domingo, 29 de novembro de 2009

Bonecas


Bonecas

O dia chega: nove horas.
Rua movimentada.
Em uma esquina, uma senhora sentada, pacientemente, transforma retalhos coloridos em vestidos de boneca. Feitos de fitinhas, miçangas e bordados ,por certo, acalentaram sonhos de criança e, quem sabe, a lembrança dos seus também...
A noite chega: Vinte e uma horas.
Rua deserta.
Na mesma esquina ,um homem travestido.
Em trajes de brilho espera, impaciente, que lhe venham fazer companhia e dar vazão aos sonhos seus.


Walnize Carvalho

5 comentários:

Carem Guerreiro - disse...

Me segue porfavor
caremggs.blogspot.com

Carem Guerreiro - disse...

Segui o seu blogger .. segue o meuu ??
caremggs.blogspot.com
valeeu beeijos

Carla por dentro disse...

Há quem traga pendurado nas mãos os sonhos dos outros e se esqueça de sonhar por si.
Gostei muito deste texto.

walnize carvalho disse...

obrigada,Carla!
Walnize Carvalho

walnize carvalho disse...

Carla,
O ato de se expressar através da escrita se completa na cumplicidade de quem lê.
Bom que você tenha gostado,
Walnize Carvalho