sexta-feira, 8 de junho de 2012

D.Hélder Câmara na manhã chuvosa


NÃO LASTIMES

os ritmos
que, aparentemente, se perdem
-ritmos dos ventos,
das águas
do mover das árvores,
do cantar dos pássaros,
do rolar dos astros,
dos passos dos homens...

Há sempre um músico
-ou um poeta,
um santo,
ou um louco-
incumbido por Deus
de captar
os ritmos errantes
em risco de perderem-se.

Nenhum comentário: