sexta-feira, 6 de junho de 2014

Plástico forma novas rochas na natureza e muda registro geológico da Terra

Do UOL, em São Paulo

Lixo plástico derretido em praias, misturado a sedimentos, fragmentos de lava basáltica e detritos orgânicos, como conchas, é capaz de produzir um novo tipo de material rochoso, segundo conclusão de novos estudos divulgados recentemente.
O novo material, apelidado de plastiglomerate, permanecerá para sempre no registro rochoso da Terra, e no futuro pode servir como marco geológico do impacto da humanidade no planeta, afirmam pesquisadores.
Lixo plástico é um problema mundial que afeta hidrovias, mares e oceanos, de acordo com o Conselho de Defesa dos Recursos Naturais, organização internacional que trabalha para proteger a vida animal e preservar o meio ambiente. Produzido pela primeira vez da década de 1950, o plástico não é degradado facilmente pela natureza e estima-se que persista no meio ambiente por centenas de milhares de anos. Detritos plásticos também são leves e, por isso, não costumam ser enterrados, tornando-se parte do registro geológico permanente. 

Nenhum comentário: