domingo, 31 de outubro de 2010

Ouvi e reproduzo


Para Neto

Hoje, pela manhã , ouvi no rádio: Programa "Coisas que não voltam mais"do veterano radialista Valdebrando Silva, que neste mês que se encerra Garrincha(se vivo fosse) faria 77 anos. Em seguida, fez um bela homenagem ao "anjo das pernas tortas" com a música cujos versos reproduzo aqui:

Balada nº 7 (Mané Garrincha) Moacyr Franco

"Sua ilusão entra em campo no estádio vazio
Uma torcida de sonhos aplaude talvez
O velho atleta recorda as jogadas felizes
Mata a saudade no peito driblando a emoção

Hoje outros craques repetem as suas jogadas
Ainda na rede balança seu último gol
Mas pela vida impedido parou
E para sempre o jogo acabou
Suas pernas cansadas correram pro nada
E o time do tempo ganhou

Cadê você, cadê você, você passou
O que era doce, o que não era se acabou
Cadê você, cadê você, você passou
No vídeo tape do sonho, a história gravou

Ergue os seus braços e corre outra vez no gramado
Vai tabelando o seu sonho e lembrando o passado
No campeonato da recordação faz distintivo do seu coração
Que as jornadas da vida, são bolas de sonho
Que o craque do tempo chutou

Cadê você, cadê você, você passou
O que era doce, o que não era se acabou
Cadê você, cadê você, você passou
No vídeo tape do sonho, a história gravou"

2 comentários:

NETO disse...

Obrigado pelo carinho, Walnize.
Beijão

walnize carvalho disse...

AmigoNeto,
Já me expressei até em crônica que não entendo de futebol.Mas reconheço que é uma paixão para muitos.Por tabela(a cargo dos filhos e netAs) torço pelo Vasco;aqui pelo Goita(criada que fui na rua do Gás) e nutro simpatia pelo Botafogo,pois era o time do coração de meu sempre lembrado padrinho e tio Waldenir...