segunda-feira, 25 de junho de 2012

Hemocentro de Campos com realidade alarmante

Do site Ururau:

"As cirurgias eletivas, ou seja, as que não são consideradas de urgência estão sendo adiadas por falta de sangue no Hemocentro Regional de Campos. A situação se agravou na última semana com uma redução drástica no número de doações, com uma média de 20 doadores por dia, quando o número considerado ideal deveria ser 70.

De acordo com a assistente social do Hemocentro, Maria Gonçalves, os números são alarmantes e só as cirurgias de emergência estão contanto com a liberação de bolsas.
“Se as pessoas não comparecerem ao Hemocentro para doar, não poderemos atender aos pedidos recebidos pelos hospitais e infelizmente os pacientes que tem cirurgias agendadas vão precisar esperar”, comentou.

Ainda segundo Maria o Hemocentro atende hospitais públicos e particulares de Campos e mais 16 municípios do Norte e Noroeste Fluminense, mas atualmente só o município de Pádua contribui efetivamente.

“Semanalmente recebemos uma média de 15 doadores de Pádua e esta atitude deveria servir de exemplo para os demais municípios da região, que são assistidos pelo Hemocentro Regional de Campos”, disse.

COMO DOAR

O Hemocentro, que é uma das unidades da Fundação Municipal de Saúde, funciona diariamente, das 7h às 18h, inclusive aos sábados, domingos e feriados. Para doar é preciso levar um documento original de identidade com foto, ter peso superior a 50 Kg, idade entre 16 e 67 anos, não estar em jejum e não ter ingerido alimentos gordurosos nas últimas três horas.

Doadores com 16 e 17 anos devem comparecer ao Hemocentro Regional de Campos acompanhados pelos seus representantes legais, preencher formulário próprio, com o consentimento formal do responsável legal para cada doação, com cópia da identidade oficial do responsável anexada. Candidatos com idade superior a 60 anos só poderão doar se realizaram doações de sangue anteriormente. "

Nenhum comentário: