quarta-feira, 20 de junho de 2012

Fala Ancelmo Gois!

Ponto final

No mais

Houve época em que gente meio constrangida justificava alianças como a de FH com ACM ou de Lula com Sarney como “essencial à governabilidade”. A tese era a de que o país seria ingovernável sem uma coligação de forças diferentes. Algo parecido com o que ocorre hoje na Grécia. Agora, Maluf é procurado, além da Interpol, por Serra e Lula para garantir mais 1,43 minuto de TV. Fazem falta um Betinho e sua luta pela ética na política.

Um comentário:

Roberto Torres disse...

O fato (Lula + Maluf) é em si condenável. O problema é como ele é interpretado e aque sao atribuídas suas causas. Nao é uma questao de falta de ética. Políticos, como toda categoria profissional (políca tb é isso em qualquer lugar do mundo, queiram ou nao), agem de acordo com os limites e as regras do jogo.

Somente mudando as estruturas do sistema político é se pode pensar em outra ética. Sem reforma política, sem financiamento público da campanha, nao adianta falar em ética. Isso é conversa de quem nao quer mudar nada e tira onde de "ético".