um dos candidatos. E pelo que eu "ouvi" nesta noite, na próxima quinta sai a decisão mais aguardada de todas, sobre uma outra candidatura, sendo que aí é o TSE que vai entrar em cena. Ou para ser mais preciso, o Ministro Marco Aurélio Mello, o rei das sentenças polêmicas. Seja o que Deus quiser!!
Bateu o sono e a realidade vem à tona. Não adianta escrever muita coisa aqui. Minha sábia mulher sempre me diz isso. Funciona apenas como um desabafo pessoal, mas pouco adianta.  Deve ser por isso que outros blogueiros sumiram do mapa. Saudades de Ricardo André... Só sei que depois desta noite, diante de tudo que vi e ouvi, me convenci mais ainda que cada povo tem o governo e os vereadores que merecem. E em se tratando de Campos, isso me dá cada vez mais calafrios. 

E no mais, deixo a poesia de Chico Buarque em "Vai levando"




Mesmo com toda a fama, com toda a brahma
Com toda a cama, com toda a lama
A gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando
A gente vai levando essa chama
Mesmo com todo o emblema, todo o problema
Todo o sistema, todo Ipanema
A gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando
A gente vai levando essa gema
Mesmo com o nada feito, com a sala escura
Com um nó no peito, com a cara dura
Não tem mais jeito, a gente não tem cura
Mesmo com o todavia, com todo dia
Com todo ia, todo não ia
A gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando
A gente vai levando essa guia
Mesmo com todo rock, com todo pop
Com todo estoque, com todo Ibope
A gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando
A gente vai levando esse toque
Mesmo com toda sanha, toda façanha
Toda picanha, toda campanha
A gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando
A gente vai levando essa manha
Mesmo com toda estima, com toda esgrima
Com todo clima, com tudo em cima
A gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando
A gente vai levando essa rima
Mesmo com toda cédula, com toda célula
Com toda súmula, com toda sílaba
A gente vai levando, a gente vai tocando, a gente vai tomando, a gente vai dourando essa pílula !

4 comentários:

Vitor Menezes disse...

Salve, seu Neto, como sabem os locutores da madrugada, sempre tem alguém ouvindo (e lendo) o que a gente diz. Desanima não. Quando um blogueiro cai, outro levanta. Vamo que vamo!

Anônimo disse...

Aqui em São Fidélis funciona assim também. Alias, em muitas cidades do Brasil. Desanima mesmo, mas não podemos nos entregar.

Viviane disse...

Uma pena que a Rede Blog não tenha a mesma garra que antes. Realmente o quadro desanima. E o povo que consagra de maneira avassaladora este tipo de fazer política deve estar feliz. A nós, resta o lamento.

Anônimo disse...

Há meses, digo, dias, ouve-se falar de um candidato a vereador que surgiu muito forte com apoio de gente graúda, mas que no apagar das luzes parece um pouco encrencado. Conseguirá o jovem e encrencado rapaz dias melhores em sua caminhada política??
Ou será só mais um rio que passou em nossas vidas??