terça-feira, 9 de abril de 2013

Celular legalizado é difícil de ser identificado

Claudia Tozetto
 iG São Paulo


O bloqueio a celulares piratas , que deve entrar em vigor no próximo ano, pode beneficiar os celulares que operam regularmente no Brasil.
 Mas, na hora de comprar um novo aparelho, consumidores enfrentam dificuldades para saber se ele é homologado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).
 A embalagem dos celulares à venda no Brasil traz o selo da Anatel, mas na maioria das vezes o consumidor só vê a caixa após a compra do produto.
Já nos aparelhos, o selo na maioria das vezes é difícil de achar. Em muitos casos, ele está escondido. Em vários aparelhos é necessário remover a tampa traseira e a bateria, em outros o selo está no compartimento do chip da operadora.
“O consumidor não tem essa informação acessível no aparelho, pois ela não está evidente na hora da venda. É preciso que o consumidor possa identificar o selo da Anatel com facilidade no aparelho e também nos pontos de venda”, diz Fátima Lemos, assessora técnica do Procon-SP, ao iG .

Nenhum comentário: