segunda-feira, 25 de junho de 2012

Oziel, jovem que arrecadou dinheiro pela web para cirurgia desaparece em Mato Grosso



Do G1:

"O jovem Oziel de Oliveira, de 22 anos, que ficou conhecido após realizar uma campanha na internet e arrecadar mais de R$100 mil para fazer várias cirurgias plásticas, está desaparecido desde a noite de domingo (24), na cidade onde ele mora, em Lucas do Rio Verde, a 360 quilômetros de Cuiabá.
De acordo com a família do jovem, Oziel foi visto pela última vez deixando a namorada em casa por volta das 22h, no bairro Jardim Primavera, no mesmo bairro onde ele mora. Em entrevista ao G1, a mãe do jovem, Namir de Oliveira, suspeita que alguém pode ter sequestrado o filho por conta do dinheiro arrecadado na campanha.
“Ele tinha pego o carro do sogro, saído com a namorada e uns amigos e voltado pra casa da namorada no final da noite”, relatou. De acordo com Namir, depois de deixar a namorada em casa, ele pegou a motocicleta e se dirigiu para casa. A jovem ligou para Oziel para saber se ele já tinha chegado. “Ele atendeu e ela ouviu um cara gritando com ele, dizendo para não falar ao telefone”, completou.
Segundo a mãe de Oziel, a casa da namorada fica próximo à casa onde eles moram. Ela ainda contou que ouviu o barulho da motocicleta chegando em casa, mas o garoto não foi mais visto. A namorada de Oziel disse à mãe dele que antes, na rua, havia alguém em um carro que tento fechá-los no trânsito. Nem a motocicleta e o capacete de Oziel foram encontrados pela família.
“Eu acho que tem alguém de olho na arrecadação que ele fez para a cirurgia, alguém querendo pegar o dinheiro dele”, contou Namir. Oziel estava aguardando a avaliação dos médicos nos últimos exames que ele fez para que a cirurgia fosse marcada.
Há três meses, Oziel deu entrevista para o G1 e revelou a motivação de fazer a arrecadação. "Só quero ter uma vida normal, andar sem que ninguém me note. Não quero que ninguém me perceba", frisou.
O boletim de ocorrência foi feito e a Polícia Civil investiga o desaparecimento do rapaz. O delegado Marcelo Torahcs afirmou ao G1 que está analisando o caso e ouvindo testemunhas."

Nenhum comentário: