quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Mais do mesmo: Felipão de volta



Todos os meios de comunicação já estão antecipando o que deve ser anunciado oficialmente amanhã: Luis Felipe Scolari volta ao comando da seleção brasileira. Ou será da seleção da CBF?? 
Isoladamente e remando contra a maré, fico com a segunda opção. Há tempos não consigo torcer para a seleção canarinho. Antes, por conta dos desmandos e atitudes suspeitas do Sr. Ricardo Teixeira. Fora que odeio este ufanismo, que tem na Rede Globo de Televisão e no Sr. Galvão Bueno, seus maiores representantes. Há muita coisa em jogo, e a maioria da população não sabe disso. Não sabe que as obras para a copa do mundo a ser realizada em terras tupiniquins em 2014 estão super faturadas. Não sabe que "elefantes brancos" estão sendo construídos para depois serem abandonados ou demolidos. Que lugares importantes para o esporte brasileiro, como o estádio Célio de Barros, no Rio, que faz parte do complexo do Maracanã, terá pista será destruída na reforma, para a construção de um estacionamento (Clique aqui e veja a reportagem da ESPN Brasil sobre o assunto).
As pessoas preferem fechar os olhos para a realidade e vibrar com aquela propaganda escrota da Brahma que grita aos berros que os "engarrafamentos serão de trios elétricos" e coisas do tipo. 
Adoro futebol, e muitos sabem disso. Mas esta volta do Felipão só reforça minha impressão que nosso futebol não quer andar para frente. O que não é de se assustar quando se tem no comando uma figura como o Sr. José Maria Marín.
No meu mundo perfeito e utópico, dois seriam os nomes para assumir a seleção brasileira: Guardiola ou Cuca. Gosto do futebol bem jogado e ofensivo e nos últimos anos, apenas estes dois técnicos me brindaram com isso.
Mas para quê arriscar se temos um cara que já foi campeão do mundo, é adorado pelos jogadores, pela rede Globo e boa parte da mídia?? Vamos deixar do jeito que está. É bem mais cômodo. Ou não...Só o tempo dirá.
Bem fez o Romário que hoje pela manhã no twitter, pediu a cabeça desta cambada toda que ainda manda no nosso futebol.
Pena que não vai adiantar muita coisa.

Nenhum comentário: