quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Paz inquieta

.
                                                               foto:walnize carvalho

Walnize Carvalho

O grito da neta chegando no portão de casa. – Vó! Já cheguei!

Os pingos da chuva na janela do quarto na manhãzinha.

Correria de meninos atrás da bola na rua vazia.

Arrastar de cadeiras para almoços em família.

O assobio do ciclista solitário indo para o trabalho.

O canto do bem -te - vi madrugador no fio do poste elétrico.

O sopro do vento na roupa na corda.

Escutar a batida do meu “coração”.

Nenhum comentário: