terça-feira, 31 de julho de 2012

Ministério da saúde faz parceria com facebook para estimular doação de órgãos no Brasil

Uma nova facilidade foi anunciada nesta segunda-feira (30), pelo governo federal, para que os brasileiros possam declarar seu desejo de serem doadores de órgãos. Uma parceria entre o Ministério da Saúde e o Facebook vai permitir que os internautas cadastrem, na linha do tempo desta rede social, a opção doador de órgãos, em favor de uma campanha para a ampliação dos transplantes e o crescimento da assistência no Sistema Único de Saúde (SUS).
A expectativa é de que a nova funcionalidade possa agregar e cadastrar possíveis doadores dentre os mais de 37 milhões de usuários do Facebook no país. Segundo o Ministério da Saúde, a iniciativa tem como foco suprir a carência no número de doações ao incentivar os jovens a se manifestarem publicamente pela internet em favor da cultura do transplante, deixando claro que também apoiam esta causa. A adesão pelo Facebook não isenta a consulta familiar nem se sobrepõe à decisão dos responsáveis, esclarece o ministério.
Segundo o vice-presidente do Facebook para a América Latina, Alexandre Hohagen, que participou do anúncio ao lado do ministro, a nova ferramenta permite aos usuários declararem a intenção de serem doadores de órgãos em apenas alguns minutos e compartilhar a informação com os amigos e membros da família que também têm perfil na rede social. No dia 30 de abril, o Facebook anunciou uma ferramenta semelhante nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha, ocasião em que os representantes da empresa destacaram estar empenhados em encontrar formas de contribuir com a sociedade.
Além de adicionar a nova opção ao seu perfil, o usuário poderá compartilhar sua história sobre quando, onde e por que decidiu se tornar doador. Ao configurar o controle de privacidade, o internauta escolhe para quem quer divulgar esse detalhe, que pode aparecer ainda na descrição do seu perfil.
O Ministério da Saúde vem investindo, ao longo dos anos, em campanhas para derrubar preconceitos e dificuldades e estimular a doação de órgãos no Brasil. Só nos primeiros quatro meses deste ano, o país aumentou em 37% o número de transplantes em comparação ao mesmo período no ano passado.
Os destaques ficam para as regiões Norte e Centro-Oeste, assim como para a ampliação do número de transplantes de coração em 61% da capacidade oferecida pelo SUS em 2011. A parceria com o Facebook é uma possibilidade para reforçarmos essa corrente de solidariedade em torno da doação de órgãos como ato de doação de vida, ressaltou o ministro.

Fonte: Portal Planalto

Nenhum comentário: