segunda-feira, 1 de julho de 2013

Anvisa aprova fim da idade limite para vacina


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, na última sexta-feira (28), o pedido feito pela empresa Glaxo Smith Kline, uma das principais fabricantes da vacina contra o papilomavírus humano (HPV). A medida retira o limite de idade para que se possa tomar a vacina Cevarix, antes destinada apenas às mulheres entre 9 e 25 anos. 

A vacina em questão é bivalente, pois previne o HPV dos tipos 16 e 18, que possuem relação com 70% dos casos de câncer de colo uterino, quarta doença responsável pela causa de morte de mulheres no Brasil. 

Para o médico Francisco José Costa Eleutério, vice-presidente da Sociedade Cearense de Ginecologia e Obstetrícia, a decisão da Anvisa é “extremamente bem-vinda”, uma vez que a vacina tem se mostrado muito eficaz na prevenção da doença. “A vida sexual da mulher vai além dos 25 anos e, enquanto ela tiver esse contato sexual, terá chances de contrair o HPV. Com a vacina, essas chances serão menores”, completa o especialista. 

Doença e prevenção

O HPV é a doença sexualmente transmissível mais comum, podendo estar presente tanto em mulheres, quanto em homens. Além do surgimento do câncer de colo uterino, a patologia pode acarretar o aparecimento de verrugas na região genital. 

A vacinação contra a doença inclui três etapas, que só podem ser realizadas mediante a apresentação de prescrição médica. Atualmente, as três doses são disponibilizadas em clínicas particulares, custando entre R$ 400 e R$ 1.200. 
Contudo, em abril deste ano, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou que a vacina contra o HPV pode ser contemplada também no calendário nacional de imunização do Sistema Único de Saúde (SUS) de 2014. 

Nenhum comentário: