quinta-feira, 2 de agosto de 2012

#oioioi

Pesquisas apontam que temas televisivos são os mais comentados do Twitter e que 43% dos internautas navegam na rede enquanto assistem a programas

E mais...

Estudo revela por que novelas fazem sucesso
Se você sente uma pontada de culpa ao assistir a uma novela na TV ou ao comprar uma revista de fofocas sobre a vida de celebridades, relaxe. Convença-se que está apenas reproduzindo um altamente respeitável mecanismo ancestral de sobrevivência, revelaram psicólogos escoceses em um artigo  publicado no semanário científico britânico New Scientist.
Os cientistas desenvolveram uma espécie de teste mental semelhante ao jogo "telefone sem fio" e deram a 10 voluntários quatro textos diferentes para ler e pediram a eles que escrevessem do que se lembrassem numa redação, passando-a para um novo grupo de voluntários. O processo foi repetido quatro vezes.
A versão final dos textos foi, então, comparada com o original - e os pesquisadores descobriram que as fofocas, envolvendo decepção, infidelidade e interação de outras pessoas era mais facilmente lembrada e transmitida com a maior precisão.
Comparativamente, os voluntários tiveram mais dificuldades para lembrar de informações meramente descritivas sobre indivíduos ou seu ambiente.
Os resultados sugerem que os seres humanos atribuem uma grande importância a informações pessoais e sociais.
A possível razão é que descobrir a vida privada e as interações de outras pessoas é um mecanismo de sobrevivência chave.
O Homo sapiens é uma espécie que vive em grupos, portanto é essencial para os indivíduos aprenderem o que outros membros da tribo estão fazendo e o que isto significa em termos de riscos e interesse.
"Se a inteligência dos primatas evoluiu originalmente para solucionar problemas complexos, tais como controlar uniões mutáveis ou se contrariar a decepções, portanto é possível que a inteligência do homem atual traz um legado desta história de seleção, aqui expressa como uma inclinação da memória para (guardar) informações sociais", explicou Alex Mesoudi, pesquisador da Universidade de St. Andrews.
Esta necessidade de saber o que vai acontecer pode explicar a popularidade duradoura das novelas e da indústria da fofoca, acreditam os cientistas.



Nenhum comentário: